Menu
segunda, 20 de setembro de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Geral

Paciente se nega a usar máscara em hospital de MS e acaba detido pela polícia

05 julho 2020 - 12h00Midia Max

Na noite de sábado (4), homem de 28 anos foi detido na frente do hospital em Fátima do Sul, a 237 quilômetros de Campo Grande, após se recusar a usar máscara de proteção. Ele já tinha sido atendido na unidade e estava sentado na frente do hospital.

Segundo a Polícia Militar, o homem foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e levado até a unidade, mas estava bastante alterado. Ele ainda dificultou o atendimento médico dele e de outros pacientes, mas recebeu alta e saiu do hospital em seguida.

Mesmo assim, ficou sentado na frente do hospital, sem usar máscara de proteção. Os policiais então o questionaram, mas ele disse que a máscara estava no bolso e que não iria colocar. Ele acabou encaminhado para a delegacia, por infração de medida sanitária preventiva.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Prorrogação
Detran-MS amplia prazos e CNHs vencidas podem ser renovadas até 2022
Campanha
Corumbá abre Semana Nacional do Trânsito; atividades vão até dia 24
Prevenção
Campanha antirrábica deve vacinar 30 mil cães e gatos
Há cinco dias
Falta de água no bairro Popular Velha revolta moradores
Denúncia
Bar é fechado e proprietário é multado em R$ 5 mil por poluição sonora
Oportunidade
Senac Corumbá abre inscrições para cursos na área da saúde
Pesquisa
Dia das Crianças deve movimentar R$ 135 milhões na economia de MS
Fronteira
Mulher presa com "cinturão de cocaína" receberia R$ 1.500 pela travessia
Calendário
Proprietário de veículos com placas final 9 devem quitar licenciamento até 30 de setembro
Leilão
Detran-MS abre visitação de 83 lotes disponíveis para desmontagem

Mais Lidas

Balanço
Em três dias, operação Fronteiras e Divisas apreendeu R$ 12 milhões em drogas
Preconceito não!
Jogo da Diversidade acontece hoje com cobertura ao vivo do Capital do Pantanal
Flagrante na fronteira
PMA desmonta acampamento mas caçadores escapam para o Paraguai
Alerta
Com umidade do ar registrando 10%, cidades de MS voltam a ficar em alerta