Menu
sexta, 21 de junho de 2024
Pantanal Tec - UEMS
Andorinha - 76 anos - Junho 2024
Geral

Morte Jardim Tarumã é 33º feminicídio do ano consumado em Mato Grosso do Sul

26 setembro 2022 - 09h18Leo Ribeiro do Correio do Estado

Ameaças declaradas e um boletim de ocorrência - registrado à véspera do crime - não impediram que Geni da Costa Reis dos Santos, 56 anos, ficasse marcada como a 33ª vítima de feminicídio em Mato Grosso do Sul neste 2022, conforme dados da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp).  

Vale ressaltar que, ainda faltando três meses para o fim, 2022 segue como o ano com maior número de feminicídios consumados, desde a criação da lei, instituída em 2015.  

Servidora do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), nesse caso em específico, Geni havia registrado boletim de ocorrência contra o autor do crime, que aconteceu ainda na noite de sexta-feira (23) em Campo Grande, no Jardim Tarumã.   

Palavras da vítima descrevem que, após se recusar a ter relação com Silço, ele teria começado uma discussão, que logo evoluiu para ameaças de morte; da possibilidade de queimar o imóvel e assassinar toda a família da mulher, conforme apuração.   

"Você não vai ver seu neto nascer, desta noite não passa, você vai me pagar caro”, aponta o registro policial 

Redes sociais, do responsável pelo crime, apresentavam diversas fotos de Silço Donizete Mendes Barbosa, 55 anos, com a ex-companheira, que foi morta com cerca de sete golpes de faca, um deles na região do pescoço que quase degolou a vítima.   

Esse caso aconteceu ainda na notie de sexta-feira (23). Após o crime, Silço, a bordo de um corsa, colidiu de frente com uma carreta, na BR-163.   

Além da ex-muher, o responsável pelo 33.º feminicídio de Mato Grosso do Sul também atacou os dois filhos da vítima, Jadson e Tatiana Brum, com 25 e 29 anos respectivamente, sendo que, ela está grávida de 8 meses.  

Conforme atualização da Santa Casa, a vítima de facada segue internada na chamada Unidade de Terapia Intensiva (UTI), porém consciente e orientada. O hospital afirma que Tatiana respira sem a ajuda de aparelhos, e está medicada, sendo que a gestação - grande preocupação da paciente - também foi classificada como estável.    

Canais de denúncia 

Em caso de suspeita ou violação dos direitos da mulher, a orientação é procurar uma delegacia de polícia especializada mais próxima ou ligar para 180, 190 ou 193.   

O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) possui a Central de Atendimento à Mulher – Ligue 180, que presta escuta e acolhida qualificada às mulheres em situação de violência.  

O serviço registra e encaminha as denúncias aos órgão competentes, bem como reclamações, sugestões ou elogios. 

Por meio da Central de Atendimento também é possível obter informações sobre os direitos da mulher, como os locais de atendimento mais próximos e apropriados para cada caso: Casa da Mulher Brasileira, Centros de Referências, Delegacias de Atendimento à Mulher (Deam), Defensorias Públicas, Núcleos Integrados de Atendimento às Mulheres, entre outros. 

A ligação é gratuita e o serviço funciona 24 horas, todos os dias da semana.  

São atendidas todas as pessoas que ligam relatando eventos de violência contra a mulher. (Colaborou Glaucea Vaccari).  

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Começou em 3 abril
Servidores do IFMS aceitam propostas do Governo Federal para pôr fim à greve
O resultado da votação ainda não significa o fim da greve. A decisão será definida na plenária nacional do sindicato, nesta sexta-feira e sábado, 21 e 22 de junho
Urgente
Senador Nelsinho Trad mobiliza Senado Federal para ajudar o Pantanal contra incêndios
Em Dourados
Justiça do Trabalho de MS determina redução de jornada para trabalhador acompanhar filho com TEA
O caso é de Dourados e a redução da jornada de trabalho é de 50%, sem compensação de horas ou perda salarial para o trabalhador
Educação
IFMS prevê investimento de R$ 1 milhão em tecnologia da informação
Patrimônio Cultural
Prefeitura entrega certificação de agente cultural para 98 festeiros de São João
Cultura Pantaneira
Concurso de Andores e show de Thaeme e Thiago abre Banho de São João nesta sexta (21)
Destaque
Atleta, empresário e servidor público são homenageados pela Câmara de Corumbá
Evento
Corumbá recebe etapa Pantanal do Diálogo sobre Patrimônio Cultural e Ações Climáticas
Destaque
Corumbá debate o Paradesporto em Festival da Inclusão na Apae
No Pantanal
Vereador pede instalação de hidrante para combate a incêndios em Forte Coimbra

Mais Lidas

Queimadas
Fogo destrói ponte de madeira na Estrada Parque
Ladário
Incêndio atinge região próxima da Apa Baía Negra
Queimada
Fogo cresce na região do Bracinho e brigada da Apa Baía Negra fica sob alerta
Paredão de fogo
Equipes atuam em cinco frentes de combate ao fogo no Pantanal