Menu
segunda, 27 de maio de 2024
Andorinha - Novos ônibus - agosto 2023
Andorinha - Novos Ônibus - Agosto 2023
Geral

Na capital, dois agressores de mulheres foram presos por dia em 2015

03 fevereiro 2016 - 14h42Gesiane Medeiros
Estatística divulgada na manhã desta quarta-feira (3), em solenidade de comemoração de 1 ano da Casa da Mulher Brasileira, revela que 922 agressores foram presos desde a inauguração do setor, em Campo Grande. O índice representa média de duas prisões por dia. Também neste período, 11 mil vítimas de violências física e moral buscaram por atendimento. Solenidade que durou quase toda a manhã apresentou sala exclusiva para registros de Boletins de Ocorrência, que, agora, conta com suporte de policiais militares. Também foram designadas equipes para fazer policiamento preventivo dentro da unidade de atendimento a fim de preservar a segurança. A novidade está instalada há um mês. “Nosso objetivo é garantir a integridade das mulheres. Evitar que agressores circulem pelas dependências da casa e gere desconforto às vítimas”, citou o primeiro-tenente e coordenador das equipes, Fernando Neves. Conforme números divulgados ainda na ocasião, em 12 meses, foram encaminhados ao Poder Judiciário 2,4 mil medidas protetivas - documento que determina distância do agressor com a vítima. No ranking dos atendimentos, ameaças lideram com 3,5 mil denúncias. Depois, estão 2,6 mil casos de injúrias. Por fim, foram feitos 407 registros por desobediência a medidas protetivas. Na conta de suporte a vítimas de violências doméstica, entram 431 mulheres alojadas na casa, nos últimos 12 meses. Vale lembrar que são 10 vagas e a ocupação, que pode ser acompanhada de filhos, dura no máximo 72 horas. Depois do prazo, elas são encaminhadas para abrigos. Na Casa da Mulher Brasileira, que foi instalada em fevereiro do ano passado na Rua Brasília, no Jardim Imá, além de atendimento policial, vítimas recebem amparo psicológico e jurídico.           Texto do Correio do Estado  

Deixe seu Comentário

Leia Também

Meio Ambiente
Relatório da ONU sobre o clima responsabiliza a humanidade por aumento de fenômenos extremos
Facilidade
Mais de R$ 1,8 milhão em taxas judiciárias já foram pagos via Pix
Variedades
Cassinos Online: Sorte e estratégia na era digital
Reitoria
Colégio Eleitoral da UFMS mantém Camila Ítavo em primeiro lugar na lista tríplice
Meio Ambiente
Juiz mantém proibido o desmate no Parque dos Poderes
Crime
Na delegacia, assassino "confesso" diz que conheceu corretora em aplicativo
Educação
UEMS e Fundect investem R$ 4 mi para fortalecer ensino superior em Mato Grosso do Sul
Em Maracaju
Estudantes do IFMS levam tecnologia a maior evento agro do Estado
Destaque
Dia da Indústria: Longen destaca força do setor industrial de Mato Grosso do Sul
Extrema magreza
Polícia resgata cães em situação de maus-tratos no Popular Nova

Mais Lidas

Crime
Na delegacia, assassino "confesso" diz que conheceu corretora em aplicativo
Interdição
Ponte sobre o rio Paraguai fecha às 17 horas deste sábado; interdição deve durar 19 horas
Educação
UEMS e Fundect investem R$ 4 mi para fortalecer ensino superior em Mato Grosso do Sul
Tempo
Sábado tem probabilidade de chuvas e baixas temperaturas em grande parte de MS
Corumbá marca 14ºC pela manhã com máxima de 16ºC