Menu
terça, 11 de maio de 2021
Andorinha - Maio
Andorinha - Maio
Geral

Cresce número de atropelamento de animais silvestres nas estradas de MS

26 abril 2017 - 07h43Gesiane Medeiros com informações da Ciência Pantanal

Os números assustam especialistas, pesquisadores e defensores do meio ambiente. Pesquisa realizada entre os anos de 2013 e 2014 apontou que pelo menos 1.152 animais morreram atropelados em apenas três trechos de duas rodovias (cerca de 23 mil quilômetros) de MS. Os animais mais atingidos são o Lobinho ou cachorro-do-mato, tatu-peba, tamanduá-bandeira e a anta brasileira. A constatação é um alerta para a necessidade de melhorar a travessia destes animais nas vias com mais segurança.

Registro de anta da espécie Tapirus Terrestris, encontrada morta no acostamento de rodovia. Foto: Patrícia Medici

Artigo intitulado “Atenção! Bichos na pista”, publicado na revista Ciência Pantanal recentemente, detalha a pesquisa e constata que as rodovias que cortam o estado possuem uma das mais altas taxas de colisão entre veículos e animais silvestres do Brasil. As mortes dos animais, principalmente de médio e grande porte, acima de 1 kg, se torna ainda mais preocupante porque eles são considerados de baixa reprodução, e isso reduz as chances de sobrevivência das espécies. Além disso, a colisão com um mamífero grande, como uma anta ou uma capivara, pode causar a destruição total do veículo e a morte de pessoas.

Os três trechos monitorados na pesquisa foram: a BR-262, entre Campo Grande e a ponte sobre o rio Paraguai; a BR-262, entre Campo Grande e Três Lagoas e a BR-267, de Nova Alvorada do Sul até Nova Andradina. No total, foram percorremos mais de 23 mil quilômetros, coletando informações sobre atropelamentos de fauna.

Durante o percurso foram encontrados 1.152 carcaças de animais atropelados, incluindo 18 espécies de mamíferos silvestres (1.084 indivíduos), seis espécies de aves (60 indivíduos, incluindo emas, seriemas e araras), três espécies de animais domésticos (5 indivíduos, incluindo cavalo, gato doméstico e coelho), uma espécie introduzida (porco monteiro) (1 indivíduo) e duas carcaças não identificadas (2 indivíduos).

Imagem: reprodução revista Ciência Pantanal

No começo de 2017, foi iniciado o projeto Bandeiras e Rodovias, para desenvolver estratégias de manejo das paisagens e rodovias para a prevenção de acidentes e, consequentemente, evitar a extinção local dos tamanduás. Para isso, o programa vai quantificar os impactos das rodovias e analisar suas consequências para a saúde dos tamanduás-bandeiras, terceira espécie mais atropelada na região. O tamanduá-bandeira ocupa a terceira posição no ranking dos animais mais atropelados, durante o monitoramento realizado pela equipe da revista, foram encontradas 135 carcaças da espécie.

Outro projeto, desenvolvido de março de 2014 e até janeiro de 2017, trabalhou com o monitoramento das antas-brasileiras. O programa encontrou 152 carcaças de antas nas rodovias da região.

Lobinho ocupa a primeira posição do ranking de animais mais atropelados. Foto: Julia Oshima

Para reduzir esses atropelamentos de animais silvestres ao atravessar vias expressas e o risco de perdas humanas em colisões, pesquisadores propõem algumas medidas. “Instalar ou melhorar passagens de fauna já existentes nas junções de matas e rodovias, por exemplo, é uma medida com potencial para diminuir o número de fatalidades, pois tais locais são preferidos pelos animais para cruzar as rodovias. A associação das passagens com cercas é imprescindível”, afirmam os pesquisadores. O estudo é de autoria de Arnaud Leonard Jean Desbiez (Royal Zoological Society of Scotland e Instituto de Conservação Animais Silvestres) e Emília Patrícia Medici (Instituto de Pesquisas Ecológicas e Instituto Nacional para Conservação da Anta Brasileira).

Reduzir a velocidade nos trechos de travessia, melhorar a sinalização e promover a educação ambiental no estado do Mato Grosso do Sul também são ações recomendadas.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLICIAL
PRF apreende mais de 7 toneladas de maconha em MS
POLICIAL
PF realiza prisão por tráfico interestadual de drogas e apreende 200 kg de maconha
EDUCAÇÃO
IFMS investe no aprimoramento de atividades não presenciais
MEIO AMBIENTE
Parque Municipal de Piraputangas recebe observação de aves
HOMENAGEM
Câmara homenageia OAB de Corumbá pelo seu 63º aniversário de fundação
CIDADANIA
Abertas as inscrições para a 2ª edição do programa Juventude Empreendedora
GERAL
Após recomendação da Anvisa, Estados e prefeituras mudam vacinação de grávidas
GERAL
CPI da Covid questiona presidente da Anvisa sobre vacinas nesta terça
ECONOMIA
Produtividade cai 2,5% no primeiro trimestre de 2021, aponta pesquisa da CNI
GERAL
Maio da Diversidade LGBT+ terá mais de 100 ações do Governo MS

Mais Lidas

POLICIAL
PM encerra festa clandestina em casa abandonada e prende foragido da justiça
POLICIAL
Homem é preso por infração de medida sanitária e desobediência
POLICIAL
Casal é preso após briga no bairro Dom Bosco
POLICIAL
PRF recupera veículo e liberta homem que estava mantido em cárcere privado