Menu
quinta, 13 de maio de 2021
Andorinha - Maio
Andorinha - Maio
Geral

Oposição garante quórum para governo aprovar abono salarial na Assembleia aos servidores estaduais

01 junho 2016 - 05h33Redação
Com uma votação de favorável de 13 deputados e nenhum contrário, o governo estadual conseguiu aprovar na Assembleia Legislativa o projeto de lei que concede o abono salarial para servidores do Estado que vai de R$ 100 a R$ 250. O projeto foi aprovado com críticas da bancada petista na sessão desta terça-feira (31), e vale para ‘servidores estaduais efetivos ativos (também aposentados e pensionistas com paridade garantida pela Justiça), integrantes da administração direta, autárquica e fundacional do Poder Executivo de Mato Grosso do Sul. De acordo com o projeto aprovado pelos deputados, de 1º de abril a 30 de junho, os ocupantes das carreiras de ‘Fiscalização e Gestão de Obras Públicas’ e de ‘Serviços de Engenharia e Transporte’ vão receber abono de R$ 250. ‘Professores de Ensino Superio’, ‘Técnico de Nível Superior’ e ‘Assistente Técnico de Nível Médio’, abono de R$ 220. Demais carreiras, cargos efetivos e empregos públicos não especificados, R$ 200. A lei também estabelece que, com validade de 1º de julho de 2016 a 31 de março de 2017, o abono será de R$ 170 para a carreira de Agente Penitenciário Estadual e R$ 100 para as carreiras de Gestão de Medidas Socioeducativas, Fiscalização e Defesa Sanitária, Gestão de Atividades de Desenvolvimento Agrário, Gestão de Ações de Desenvolvimento Socioeconômico, Serviços Organizacionais, Gestão de Ações de Assistência e Cidadania, Gestão de Ações de Defesa do Consumidor, Gestão para o Desenvolvimento do Trabalho, Gestão de Atividades Culturais, Gestão de Programas Habitacionais, Atividades de Planejamento e Orçamento, Gestão de Atividades de Comunicação, Gestão de Atividades Mercantis, Gestão de Atividades Desportivas, Cargos de Analista Fazendário e Técnico Fazendário da Carreira Atividades de Apoio Fazendário e Fiscalização e Gestão Ambiental. O deputado João Grandão (PT), vice-presidente da Comissão de Orçamento e Finanças da Casa, criticou a forma como o governo de Reinaldo Azambuja (PSDB) conduziu as negociações, e explicou porque a bancada petista votou a favor da medida. “Para não causar constrangimento a esse governo e não prejudicar os servidores do Estado”, disse Grandão. Segundo ele, caso os deputados petistas deixassem o plenário, o governo não conseguiria quórum para aprovar o projeto. “Fazemos uma oposição séria e não por holofotes”, emendou. O também petista Cabo Almi ressaltou que em virtude da demora no envio do projeto para a Assembleia, os parlamentares tiveram pouco tempo para analisar a matéria. “Quero registrar meu descontentamento da forma como foi tratado o servidor, especialmente o da segurança pública. Abono não é salário”, disparou. Apesar das críticas, a proposta foi aprovada e segue para publicação. O projeto prevê ainda que o abono salarial ‘não será computado ou acumulado para efeitos de cálculo de gratificações, de adicionais ou de quaisquer outros acréscimos pecuniários, exceto para abono de férias e para gratificação natalina’.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Lote com 5,7 milhões de doses de vacinas começa a ser distribuído
POLÍTICA
Iunes aceita convite do Podemos
VOLUNTARIADO
Confeiteiros Solidários realizam Campanha do Agasalho para o Voluntários no Caminho
POLICIAL
PF prende quatro pessoas e apreende 180 kg de cocaína em MS
GERAL
Em Corumbá condutor tem veículo removido por transporte clandestino
GERAL
Detentas bolivianas em Corumbá recebem assistência de Consulado
ESPORTE
Curso de "Treinamento Esportivo no Contexto Escolar" vai ser realizado de 28 a 30 de maio
EDUCAÇÃO
Inep define cronograma do Censo Escolar da Educação Básica 2021
ESPORTE
Bia Cavassa visita Secretaria Nacional do Esporte e busca apoio para MS
GERAL
Bia Cavassa e vereadores visitam sede da Sudeco

Mais Lidas

OPERAÇÃO PRAÇA DA INDEPENDÊNCIA
PF cumpre mandado de prisão em empresários e funcionários da prefeitura de Corumbá
INCÊNDIO
Bombeiros combatem incêndio em residência no Cristo Redentor
GERAL
Homem fica ferido após colisão de motos
OPERAÇÃO INDEPENDÊNCIA
Operação Independência apreende arma de fogo e uma pessoa é presa