Menu
sábado, 13 de abril de 2024
Andorinha - Novos ônibus - agosto 2023
Andorinha - Novos Ônibus - Agosto 2023
Geral

Mulher pede socorro aos Bombeiros para retirar anel preso no anelar

07 julho 2020 - 09h10Gesiane Sousa

Segundo a mulher de 30 anos, o anel estava preso em seu dedo anelar há alguns dias e o inchaço já era incomodo demais. Ela pediu ajuda no quartel dos Bombeiros de Corumbá, nesta segunda-feira (6) após tentar diversas técnicas caseiras sem sucesso.

Devido a gravidade, Bombeiros optaram por utilizar ferramenta chamada mini retífica para cortar o anel, que foi removido com total segurança a integridade física da vítima.

Segundo os Bombeiros, somente este ano foram atendidas no Estado, 177 ocorrências envolvendo anel preso ao dedo, deste total 17 foram registrados em Corumbá.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Destaque
Referência mundial em prevenção e combate aos incêndios florestais, Prevfogo completou 35 anos
Carreira
Cerca de 40 mil bacharéis em direito participam do ENAM neste domingo
Ação de Cidadania
Equipe técnica visita o Alto Taquari para planejar realização do Juizado Itinerante em junho
Destaque
Alunos de MS são premiados em terceiro lugar em desafio internacional de programação
Meio Ambiente
Lançado em 2023, SIFAU auxilia Mato Grosso do Sul na identificação de áreas para queima prescrita
Cidade
Vítima de ferimento por faca é destaque no plantão dos Bombeiros
Pacto de Cooperação
Governo e Sebrae/MS vão fomentar o empreendedorismo indígena em no estado
Evento
Turismo de MS leva capacitação, gastronomia pantaneira e lançamentos à 11ª WTM Latin America
Mercado Internacional
MS quintuplica potencial de abate e exportação de carne bovina para a China
Concretagem
Ponte fecha às 17 horas de hoje e reabre às 5h de domingo (14)

Mais Lidas

Morte à Esclarecer
Idoso é encontrado morto com marcas de mordidas de cachorro em Corumbá
Últimas 24 horas
Incêndio em casa no centro é destaque no plantão dos Bombeiros
Qualificação
Cursos técnicos com alta demanda no mercado são opções de qualificação no Senac Corumbá
Decisão Judicial
Ribeirinhos são despejados de terras no Morrinho