Menu
sábado, 24 de julho de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Expresso Mato Grosso - Promoção de Junho
Geral

MS inicia trabalho para retirar vacinação de aftosa até 2021

06 abril 2018 - 09h47Portal do Governo de Mato Grosso do Sul

Incluso em uma ação nacional, Mato Grosso do Sul participou nesta quinta-feira (5.4) do Dia A em comemoração ao Brasil Livre da Febre Aftosa, com vacinação. A cerimônia reuniu autoridades estaduais e do setor produtivo para falar dos avanços alcançados em 12 anos sem ocorrências da doença e lançar o desafio: retirar a necessidade da vacinação até 2021.

Representando o governador Reinaldo Azambuja, o titular da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, (Semagro), Jaime Verruck, iniciou parabenizando todos os trabalhadores, principalmente, a Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro), que contribuíram para conquistar esse status.

“Agora temos que olhar para frente, estruturar a Iagro para pensar no futuro e nos preparar para esse novo cenário para que todos possamos comemorar em 2021 a dispensa da vacinação. Mato Grosso do Sul vai fazer todo o esforço, junto com a equipe de campo para atingirmos a nova meta”, disse o secretário.

Presidente da Iagro, Luciano Chiochetta, afirma que Mato Grosso do Sul é pioneiro na luta contra a aftosa e esse reconhecimento nacional representa uma grande conquista tanto para os governantes de Mato Grosso do Sul quanto para os produtores. “É um ato muito importante para o Estado pois representa uma segurança forte para o mercado, fortalece nossa sanidade e consequentemente a nossa carne”, destaca.

Presidente da Famasul, Maurício Saito, disse que o reconhecimento é uma conquista para o setor produtivo e mesmo que momentaneamente tenhamos o impacto econômico que esperado, a partir disso o Estado pode atingir diversos mercados internacionais. “É um avanço dos produtores, da tecnologia voltada ao campo e o apoio das instituições são fatores importantes que nos levaram a conseguir esse status”, disse.

Superintendente de Agricultura e Pecuária, Celso Martins, parabenizou o secretário Jaime Verruck por abraçar a causa e trabalhar para o bem do setor estadual e citou que agora começa uma nova fase de mudança de paradigma que vamos ter que trabalhar juntos de novo. Precisamos nos unir e buscar a sustentabilidade econômica dentro da sanidade animal”.

“Estamos falando aqui de 123 anos e acho que essa é uma data para louvar as conquistas que tivemos e refletir sobre elas, por que outras dificuldades virão e precisamos estar preparados. Nesse tempo construímos um modelo sólido de combate a doença, integrando governos estaduais e Federal”, disse o superintendente.

As ações desta semana vão culminar em na 86ª Sessão Geral da Assembleia Mundial da OIE, de 20 a 25 de maio em Paris, França. Com a presença de delegados de 181 países membros, o Brasil receberá o certificado internacional de zona livre de aftosa com vacinação.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Acidente
Motociclista fratura clavícula após perder controle em lombada
Bombeiros
Incêndio urbano atinge vegetação em morraria com difícil acesso
Município
Decreto prorroga por mais 14 dias medidas para diminuir contaminação pela Covid-19
Decisão Popular
Servidores optaram por receber o 13° salário de forma integral em dezembro
Previsão
Sancionada LDO que prevê receita de R$ 18,47 bilhões para MS em 2022
Esperança
Taxa de contágio da Covid se mantém abaixo de 0,90 há uma semana em MS
Investigação
Caso Maria Stella Coimbra: jovem teria fotografado documento do suposto estuprador
Sem contrato
Santa Casa de Corumbá perde serviço de Urologia
Tempo
Final de semana continua com alerta para tempo seco em Mato Grosso do Sul
Facilidade
Saúde credencia laboratório e exames podem ser agendados na própria unidade de saúde

Mais Lidas

Sem contrato
Santa Casa de Corumbá perde serviço de Urologia
Investigação
Caso Maria Stella Coimbra: jovem teria fotografado documento do suposto estuprador
Acidente
Motociclista fratura clavícula após perder controle em lombada
Município
Decreto prorroga por mais 14 dias medidas para diminuir contaminação pela Covid-19