Menu
quinta, 15 de abril de 2021
Ambiental MS Pantanal - Aegea
MOBILE - Ambiental MS Pantanal - Aegea
Geral

MP da Capital instaura investigações contra “funcionário “fantasma” na Assembleia Legislativa

07 fevereiro 2019 - 08h10Sylma Lima

A Promotoria da Capital instaurou várias investigações a fim de apurar eventual “funcionário fantasma” na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul. Isso a menos de uma semana do início do ano legislativo e posse dos novos deputados estaduais. No edital de publicação do Ministério Público constam somente os nomes das iniciais do investigado.

Outras investigações também foram instauradas pelas Promotorias da Capital contra a Prefeitura do Capital com relação a falta de médicos, problemas de licitação e ainda no Hospital Regional, dentre outras.

Os Inquéritos Civis estão nas Promotorias à disposição para consulta e não são de segredo de justiça e todos foram publicados nesta quinta-feira ( 07) no diário oficial do Ministério Público de MS.

A lista

1-Requerente: Conselho Regional de Nutricionistas 3ª Região – CRN-3. Requerido: Hospital Regional de Mato Grosso do Sul. Assunto: Apurar as irregularidades nos setores Unidade de Alimentação e Nutrição, Lactário e Banco de Leite Humano do Hospital Regional de Mato Grosso do Sul, verificadas em fiscalização do Conselho Regional de Nutricionistas da 3ª Região - CRN-3 e constatadas em inspeção pela Vigilância Sanitária Estadual (Relatório Técnico de Inspeção n. 154/2018).

2-Requerente: 32.ª Promotoria de Justiça da Saúde Pública. Requeridos: Secretaria Municipal de Saúde de Campo Grande. Assunto: Apurar a falta/insuficiência de médico para compor a equipe da Unidade Básica de Saúde da Famíia/UBSF Indubrasil.

3-Requerente: Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul Requerido: A apurar Assunto: Apurar eventuais irregularidades na contratação da empresa

Via Verde Eventos, Comércio e Serviços Ltda - EPP para o fornecimento de tênis para os alunos da Rede Municipal de Ensino.

4-Requerente: Ministério Público Estadual Requerido: D. de J. S. Assunto: Apurar eventual ato de improbidade administrativa de D. de J. e S. decorrente do recebimento de proventos como assessora parlamentar na Assembleia Legislativa sem comparecimento ao trabalho.

5-Requerente: Ministério Público Estadual Requerido: O. C. Assunto: Apurar eventual ato de improbidade administrativa de O.C. decorrente do recebimento de proventos como assessor parlamentar na Assembleia Legislativa sem comparecimento ao trabalho.

6-Requerente: Ministério Público Estadual Requerido: M. M. P. Assunto: Apurar eventual ato de improbidade administrativa de M. M. P. decorrente do recebimento de proventos como assessora parlamentar na Assembleia Legislativa sem cumprir integralmente sua jornada de trabalho.

7-Requerente: Ministério Público Estadual Requerido: L.B.H. Assunto: Apurar eventual ato de improbidade administrativa de L. B. H. decorrente do recebimento de proventos como assessor parlamentar na Assembleia Legislativa sem cumprir integralmente sua jornada de trabalho.

8-Requerente: Ministério Público Estadual Requerido: R. A. B. Assunto: Apurar eventual ato de improbidade administrativa de R. A. B. decorrente do recebimento de proventos como assessora parlamentar na Assembleia Legislativa sem cumprir integralmente sua jornada de trabalho.

9-Requerente: Ministério Público Estadual Requerido: C.L.G Assunto: Apurar eventual ato de improbidade administrativa de C. L. G. decorrente do recebimento de proventos como assessor parlamentar na Assembleia Legislativa sem exercer qualquer atividade, sendo "funcionário fantasma".

10-Requerente: Ministério Público Estadual Requerido: A apurar Assunto: Apurar eventual irregularidade no superfaturamento de medicamentos praticado, em tese, pela Prefeitura Municipal de Campo Grande e a Secretaria Municipal de Saúde, ocorrida no ano de 2012.

11-Requerente: Associação de Defesa ao Direito do Cidadão à Verdade "Brasil Verde" Requerido: Secretaria de Justiça e Segurança Pública do Estado de Mato Grosso do Sul assunto: Apurar eventual ato de improbidade administrativa na Secretaria de Justiça e Segurança Pública do Estado de Mato Grosso do Sul.

12-Requerente: Denúncia Anônima Requerido: A apurar Assunto: Apurar eventual ato de improbidade administrativa no suposto desvio de objeto do contrato nº 320/2012 realizado entre a Prefeitura Municipal de Campo Grande, com a intervenção da SESAU, e a empresa HBR Medical.

13-Requerente: Ministério Público Estadual Requerido: Associação Beneficente de Campo Grande/MS Assunto: Apurar, em tese, irregularidades na contratação de fornecimento de produtos hospitalares, realizada pela Associação Beneficente de Campo Grande/MS.

Deixe seu Comentário

Leia Também

RODOVIA
Vereador reivindica melhorias na BR 262, entrada para o Morro do Urucum
ASSISTÊNCIA SOCIAL
Vale Universidade divulga lista de pré-habilitados e convoca para nova etapa
GERAL
Azambuja diz que MS cumpre papel no combate à Covid e não tem medo de CPI
Dia da Conservação do Solo
Sistemas agroflorestais biodiversos conservam e melhoram a qualidade do solo
Ação solidária contra a Covid-19:
Primeiro lote de medicamentos para intubação chega hoje ao Brasil
ATROPELAMENTO
Idoso é atropelado na Porto Carreiro e fica ferido
GERAL
Mulher fica ferida após cair da moto no Maria Leite
GERAL
Garagem Lanchonete inaugura filial em Ladário e traz variedades no cardápio
GERAL
PGE integrará o Observatório Estadual da Nova Lei de Licitações
ESPORTE
Prefeitura cria grupo de trabalho para preservar memória esportiva de Corumbá

Mais Lidas

CAPTURA DE ANIMAL
Jibóia é encontrada dentro da sala de residência em Corumbá
POLICIAL
PF prende três pessoas por tráfico de drogas e apreende 245kg de maconha em MS
ACIDENTE DE TRÂNSITO
Colisão de carro e moto deixa jovem ferido no Dom Bosco
SAÚDE
Corumbá inicia imunização contra a Covid-19 da população ribeirinha do baixo Pantanal