Menu
sexta, 05 de março de 2021
Geral

Operação de Guerra da Marinha surpreende população de Ladário

27 abril 2016 - 10h22Gesiane Medeiros
Uma simulação de retomada de região foi realizada na manhã de hoje (27) por 130 militares da Marinha, entre eles, alunos, instrutores e figurativos. O exercício de conclusão do Curso de Especialização de Guerra Anfíbia, que teve início na última segunda-feira (25) aconteceu às 6 horas da manhã com o desembarque dos militares no Porto de Ladário. A população foi surpreendida com uma grande simulação de operação de guerra que percorreu as ruas do centro da cidade e terminou na Igreja Nossa Senhora dos Remédios. Os militares dispararam tiros de borracha e simularam invasões em territórios com grande veracidade. Entre as autoridades que prestigiaram o exercício de simulação de guerra estavam o Contra-Almirante do 6° Distrito Naval de Ladário, Petrônio Augusto de Aguiar; o Contra-Almirante Fuzileiro Naval Rodrigues e o Diretor do Curso de Instrução Almirante Sylvio de Camargo (CIASC).Equipamento de alta tecnologia para treinamento de guerra foi utilizado durante a simulação, a tecnologia simula o mais próximo possível da realidade. Com o novo equipamento, é possível saber se o disparo realizado ocasionaria morte ou ferimento no inimigo. Cada soldado é equipado com um colete (PDD) e um disparador de laser que fica na ponta da arma, este atinge o sensor do colete, e passa o resultado do tiro, em qual parte do corpo o "inimigo" foi ferido ou se resultou em morte. O coordenador do Curso de Guerra Anfíbia, Capitão-Tenente Fuzileiro Naval Danilo, explica que “o curso ocorre em alguns ambientes operacionais do Brasil, e que visa complementar o treinamento dos Tenentes e Guardas Marinhos, um dos ambientes é o ribeirinho, por isso viemos para o Pantanal. O aluno recebe toda a capacitação técnica para trabalhar nesta região”. Entre os alunos de Oficiais de Fuzileiros Navais, uma representante do sexo feminino chama a atenção, a 2° Tenente Auxiliar Fuzileiro Naval Débora, passou por um processo seletivo, hoje faz parte do Corpo de Fuzileiros Navais da Marinha, e completa o curso para comandar um pelotão de aproximadamente 40 Fuzileiros, sem nenhuma diferenciação de gênero.Para 2° Tenente Débora, a Marinha é pioneira em admitir mulheres, “a primeira turma de mulheres militares foi 1981, logo após os fuzileiros admitiram em 2001 e em 2015 tivemos a primeira turma de Fuzileiros Navais. Lembrou que junto com ela havia mais uma mulher para oficial, porém não continuou. “O curso é bem difícil, digo que não foi o curso que se adaptou a mim, eu tive que me adaptei ao treinamento. Os companheiros me incentivam bastante, existem situações particulares femininas que devem ser vencidas no dia-a-dia”. Débora afirma que mesmo em um ambiente predominantemente masculino sua feminilidade é mantida. Entre os conselhos para as mulheres que desejam ingressar na vida militar, Débora aponta “primeiro de tudo, o estudo, seguido do psicológico estruturado e confiança em Deus, que é o que me sustenta aqui, o apoio da família também é muito importante”, ressalta a 2° Tenente.Para o Contra-Almirante Petrônio, “é muito prazeroso para o 6° Distrito Naval poder apoiar logisticamente os 70 alunos e 25 instrutores de um curso extremamente importante para a região e para o país, porque o Pantanal possui características peculiares e é de uma importância estratégica fundamental”. Para o Guarda Marinha Luiz Porto, “o curso de especialização em Guerra Anfíbia é um dos mais importantes na Marinha, somos testados psicologicamente, fisicamente e tecnicamente, simulando a realidade do combate no Pantanal. Além de tudo enfrentamos as particularidades do ambiente como mudança climática repentina”.      

Deixe seu Comentário

Leia Também

BOLETIM COVID
O mês começa com média de 6 mortes por Covid a cada 24 horas
SAÚDE
MS é o estado que mais aplicou as duas doses da vacina contra a Covid-19
GERAL
Ministério Público denuncia servidores de Ladário por corrupção passiva
GERAL
Bombeiros continuam buscas por homem desaparecido na região do Paiaguás
CONSUMIDOR
Vereador pede relatório ao Procon sobre processos, multas e empresas penalizadas em 2020
ESPORTE
Fluminense estreia no Carioca de olho na final da Copa do Brasil
ECONOMIA
Governo adia para dia 31 reinício de bloqueio e suspensão de benefício
OPORTUNIDADE
Máscara + Renda já beneficiou mais de 1.900 costureiras em todas as regiões do país
RECONHECIMENTO
Câmara vai prestar homenagem às corumbaenses pelo Dia Internacional da Mulher
ACIDENTE DE TRÂNSITO
Colisão de carro e moto deixa mulher ferida no Maria Leite

Mais Lidas

GERAL
Ministério Público denuncia servidores de Ladário por corrupção passiva
POLICIAL
Adolescente infratora é presa no bairro Maria Leite
ACIDENTE DE TRÂNSITO
Colisão de carro e moto deixa mulher ferida no Maria Leite
GERAL
Bombeiros continuam buscas por homem desaparecido na região do Paiaguás