Menu
quinta, 23 de maio de 2024
Andorinha - Novos ônibus - agosto 2023
Andorinha - Novos Ônibus - Agosto 2023
Geral

ONU aprova declaração política com meta de acabar com a Aids até 2030

09 junho 2016 - 09h30Redação
Com o objetivo de acabar com a Aids no mundo até 2030, ministros, funcionários governamentais e representantes de organizações internacionais da área de saúde reuniram-se hoje (8), na sede da Organização das Nações Unidas, em Nova York, e aprovaram uma declaração política sobre ações para enfrentar a doença. O documento define um conjunto de metas específicas que devem ser atingidas até 2020 para acabar com a epidemia de Aids na década seguinte e estabeleceu também a meta de reduzir as mortes relacionadas com a Aids para menos de 500 mil em todo o planeta até 2020 e eliminar, também nesse período, a imagem negativa e a discriminação contra pessoas portadoras do HIV. “As decisões tomadas aqui, incluindo o compromisso de zero nova infecção por HIV, zero morte relacionada à Aids e zero discriminação, irão proporcionar o ponto de partida para a implementação de uma agenda inovadora, baseada em evidências e socialmente justa que alcançará o fim da epidemia de AIDS até 2030”, disse o diretor executivo do Unaids, Michel Sidibé. O fim da epidemia de Aids é uma das metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, adotados pelos Estados integrantes da ONU no ano passado. Segundo a diretora do Unaids no Brasil, Georgiana Braga-Orillard, todos os povos do mundo devem se unir para que a meta seja alcançada, principalmente os jovens. “Vivemos hoje um momento histórico em que realmente o mundo pode vislumbrar o fim da epidemia”, disse Georgiana em declaração à Rádio ONU, ao comentar a aprovação do documento. O presidente da Assembleia Geral das Nações Unidas, Mogens Lykketofr, disse que a reunião de hoje estabeleceu as bases para um “progresso futuro na criação de resultados mais saudáveis para todos os afetados pelo HIV e na construção de sociedades mais fortes e preparadas para desafios futuros” relacionados à Aids. Crianças A declaração prevê que o compromisso dos países para eliminar novas infecções por HIV deve englobar as crianças,. Nesse aspecto, a meta é “eliminar novas infecções por HIV entre as crianças em 95% em todas as regiões até 2020”, diz o documento. O texto observa que 2 mil novas infecções – um terço de todas as novas infecções – ocorrem todos os dias entre os jovens, “mas apenas 28% das mulheres jovens têm conhecimento apurado sobre o HIV”. Os líderes mundiais se comprometeram, no documento, a apoiar e permitir que os jovens desempenhem um papel fundamental na condução da resposta ao promover a plena realização de seu direito à saúde e educação abrangente sobre a saúde sexual e reprodutiva e prevenção do HIV. A declaração política também reconhece a importância do acesso universal à saúde sexual e reprodutiva e aos direitos reprodutivos. Os líderes afirmam na declaração que, para ter êxito, é preciso que as autoridades saibam identificar o modo de enfrentar o imenso peso da epidemia sobre as mulheres, especialmente as mulheres jovens, adolescentes e jovens na África subsaariana. Saúde Pública Ao comentar os desafios dos próximos cinco anos para o combate à Aids no mundo, Sidibé disse que “o mundo tem a oportunidade de acabar com uma epidemia que definiu a saúde pública de uma geração”. O diretor da Unaids destacou avanços na resposta ao HIV desde a última reunião da Assembleia Geral das Nações Unidas sobre HIV e Aids, em 2011, e lembrou que, em dezembro de 2015, 17 milhões de pessoas tinham acesso a medicamentos antirretrovirais. No mesmo ano, os números de novas infecções pelo HIV entre crianças e de mortes relacionadas à Aids foram significativamente reduzidos. Também houve progresso na redução de mortes por tuberculose entre pessoas vivendo com HIV. A reunião da ONU sobre HIV e Aids prossegue até sexta-feira (10) em Nova York, com ampla programação com especialistas e autoridades governamentais sobre o assunto.   Autoria Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

Tráfico de Drogas
Boliviana presa com pasta base diz ter recebido a droga do marido
Disque-Denúncia
Gaeco disponibiliza telefone para receber denúncias da operação "Cartão Vermelho"
Ônibus para Capital
Menor é apreendida transportando pacotes de Skunk presos ao corpo
Boletim Epidemiológico
MS registra 9.155 casos confirmados de dengue
Reconhecimento
Investigadora da Civil de Corumbá é homenageada pelo combate à crueldade contra animais
Vigilância Sanitária
Governo cria "MS Vacina Pet" e destina R$ 1,9 milhão contra a raiva
Em Dourados
PF mira em quadrilha de MS que transportava drogas em tanques de combustível
Sob Alerta
Inmet divulga alerta de perigo para o sul do país
Nova Data
Concurso Unificado será em 18 de agosto, confirma Ministério da Gestão
Variedades
Tipos de apostas no futebol

Mais Lidas

Tráfico de Drogas
Mochila abandonada em ônibus é apreendida com 8,7 kg de Skunk
Oportunidade
IHP abre vagas para jovens aprendizes com idades entre 16 e 20 anos
Na madrugada
Homem é preso vendendo droga em beco do bairro Borrowski
Fiscalização
Ação conjunta apreende 4 toneladas de mercadorias em Corumbá