Menu
sexta, 14 de junho de 2024
Andorinha - 76 anos - Junho 2024
Andorinha - 76 anos - Junho 2024
Geral

MS tem menor índice de focos de incêndio em 3 anos e 'despenca' no ranking das queimadas

27 setembro 2022 - 16h45Midiamax

Os índices de focos de queimadas em  mostram que 2022 está sendo um ano menos desvastador comparado aos últimos três anos, em que imagens de animais queimados e áreas destruídas pelo fogo chocaram e comoveram o Brasil

Conforme dados de monitoramento do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), MS tem acumulado de 2.032 focos de incêndio entre janeiro e 25 de setembro. Esse número é 73% menor que o acumulado pelo mesmo período em 2019: 7.804 focos.

De janeiro a setembro de 2020 foram 8.147 focos de queimadas em MS, enquanto que 2021 apresentou queda e o número referente foi de 6.691 focos de calor. Este ano só não foi melhor que 2018, que teve acumulado de 1.979 nos 3 primeiros trimestres.

Corumbá é a cidade com mais queimadas no Estado, registrando 688 focos, seguido por Porto Murtinho (314) e Aquidauana (113). Dentre as unidades de conservação, o Parque Estadual do Rio Negro, no Pantanal sul-mato-grossense, é o mais afetado pelas queimadas em 2022, com 78 focos do total de 111.

Os números fazem com que Mato Grosso do Sul vigore entre os estados com menos número de focos de incêndio no Brasil, conforme o Inpe. Nos últimos anos, MS sempre aparecia nas primeiras colocações do ranking, o que não tem acontecido em 2022. Confira:

Estado Nº de queimadas
Pará 26.657
Mato Grosso 24.582
Amazonas 17.405
Maranhão 10.896
Rondônia 9.329
Acre 9.053
Tocantins 8.594
Minas Gerais 5.966
Bahia 5.206
Piauí 5.093
Goiás 3.659
Mato Grosso do Sul 2.032

Julho foi o pior mês em 2022

Nos últimos 5 meses de 2022, julho foi o pior mês no quesito queimadas em MS. Foram 389 focos de calor naquele mês. Para se ter uma comparação, em 25 dias de setembro foram 242 queimadas.

Até a chuva ajudou

Chuva inesperada sobre o Pantanal do Nabileque ajudou o trabalho do Corpo de Bombeiros e extinguiu todos os focos de incêndio em área monitorada pelos militares. A condição climática animou as equipes, que dispensaram combate que seria feito com avião na manhã de hoje (26). 

Em imagens feitas no local, é possível ver apenas cortina de fumaça ao lado de extensa área já destruída pelo fogo. Ontem, aeronaves haviam feito voo de reconhecimento e, na manhã de hoje, fariam combate com o avião Air Tractor, serviço suspenso em razão da chuva surpresa.

 

Biomas queimados

Balanço do  (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima) comparando 2022 com o ano passado mostrou que houve diminuição nos hectares queimados por incêndios.

De 1° de janeiro a 15 de agosto do ano passado, foram 940.950 hectares do cerrado queimadas, enquanto no mesmo período deste ano foram 240.075 hectares. 

O bioma Pantanal também apresentou redução nas áreas queimadas: de 181.350 hectares entre janeiro a meados de agosto de 2021 para 176.325 hectares no mesmo período deste ano. Redução de 2,77%. Número muito distante do registrado em 2020, quando o Pantanal sofreu uma catástrofe sem precedentes e teve 1.342.725 hectares destruídos pelo fogo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Capacitação
Qualifica Ladário está com inscrições abertas até 20 de junho
Novidade
Sorveteria de Caio Castro inaugura loja nesta sexta em Corumbá
Evento
Sábado tem Festival de Pipa em Ladário
Em até 9X
Ladário: prazo para incluir taxa do lixo na fatura de água encerra dia 14
Economia
Reunião aprovou prioridades e novas áreas de financiamento do FCO para 2025
Cidadania LGBTQIA+
Certidão de nascimento garante cidadania, direitos e renascimento de novas histórias
Viva a São João
Estão abertas as inscrições para concursos de Andores, Miniandores e Quadrilhas Juninas
Praça da Independência
Cerimônia cívico-militar comemora os 157 da Retomada de Corumbá
Edital
Sindicato convoca trabalhadores da J&F Mineração para Assembleia Geral
Economia
Em novo recorde para o mês, Junta Comercial registrou abertura de 960 empresas em maio

Mais Lidas

Edital
Sindicato convoca trabalhadores da J&F Mineração para Assembleia Geral
Infraestrutura
Moradores falam de melhor qualidade de vida após lajotamento de vias no Cravo Vermelho
24 horas
Colisão entre carro e bicicleta faz duas vítimas na manhã desta quinta
Meio Ambiente
Estudo alerta para escassez hídrica e aumento de mais de 1000% em incêndios no Pantanal