Menu
terça, 22 de junho de 2021
Assembleia de MS - Campanha Mãos - Junho
Andorinha - Maio
Geral

Número total de casos de Covid-19 no mundo ultrapassa marca de 8,5 milhões

19 junho 2020 - 14h59Midia Max
Mais de 8,5 milhões de pessoas em todo o mundo foram contaminadas pelo novo coronavírus desde o início da pandemia, segundo dados compilados pela universidade Johns Hopkins, dos Estados Unidos. Em primeiro no ranking, os norte-americanos já acumulam quase 2,2 milhões de infectados.
 
Nesta sexta-feira (19), a prefeita da capital Washington, Muriel Bowser, decidiu levar adiante o plano de retomada do Distrito de Columbia (D.C.), que agora irá para a fase 2 da reabertura, com restaurantes e lojas podendo funcionar com metade de sua capacidade total. Possível novo epicentro da pandemia nos EUA, a Flórida reportou hoje um acréscimo de mais 3.822, novo recorde em casos diários no estado.

 

Índia também apresentou seu novo recorde de contaminações em um único dia, com 13.586 casos registrados nesta sexta-feira. O país ainda contou mais 336 mortes por covid-19. Ao todo, a Índia contabilizou 380.531 casos durante a pandemia, incluindo 12.573 óbitos. O primeiro-ministro indiano, Navendra Modi, incentivou a prática de yoga como um “escudo protetor” contra a covid-19. Logo acima da Índia no número de casos, a Rússia chegou a 569.063 casos após confirmar mais 7.972 novas infecções nas últimas 24 horas. Ao todo, o país registrou 7.841 mortes causadas pelo coronavírus.

O número de novos casos registrados nesta sexta-feira no Reino Unido ultrapassou a taxa de ontem, de 1.218 casos. Nesta sexta-feira, mais 1.346 britânicos contraíram o Sars-Cov-2, segundo os dados oficiais do governo. Apesar do pequeno aumento, o primeiro-ministro Boris Johnson resolveu reduzir o nível de alerta da pandemia no Reino Unido de 4 para 3 Na perspectiva do Centro Conjunto de Biossegurança britânico, isso significa que a ameaça da doença passou do patamar de “a transmissão é alta ou está aumentando exponencialmente” para “a epidemia está em circulação geral”. Ao todo, o governo do Reino Unido já contabilizou 301.815 casos e 42.461 óbitos por covid-19

O veículo estatal chinês, China News Service informou que uma possível vacina do país só deve ficar pronta e ser liberada para ser comercializada a partir de 2021. A razão, segundo disseram pessoas ligadas à produção das vacinas, é a dificuldade em realizar testes clínicos em larga escala com humanos. “A vacina não deve chegar ao mercado até pelo menos o ano que vem, com base nos planos atuais”, afirmou Zhang Yutao, vice-presidente da China National Biotec Group, uma das empresas que produzem potenciais vacina na China. NEsta sexta-feira (19), o país teve 32 novos casos de coronavírus, sendo 25 na capital Pequim, que agora conta 183 infectados relacionados ao surto do mercado de Xinfadi.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Custos de produção de frangos aumentam quase 20% entre janeiro e maio
POLICIAL
Polícia Militar Ambiental de Corumbá autua infrator em R$ 5 mil por incêndio em terreno
GERAL
Sanesul informa interrupção no fornecimento de água em Ladário
PROJETO DE LEI
Vereadora prega conscientização sobre a menstruação e distribuição de absorventes higiênicos
ECONOMIA
Auxílio emergencial: nascidos em abril podem sacar 3ª parcela
NA PANDEMIA
Feiras livres como atividades essenciais é o que pede vereador na Câmara
ECONOMIA
Copom: Inflação persiste, mas economia evolui mais que o esperado
SAÚDE
Brasil antecipou mais de 16 milhões de doses de vacinas, diz Queiroga
EDUCAÇÃO
Para melhorar aprendizado, governo cria a Fundação de Apoio à Educação Básica
FISCALIZAÇÃO
A partir de julho de 2022, bomba de combustível terá assinatura digital para evitar fraudes

Mais Lidas

ATROPELAMENTO
Mulher é vítima de atropelamento e fica gravemente ferida
POLICIAL
Polícia Militar de Corumbá prende homem por disparo de arma de fogo
POLICIAL
Homem é preso por assédio contra criança no Conjunto Guatós
GERAL
Processo Seletivo para contratação de Analista de Medidas Socioeducativas está com inscrições aberta