Menu
sábado, 24 de julho de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Expresso Mato Grosso - Promoção de Junho
Geral

“Não vai faltar pediatra na Santa Casa”, garante junta administrativa

03 agosto 2018 - 11h41Sylma Lima
Pediatria funcionando normalmente no Hospital de Corumbá. Caso do menino boliviano que foi atropelado. Foto: Victor Viegas

A polêmica de que os pediatras não iriam mais atender na Santa Casa Corumbaense não vingou, graças à intervenção do prefeito Marcelo Iunes após se reunir com junta interventora do hospital.  Ocorre que a cidade só tem seis pediatras e todos tem carga horara no município. Atualmente eles atendem 8h por dia, conforme determinação judicial prevista num Termo de Ajustes de Conduta (TAC). Quatro horas no período da manhã e mais quatro no período da parte, se revezando nos postos de saúde. Desde a última quarta-feira,06, o plantão ficou definido no seguintes termos: “ meio período nos postos , para que não fique sem atendimento, e meio na Santa Casa que atende 90% de paciente do SUS (Sistema Único de Saúde)” , diz o procurador José Luis Amorim membro da junta interventora enfatizando que, “ Iunes não tem medidos esforços para tender o hospital adquirindo equipamentos e mantendo as farmácias bastecidas. Além disso, o recurso depositado pelo atual governador já está na conta aguardando a liberação das licenças para inicio das obras do novo Pronto Socorro”.

Flagrante

Junta interventora conversou com o Capital do Pantanal nesta manhã. Foto: Victor Viegas

O Capital do Pantanal esteve no hospital para conferir de perto se a situação havia se regularizado e foi encontrado três pediatras, sendo um na emergência (Emerson Moreira), e dois no setor infantil (hospitalzinho). Vicente Provenzano dava atendimento a um menino de um ano e sete meses, acompanhado pela tia a boliviana Inêz Céspedes que narrou que o menor é gêmeos, e as 13h desta quinta-feira,07, saiu correndo atrás do irmão mais velho que, ia para a escola, em Porto Suarez, e acabou tendo parte do corpo esmagado nas rodas de um carro. Como o hospital do país vizinho não tem CTI e o caso era muito grave, a criança veio para Corumbá onde já foram realizados vários exames , “ como ele  estava urinando sangue achávamos que havia perfurado a bexiga, mas o órgão não foi atingido e hoje o menino esta fora de risco, apesar das lesões no corpo” , disse o pediatra de plantão ressaltando que atendem corumbaenses, ladarenses e bolivianos.

Nova gestão

O diretor administrativo e financeiro da unidade Marcelo Ferreira explicou que a polêmica causada pela carga horaria foi solucionada de uma maneira satisfatória e todos saíram ganhando. “Como o hospital mantinha pediatra num plantão de 12 horas durante a noite, com a nova modelagem terá também durante todo o dia e não haverá prejuízo aos postos porque aqui são atendidas as emergências  e na PUA Guató. Mais, o importante é que não descobrimos a atenção básica com o hospital” .

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Acidente
Motociclista fratura clavícula após perder controle em lombada
Bombeiros
Incêndio urbano atinge vegetação em morraria com difícil acesso
Município
Decreto prorroga por mais 14 dias medidas para diminuir contaminação pela Covid-19
Decisão Popular
Servidores optaram por receber o 13° salário de forma integral em dezembro
Previsão
Sancionada LDO que prevê receita de R$ 18,47 bilhões para MS em 2022
Esperança
Taxa de contágio da Covid se mantém abaixo de 0,90 há uma semana em MS
Investigação
Caso Maria Stella Coimbra: jovem teria fotografado documento do suposto estuprador
Sem contrato
Santa Casa de Corumbá perde serviço de Urologia
Tempo
Final de semana continua com alerta para tempo seco em Mato Grosso do Sul
Facilidade
Saúde credencia laboratório e exames podem ser agendados na própria unidade de saúde

Mais Lidas

Sem contrato
Santa Casa de Corumbá perde serviço de Urologia
Investigação
Caso Maria Stella Coimbra: jovem teria fotografado documento do suposto estuprador
Acidente
Motociclista fratura clavícula após perder controle em lombada
Município
Decreto prorroga por mais 14 dias medidas para diminuir contaminação pela Covid-19