Menu
terça, 30 de novembro de 2021
Cassems - Rede Amo
Andorinha - Outubro e Novembro - MOBILE
Geral

Moradores da capital destacam que conscientização faz a diferença na Guerra ao Aedes aegypti

18 janeiro 2016 - 18h03Assessoria
Os moradores dos bairros de Campo Grande atendidos pela Campanha Guerra ao Mosquito Aedes aegypti, uma iniciativa realizada pela Fiems e Sesi com o apoio da TV Morena e DGPC (Delegacia Geral da Polícia Civil) para disseminar informações de conscientização da população sobre as formas de combate ao vetor da dengue, febre chikungunya e zika vírus, destacam que a conscientização faz a diferença nessa luta. Nos bairros Noroeste, Veraneio, Panorama, Maria Aparecida Pedrossian, Oiti, Estrela Dalva, Novos Estados, Vila Nascente, Vila Jacy, Taquarussu, Guanandi, Caiçara, Oliveira I, II e III, Bom Jardim, União, Portal Caiobá, Coophavilla, Tarumã, Batistão, Rancho Alegre, Tijuca, Nhá-Nhá, Marcos Roberto, Piratininga e Vila Carvalho, já é possível ver que a população está tentando exterminar o inimigo. “A campanha é mais um alerta. A maioria das pessoas já sabe sobre os cuidados com a limpeza, mas só funciona se você cuidar do seu quintal e o vizinho também”, destacou Maria Eugênia da Silva Jacinto, 68 anos, que é moradora da Vila Nhá-Nhá e recebeu nesta segunda-feira (18/01) a visita da equipe. A dona de casa Ivanete Maria dos Santos, 42 anos, que também é moradora da Vila Nhá-Nhá, disse que ninguém da família teve dengue, mas acredita que a conscientização faz toda diferença para a população. “Aqui em casa mantenho tudo muito limpo e também fico de olho nos vizinhos porque cada um tem que fazer sua parte. Ainda assim atendo as equipes e recebo as orientações porque informação nunca é demais”, disse. O comerciante Luiz Carlos da Silva, 45 anos, outro morador da Vila Nhá-Nhá, fixou um cartaz da campanha no seu estabelecimento e avalia que cada um precisa fazer a sua parte. “Nosso grande problema hoje são os terrenos baldios, porque mesmo cada vizinho limpando nosso espaço ainda tem muito mato e quando chove ficam poças de água”, pontuou. Após quase um mês de trabalho a Campanha Guerra do Mosquito Aedes aegypti já atingiu 63.930 domicílios - a meta são 150 mil residências -, o número de pessoas atendidas já está em 239.134 - a meta é de 600 mil pessoas - e 3.492 empresas – a meta é atingir 3.600. Para o superintendente do Sesi, Bergson Amarilla, o indicador é positivo e demonstra o empenho das equipes em realizar o trabalho, que segue dentro do cronograma. “O desemprenho das equipes está sendo fundamental para conseguirmos bons resultados, sem dúvida este é um grande e importante diferencial, principalmente quando estamos caminhando por uma região mais populosa”, declarou. No período de 25 a 29 de janeiro, a campanha será na região da Vila Carlota, enquanto nos dias 1º e 2 de fevereiro a iniciativa estará no Bairro Itamaracá, de 3 a 5 de fevereiro, na região do Tiradentes e, no período de 11 a 12 de fevereiro, a ação será na região do Nova Lima. A Guerra ao Mosquito conta com uma unidade móvel do Sesi, seis automóveis, um carro de som e 30 agentes contratados, promovendo caminhada com panfletagem e realização de visitas domiciliares.            

Deixe seu Comentário

Leia Também

Alerta
Estudantes de medicina denunciam faculdade boliviana por aulas presenciais com casos de Covid
Transporte Aéreo
Voo ligando Corumbá a Campo Grande é solicitado durante sessão da Câmara
Vigilância
Nota técnica alerta população para doença mão-pé-boca
Direito Trabalhista
Primeira parcela do décimo terceiro deve ser paga até hoje
R$ 450 bilhões
Receita paga hoje restituições de lote residual do IRPF de novembro
Saúde Pública
Segunda etapa de vacinação contra febre aftosa termina hoje para Região do Planalto
Drenagem
Vereadora cobra por obras do Fonplata no bairro Cravo Vermelho
Meio Ambiente
MS e mais 4 Estados assinam Manifestação Conjunta pela recuperação da Bacia do Paraná
Tempo
Novembro encerra com tempo instável em Mato Grosso do Sul
Corumbá tem mínima prevista de 22°C e máxima de 32°C
Curiosidade
A história de Gerrard

Mais Lidas

Oportunidade
IFMS abre 482 vagas em cursos de graduação gratuitos
No Pantanal
Estrada que liga ponte do Naitaca a rodovia tem previsão de entrega antecipada para janeiro de 2022
Corumbá
Bombeiros evitam explosão de gás de cozinha em casa do centro
Corumbá
Motorista abandona condutor de moto ferido após colisão