Menu
sexta, 18 de junho de 2021
Andorinha - Maio
Andorinha - Maio
Geral

“O caso é muito difícil, mas farei meu trabalho”, diz advogado do assassino de Nádia Sol; assista o julgamento

21 outubro 2020 - 09h15Gesiane Bernardo

Nesta quarta-feira, 21 de outubro, a partir das 13h30, acontece o júri popular de Edevaldo Costa Leite, de 38 anos, réu confesso do assassinato da professora Nádia Sol em 10 de março de 2019, no bairro Universitário, em Corumbá. O julgamento acontece após um ano e sete meses do dia em que Sol comemorava seu aniversário, mesmo dia em que vítima perdeu a vida com 36 facadas deferidas pelo ex-companheiro que não aceitava o fim do relacionamento. Um crime de feminicídio que chocou os moradores da cidade. 

Nádia afirmou aos Bombeiros, durante o resgate, que foi esfaqueada pelo ex. Foto: Reprodução Facebook

Nádia chegava em casa na noite do dia 10 de março, quando foi abordada pelo ex, tentou trancar o portão para impedir a entrada de Edevaldo, mas o autor conseguiu abraça-la, momento em que esfaqueou a vítima em diversos locais, com ferimentos mais profundos no tórax e lombar. No caminho para o hospital, em seus últimos suspiros, Nádia afirmou para os Bombeiros que havia sido atacada pelo ex.

Edevaldo fugiu, mas largou a faca utilizada no crime, ele se entregou na Delegacia no dia seguinte e confessou o feminicídio. Aos policiais, afirmou que havia se separado de Sol há duas semanas e que não suportou ver a ex-mulher com outro homem.

O Capital do Pantanal conversou com o advogado do réu, Nivaldo Paes Rodrigues, consciente da gravidade do crime cometido por seu seu cliente, afirmou que “o caso é complicado e muito difícil. O meu cliente matou a namorada com 36 facadas. Será condenado à uma pena muito alta, mas farei o meu trabalho”.

O júri popular será transmitido ao vivo, pelo canal do Fórum de Corumbá no You Tube, à partir das 13h30. Clique para assistir.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLICIAL
PRF apreende 450 mil maços de cigarro contrabandeados na Capital
GERAL
MPF aponta risco de desaparecimento de espécies no Rio Paraná
Rio Paraná Energia, empresa da holding China Three Gorges Corporation (CTG), é acusada de descumprir regras ambientais e levar à beira do desaparecimento peixes como Pintado e Dourado
SAÚDE
SES prepara distribuição das 70.160 doses de vacina contra a covid-19 em MS
GERAL
Fórum apresenta avanços do Plano Estratégico em MS
POLICIAL
PMA e Bombeiros resgatam ave em extinção ferida
GERAL
Contribuintes têm até o dia 3 de agosto aderir ao REFIS 2021
EDUCAÇÃO
Terminam hoje as inscrições do Encceja 2020 para privados de liberdade
GERAL
Homem fica ferido após queda de cavalo no Pantanal
EDUCAÇÃO
MEC cria grupo de trabalho para atualização do Enem e do Encceja
GERAL
Bombeiros combatem incêndio em concessionária no Centro

Mais Lidas

POLICIAL
PM de Corumbá prende autores de roubo logo após o crime no Popular Nova
GERAL
Empresa irregular junto a ANTT monta guichê na rodoviária de Corumbá
POLICIAL
PM de Corumbá durante rondas recupera veículo furtado na área central
POLICIAL
Homem é preso por perturbação da tranquilidade no Cristo