Menu
terça, 22 de junho de 2021
Assembleia de MS - Campanha Mãos - Junho
Andorinha - Maio
Geral

Operação da PF combate crime de estelionato previdenciário em MS e MT

09 fevereiro 2021 - 09h03Mariana Conte

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira, 09 de fevereiro, a Operação MG2, que tem a finalidade de desarticular um grupo criminoso voltado ao crime de estelionato previdenciário com atuação nos estados do Mato Grosso do Sul e do Mato Grosso.

Aproximadamente oito policiais federais cumprem dois mandados de busca e apreensão na cidade de Várzea Grande/MT. Os mandados foram expedidos pela Justiça Federal de Campo Grande/MS.

A investigação teve início em julho de 2018 após a prisão, pela Polícia Civil de Fátima do Sul/MS, de um dos investigados por uso de documento falso, oportunidade em que foram apreendidas seis Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs) falsas, todas com a fotografia do investigado, e que teriam sido utilizadas para efetuar pedidos de benefícios previdenciários em diferentes cidades do estado de Mato Grosso do Sul, como Fátima do Sul, Três Lagoas, Bataguassu e Ponta Porã.  

À época foram apreendidos diversos atestados médicos suspeitos, requerimentos de benefícios previdenciários utilizando os nomes que constam dos documentos falsos arrecadados em poder do investigado, radiografias e materiais utilizados para simular engessamento dos braços. Constatou-se ainda que o investigado teria obtido sucesso na concessão de alguns dos benefícios.

Durante a investigação foram encontrados indícios de que o crime teria sido planejado e coordenado por pessoa residente na cidade de Várzea Grande/MT.  As medidas judiciais buscam reforçar as evidencias da participação da dupla e outras pessoas neste e em outros esquemas criminosos relacionados a fraudes previdenciárias.

Se comprovadas as suspeitas, os investigados responderão pelo crime de estelionato previdenciário e as penas podem chegar a 6 anos de prisão.

A Polícia Federal reforça que a atual pandemia não afetou as investigações e ações da instituição. Em razão da situação de pandemia da COVID-19, foi planejada uma logística especial de prevenção ao contágio, com distribuição de EPIs a todos os envolvidos na missão, a fim de preservar a saúde dos policiais, testemunhas, investigados e seus familiares.

Aproximadamente oito policiais federais cumprem dois mandados de busca e apreensão Foto: Divulgação PF

Deixe seu Comentário

Leia Também

FISCALIZAÇÃO
A partir de julho de 2022, bomba de combustível terá assinatura digital para evitar fraudes
TEMPO
Em Corumbá a variação da temperatura fica entre 16°C a 27°C nesta terça
CULTURA
Com regras de biossegurança, Prefeitura autoriza Banho de São João no Porto Geral
RESGATE
Comando do 6º Distrito Naval resgata senhora na região do Paiaguás
O resgate foi efetuado com o auxílio de uma aeronave do 1º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral do Oeste
GERAL
Processo Seletivo para contratação de Analista de Medidas Socioeducativas está com inscrições aberta
CULTURA
Votação para concursos de Andores de São João e Mini Andores termina amanhã
POLICIAL
PMA surpreende caçador, apreende arma e munições e frustra caçada ilegal
SAÚDE
Secretaria de Estado de Saúde distribui aos municípios 97.500 doses da vacina da Astrazeneca
CORONAVÍRUS
Corumbá registra em maio o segundo pior número nos óbitos por Covid-19 do ano
ECONOMIA
Empresários têm 9 dias para renegociar débitos do Fadefe

Mais Lidas

ATROPELAMENTO
Mulher é vítima de atropelamento e fica gravemente ferida
POLICIAL
Polícia Militar de Corumbá prende homem por disparo de arma de fogo
POLICIAL
Homem é preso por assédio contra criança no Conjunto Guatós
GERAL
Processo Seletivo para contratação de Analista de Medidas Socioeducativas está com inscrições aberta