Menu
quinta, 28 de janeiro de 2021
Andorinha Fevereiro
Andorinha Fevereiro
Geral

Moradores do Sassida continuam sem receber correspondência e vereador cobra Correios

24 junho 2019 - 08h42Câmara de Corumbá

O vereador Manoel Rodrigues está cobrando uma posição da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, sobre o fato da comunidade do Bairro Padre Ernesto Sassida não estar inserida no sistema de envio e entrega de correspondências por parte da agência de Corumbá.

O caso tem gerado problemas para os moradores e em atendimento a uma reivindicação da comunidade local, Manoel Rodrigues entrou com um requerimento durante sessão da Câmara Municipal, endereçado ao gerente da unidade local do Centro de Distribuição Domiciliar dos Correios, Damião Rolon, pedindo informações a respeito.

O vereador ressalta que “a ausência do Código de Endereçamento Postal (CEP), impossibilitava a entrega das correspondências no bairro, no entanto, a Prefeitura nos informou que o cadastramento oficial dos nomes das ruas e do CEP já estão regulamentados. Por isso mesmo queremos saber qual é o real motivo da não entrega de correspondências no Ernesto Sassida”, questionou.

Além de uma solução para o caso das correspondências, Manoel solicitou ao secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos, Ricardo Ametlla, a execução de serviços de capinação e remoção da vegetação em todo o perímetro urbano no Conjunto Habitacional existente no Bairro Padre Ernesto Sassida, para eliminar o excesso de matagal na região, prejudicando a visibilidade.

Cloro

Por outro lado, o vereador está solicitando à gerente técnica do setor de Doenças de Transmissão Hídrica e Alimentar (DTHA), ligada à Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul, Jacqueline dos Santos Romero, o envio de maior quantidade de cloro para a associação de moradores dos assentamentos e ribeirinhos de Corumbá.

Manoel ressalta que o produto que o estado disponibiliza é fornecido para único e exclusivamente para tratar a água que a comunidade beber, lavar frutas e verduras e cozinhar. “No entanto, a realidade nos assentamentos e regiões ribeirinhas de Corumbá, vai além das necessidades básicas para a estas famílias, já que não existe água potável e os reservatórios são as únicas fontes de reserva. Por isso estamos pedindo a compreensão das autoridades, par envio de maior quantidade de cloro para que estas famílias possam tratar a água para consumo domiciliar”, explicou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

VACINA
Mato Grosso do Sul começa vacinar idosos acima de 80 anos contra Covid-19 a partir desta sexta-feira
COVID-19
Com avanço contínuo da pandemia, MS se aproxima dos 160 mil casos confirmados da doença
GERAL
Marinha oferece estrutura para levar vacina contra Covid-19 a regiões de difícil acesso
GERAL
TRE-MS empossa novos Presidente e Vice em sessão solene nessa sexta-feira
CORONAVÍRUS
Saúde investiga se morador de Corumbá foi contaminado com a nova cepa do Coronavírus
JUSTIÇA
Termina hoje prazo para justificar ausência no 2º turno da eleições
GERAL
Chuvas constantes causam queda de árvores sobre residências em Corumbá
GERAL
Sisem pede a Justiça publicação nominal de vacinados contra a Covid-19
POLICIAL
Grupo é preso por desacato e perturbação da tranquilidade no bairro Guaicurus
JUSTIÇA
Puccinelli é absolvido de acusação de improbidade na Lama Asfáltica

Mais Lidas

PROMOÇÃO DE PASSAGENS
Andorinha disponibiliza passagens promocionais a R$59,90
POLICIAL
Passageiro de ônibus é preso com grande quantia de dinheiro em mala
COVID-19
Mato Grosso do Sul registra 582 novos casos de Covid e 9 óbitos
COVID-19
Mais de 1200 pessoas já foram vacinadas contra a Covid-19 em Corumbá