Menu
segunda, 26 de julho de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Expresso Mato Grosso - Promoção de Junho
Geral

MS tem o 3º pior isolamento social entre os Estados e Campo Grande é a ‘vice’ das capitais

19 junho 2020 - 14h39Midia Max

A taxa de isolamento social de Mato Grosso do Sul sofreu uma ligeira melhora na quinta-feira (18), mas ainda continua estacionada entre as piores do Brasil. O mesmo vale para Campo Grande, que voltou a figurar entre as capitais com mais baixa adesão à técnica de combate ao novo coronavírus (Covid-19) –teve a segunda pior taxa nesse dia.

De acordo com dados da consultoria In Loco, a taxa de isolamento social do Estado foi de 36,35% na quinta-feira, melhor apenas que os números de Tocantins (34,34%), Goiás (35,47%) e Santa Catarina (36,09%). Na quarta (17), foi de 35,1%, também a terceira pior do Brasil.

A marca sul-mato-grossense, embora venha se repetindo nas últimas semanas, preocupa pelo fato de o Estado viver uma escalada no volume de casos, no total de óbitos e de internações. Nesta sexta-feira (19), totalizaram-se 4.666 casos, com 2.336 deles ainda ativos (2.218 em isolamento domiciliar e 118 internados), além de 40 óbitos. O total de recuperados é de 2.290, ou seja, inferior ao de pacientes em recuperação.

A melhor marca veio do Amapá: 42,95%, um pouco acima da média nacional de 38,5% nno dia, o que comprova o baixo recolhimento da população brasileira. Os dados são medidos a partir da movimentação do sinal de telefones celulares.

Entre as capitais, Campo Grande só teve isolamento social melhor que o de Palmas (TO), que cravou 33,7%. A Capital sul-mato-grossense registrou 35,19%, ficando à frente de Goiânia (GO), que marcou 35,36%. As três cidades figuram constantemente na relação daquelas com pior isolamento.

A técnica de enfrentamento à Covid-19 se baseia em um conceito simples: ao ficar em casa, o cidadão evita tanto ter contato com portadores do coronavírus como o transmitir, caso tenha o micro-organismo no corpo. Contudo, para ser eficiente, a medida deve contar com adesão superior a 60% da população.

Isolamento social no interior de MS

Entre os 79 municípios sul-mato-grossenses, nenhum cravou os 60% de isolamento social. O que chegou mais próximo, com 56,3%, foi Novo Horizonte do Sul –que, desde o surgimento de casos de coronavírus, viu a população aumentar a participação no combate à Covid-19.

Japorã (55%), Figueirão (52,4%), Douradina (52,3%) e Jateí (51%) completam a lista das 5 cidades de maior participação no isolamento social.

No outro extremo da lista, Rio Verde de Mato Grosso (30,8%), Guia Lopes da Laguna (31,3%), Batayporã (31,7%), Antônio João (31,9%) e Costa Rica (32,4%) tiveram os piores resultados do Estado.

Antônio João é uma das 16 cidades que ainda não reportou casos de coronavírus no Estado, enquanto Costa Rica entrou na lista há algumas semanas –lá, trabalhadores vindos do Maranhão foram isolados após alguns testarem positivo para a doença.

Rio Verde, uma das primeiras cidades a registrarem casos de Covid-19 em Mato Grosso do Sul, voltou a apontar casos. Já Batayporã, Guia Lopes e Douradina estiveram entre as cidades onde a doença se mostrou um problema: enquanto a primeira estreou a lista de óbitos no Estado, Guia Lopes é, até hoje, a de maior incidência da doença no Estado –com Douradina aparecendo em segundo lugar.

Campo Grande teve o 13º pior isolamento social entre as cidades do Estado, enquanto Dourados, atual epicentro do coronavírus com 1.630 casos, teve isolamento de 40,4%, o 33º melhor do Estado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Imunização
Quem pode se vacinar nesta segunda (26)
Operação Hefesto
Incêndio atinge linha férrea sobre o Rio Paraguai
Economia
Prefeitura reúne meios de hospedagem para sensibilização turística e uso do QR Code 
Plantão
Incêndio atinge aterro sanitário de Corumbá
Suspeito
Governo prorroga contrato com empresa investigada por pagar propina a filho de Reinaldo
Tráfico de Drogas
Mala com 14 quilos de pasta base é encontrada na rodoviária de Corumbá
Pedrada
Briga de família termina com mãe ferida e filho preso
Polícia Militar
Homem denuncia filho foragido
Alerta Infectologista
Vacinados contra Covid-19 devem aguardar 48 horas para ingerir bebida alcoólica
Oportunidade
Inscrições para estágio na Justiça Federal terminam nesta terça (27)

Mais Lidas

Seguiriam para Bolívia
Dois veículos que seriam atravessados para Bolívia são recuperados
Imunização
Sábado tem vacinação contra Covid até 12h no drive do Poliesportivo
Cidade Tranquila
Operação conjunta combate crimes fronteiriços em Corumbá e Ladário
Mais tempo
Exame toxicológico na emissão de CNH tem prazo ampliado para utilização do laudo