Menu
quinta, 15 de abril de 2021
Ambiental MS Pantanal - Aegea
Andorinha Fevereiro
Geral

Mulher confessa à polícia ser vendedora de drogas

20 setembro 2018 - 08h12Kamilla Marques

Uma mulher de 26 anos confessou à Polícia Militar nesta quarta-feira (19) ser vendedora de drogas, na Rua Pedro de Medeiros, Bairro Popular Velha.

Equipe de Força Tática realizava rondas ostensivas e preventivas quando foi acionada para verificar uma situação de venda de entorpecentes, onde segundo a comunicante ela mesma seria a vendedora.

A guarnição deslocou até o local, onde a comunicante se apresentou aos policiais com uma porção de drogas totalizando cerca de 200g, relatando que comercializava entorpecentes e que queria se entregar à polícia. A mulher ainda informou que comprou a droga por R$150,00 reais.

Diante dos fatos, a autora foi conduzida até a delegacia de polícia para providências cabíveis.

Deixe seu Comentário

Leia Também

RODOVIA
Vereador reivindica melhorias na BR 262, entrada para o Morro do Urucum
ASSISTÊNCIA SOCIAL
Vale Universidade divulga lista de pré-habilitados e convoca para nova etapa
GERAL
Azambuja diz que MS cumpre papel no combate à Covid e não tem medo de CPI
Dia da Conservação do Solo
Sistemas agroflorestais biodiversos conservam e melhoram a qualidade do solo
Ação solidária contra a Covid-19:
Primeiro lote de medicamentos para intubação chega hoje ao Brasil
ATROPELAMENTO
Idoso é atropelado na Porto Carreiro e fica ferido
GERAL
Mulher fica ferida após cair da moto no Maria Leite
GERAL
Garagem Lanchonete inaugura filial em Ladário e traz variedades no cardápio
GERAL
PGE integrará o Observatório Estadual da Nova Lei de Licitações
ESPORTE
Prefeitura cria grupo de trabalho para preservar memória esportiva de Corumbá

Mais Lidas

CAPTURA DE ANIMAL
Jibóia é encontrada dentro da sala de residência em Corumbá
POLICIAL
PF prende três pessoas por tráfico de drogas e apreende 245kg de maconha em MS
ACIDENTE DE TRÂNSITO
Colisão de carro e moto deixa jovem ferido no Dom Bosco
SAÚDE
Corumbá inicia imunização contra a Covid-19 da população ribeirinha do baixo Pantanal