Menu
terça, 21 de maio de 2024
Câmara de Corumbá - Maio Laranja 2024
Andorinha - Novos Ônibus - Agosto 2023
Geral

OAB vai combater corrupção eleitoral nos municípios de MS

01 março 2016 - 14h49Gesiane Medeiros
Nos 45 dias de campanha eleitoral deste ano, a população terá o apoio da OAB para realizar denúncias de corrupção eleitoral, como a famosa caixa dois e a troca de favores por votos. Todas as 31 subseções da Ordem, no interior do Estado, irão participar, organizando comitês que investigarão as denúncias. Após a confirmação de irregularidades, a OBA irá encaminhar o processo elaborado ao Tribunal Regional Eleitoral (TER-MS), que irá cobrar as devidas explicações do candidato acusado, que por sua vez, terá 48 horas para apresentar sua defesa. A campanha acontecerá por meio de uma parceria com 130 entidades, como a Conferência Nacional dos Bispos (CNBB) e o Movimento de Combate à Corrupção Eleitora (MCCE). Este ano, as eleições são municipais e a população irá às urnas eleger seus representantes nos cargos de prefeitos e vereadores, o período de campanha eleitoral será mais curto, e terá início no dia 16 de agosto. A principal mudança das eleições deste ano em comparação com a de 2014, é justamente a Lei aprovada pela presidente Dilma Rousseff, em 2015, que estabelece como proibida o financiamento empresarial a campanhas eleitorais, por isso se faz tão necessário o incentivo da OAB no combate a corrupção. A partir desta eleição a população terá um canal direto (telefone será divulgado) de denúncia junto a ordem de seu município para denunciar suas suspeitas. Um dos objetivos é diminuir a discrepância entre as campanhas dos candidato, já que as práticas ilícitas facilitam o poder de ganho  dos candidatos com maior poder aquisitivo. Para Roberto Lins, presidente da subsecção de Corumbá, “a campanha é uma forma de educar e conscientizar a população, as pessoas devem aprender a votar e não trocar seu voto por camisetas e sacolões. Nossa ação é em prol da moralização nas eleições”.  Roberto Lins explica ainda que, "a lei não proíbe a doação financeira realizada pelas pessoas físicas, desde que elas tenham condições de realizar tais investimentos, e isso será investigado".   “Menos impostos. Mais respeito” Outra campanha contra o retorno do imposto CPMF, foi lançada pela Ordem dos Advogados do Brasil. A instituição defende o corte de gastos do governo federal e avança contra o aumento de impostos e a volta da contribuição provisória sobre movimentação financeira (CPMF). A Ordem convocou as entidades sul-mato-grossenses do setor produtivo e da sociedade civil organizada a unirem-se e dialogar a respeito das medidas fiscais anunciadas pelos Governos Federal e Estadual. “É inadmissível que num momento de crise como este o governo federal jogue nas costas do cidadão a incapacidade de gerir suas finanças. O retorno da CPFM fere a dignidade do cidadão brasileiro”, disse o presidente da OAB/MS, Mansour Karmouche.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

Agenda Cultural
Evento de som automotivo arrecada doações para RS e Instituto Novo Olhar
Destaque
Músico sul-mato-grossense é selecionado para intercâmbio na Orquestra Sinfônica Brasileira
Em pauta
Piso salarial e jornada de trabalho dos profissionais da enfermagem são discutidos na Câmara
Desdobramentos
Presidente da Federação é preso após quase 28 anos no comando do futebol em MS
Educação
Apresentações culturais e palestra marcam abertura da Semana do Brincar em Corumbá
Desdobramentos
Sobe para 161 número de mortes por chuvas no Rio Grande do Sul
Desdobramentos
Fornecedora de uniforme de times de MS está entre alvos em operação do Gaeco
Centro da Cidade
Vereador pede providências para recuperação da iluminação do Jardim da Independência
Gaeco
Operação apura desvio de R$ 6 milhões e 1.200 saques para driblar fiscalização no Futebol
Investigação
Padre de MS é denunciado por relacionar bruxaria e satanismo à tragédia no RS

Mais Lidas

Ia para São Paulo
Passageiro é preso no aeroporto de Corumbá com 125 cápsulas de cocaína no estômago
Manifestação
Setor de transporte protesta por falta de combustível e ameaça fechar a fronteira
Assistência Social
Caixa paga Bolsa Família a beneficiários com NIS de final 2
Oportunidade
MS abre semana com 4,1 mil vagas de emprego em diferentes setores