Menu
domingo, 26 de setembro de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Geral

Netflix é a que mais investe em produções originais

O aumento no número de conteúdos originais fez com que os valores das assinaturas fossem reajustados

18 novembro 2020 - 20h51Redação

A Netflix não para de apostar em conteúdos originais! Segundo a plataforma, devem ser investidos cerca de US$ 17,3 bilhões na produção de séries e filmes originais até o fim de 2020. Só em 2019, a Netflix lançou mais de 370 produções originais, entre séries e filmes, com um investimento total de US$ 15,3 bilhões. O orçamento da Netflix deste ano é muito maior do que outras plataformas de streamings pretendem gastar em 2020. A Disney, que lançará sua própria plataforma de streaming no dia 17 de novembro, pretende gastar US$ 1 bilhão em programação original, enquanto a Comcast/NBCUniversal e a Warner Bros devem investir US$ 2 bilhões, cada uma.

Esse números não fazem a Netflix ser apenas a plataforma de streaming com mais usuários ao redor do mundo, como também a torna a que  mais investe em conteúdo original, o que tem se tornado o grande diferencial entre a Netflix e as demais plataformas de streaming - e, muitas dessas produções acabaram se tornando os carros chefes da plataforma e atraindo muitos novos assinantes. Esses grandes investimentos em programação original têm um único objetivo: fidelizar os clientes. Quem é assinante da Netflix sabe que a estreia de conteúdos originais é praticamente semanal, com filmes e séries inéditas estreando o tempo todo.

O aumento no orçamento para  investir mais em produções originais fez com que o valor das assinaturas também subissem nos Estados Unidos, que também foi sentido nos valores brasileiros: em junho a plataforma de streaming anunciou que dois de seus três pacotes teriam reajuste nos preços. Apenas o plano básico, sem transmissão em HD nem telas múltiplas, permaneceu na casa dos R$ 19,90, enquanto que a versão padrão subiu para R$ 27,90 e a opção Premium, que habilita o conteúdo em 4K, agora custa R$ 37,90.

Boa conexão à internet

Com o isolamento social imposto pela pandemia do novo coronavírus, declarada no mês de março, aumentaram os números de acesso à internet através de planos de internet com velocidades altas, como 100 Mega. Segundo os dados da Agência Nacional de Telecomunicações, a Anatel, os planos de internet banda larga via fibra óptica também cresceram muito quando comparadas com o mesmo período de 2019. Não é possível apontar que o aumento de procura por planos de internet fibra, como a Oi Internet, a NET Internet e a TIM Live, tenha sido potencializado pela pandemia, mas foi uma boa contribuidora. O isolamento social fez com muitas pessoas tivessem que ficar um tempo maior dentro de casa, o que automaticamente fez com que o uso da internet também aumentasse consideravelmente. Com isso, muitas pessoas acabaram optando por contratar planos de internet com fibra óptica, isto por que ela é considerada uma das melhores opções para assistir streamings, como a Netflix, com alta qualidade de som e imagem.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Denúncia
Homem morre e família acusa médica da UPA de negligência
Palestras
3ª edição da Semana da Saúde do Sesc tem foco nos reflexos da pandemia
SCT 2021
IFMS abre inscrições para Semana de Ciência e Tecnologia
Javaporco
PMA flagra criação ilegal de javalis em propriedade de Dourados
Alerta
De agendamentos a esquemas de 'pirâmides', entenda os maiores golpes do Pix em MS
Retomada
Fundtur recebe inscrições no Programa "Incentiva+MS Turismo" até 5 de outubro
Bonito
Mulher é multada em R$ 5 mil por desmatamento ilegal em área protegida
Imunização
Veja quem pode se vacinar neste fim de semana em Corumbá
Balanço
Mais de 50% das drogas apreendidas na Operação Fronteiras e Divisas I são de MS
Economia
Comércio deve facilitar pagamento e ser cauteloso para o Dia das Crianças

Mais Lidas

Denúncia
Homem morre e família acusa médica da UPA de negligência
Imunização
Veja quem pode se vacinar neste fim de semana em Corumbá
Desenvolvimento
Comissão mista homologa consórcio que vai construir ponte da Rota Bioceânica em MS
Bonito
Mulher é multada em R$ 5 mil por desmatamento ilegal em área protegida