Menu
quarta, 28 de fevereiro de 2024
Vetorial - fevereiro 2024
Vetorial - fevereiro 2024
Geral

Miglioli deixa Seinfra para disputar o Senado

06 abril 2018 - 07h43Assessoria de imprensa

Mais de 42 prefeitos vieram a Campo Grande na tarde desta quinta-feira, 5 de abril, participar da solenidade de transmissão do cargo de secretário estadual de Infraestrutura, realizada no auditório da Governadoria, com a presença do governador Reinaldo Azambuja, do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Junior Mochi, e do prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad.

Também participaram da solenidade o deputado federal Geraldo Resende  e os deputados estaduais Onevan de Matos, Rinaldo Modesto, Paulo Correa, José Carlos Barbosa, Beto Pereira e Mara Caseiro.

O engenheiro Marcelo Miglioli deixou a pasta para ser pré-candidato ao Senado e, no seu lugar, assumiu Helianey Paulo, que era secretário-adjunto. Antes da transmissão do cargo, Marcelo Miglioli fez uma prestação de contas do seu trabalho de três anos e três meses à frente da Secretaria de Infraestrutura.

Na área de habitação o destaque é para a construção e contratação de um total de 18 mil 218 unidades habitacionais, sendo 16.805 casas ou apartamentos e 1.413 lotes urbanizados, um programa inovador premiado a nível nacional.

 Marcelo assinalou que de empresa deficitária, a MSGás hoje distribui dividendos para seus acionistas , dentre eles o Governo do Estado que recebeu quase R$ 28 milhões nos últimos três anos.

“A Sanesul realiza o maior programa de saneamento básico da história de Mato Grosso do Sul, investindo R$ 1 bilhão em água e esgoto nos 68 municípios que detém a concessão dos serviços”, afirmou. A empresa está saudável, avaliou Miglioli , assinalando que 65% dos recursos investidos são próprios.

A Sanesul executa 234 obras  com destaque para 2.900 km de redes de coleta e tratamento de esgoto e 27 novas estações de tratamento (ETE).

Marcelo elogiou o governador Reinaldo Azambuja pela determinação de implantar o programa obra Inacabada Zero que já investiu maios de R$ 750 milhões na conclusão de 208 obras que estavam paralisadas.

“Esse é, sem dúvida nenhuma. O maior programa de pavimentação urbana da história de Mato Grosso do Sul”,  avaliou o ex-secretário, notando que estão sendo investidos maia de R$ 580 milhões em recape e pavimentação de ruas em 79 cidades. São mais de 4 mil quadras de restauração de vias e mais de 2.300 de asfalto novo, explicou.

Miglioli contabilizou 842 quilômetros de rodovia pavimentadas, entre estradas “reconstruídas” e asfalto implantado. Na área rodoviária outro destaque são os 5 mil quilômetros de rodovias não pavimentadas que foram cascalhados  a construção de 100 pontes de concreto armado, “todas com projeto executivo, bem feitas para durar décadas”, assinalou.

Muito emocionado, Miglioli relembrou sua história com Reinaldo e disse que vai para a nova missão, buscar a candidatura ao Senado, com a mesma determinação com que se conduziu na Secretaria de Infraestrutura.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Ensino
Curso "Me salve!" está com matrícula grátis e 1ª mensalidade para 10 de março
Saúde Pública
UTI Neonatal em Corumbá é tema de audiência pública hoje, na Câmara
Justiça Eleitoral
Toffoli anula provas que embasam ação contra Delcídio no TRE
Reconhecimento
Policiais são homenageados por resgate de família que vivia em cárcere privado no Pantanal
Serviço Público
Santa Casa anuncia fechamento do setor psiquiátrico em Corumbá
Atração confirmada
2º Festival de Cerveja de Bonito terá show de Raimundos
Consenso
Deputados aprovam proibição da pesca do Dourado por mais um ano em MS
Valorização
Adicional de fronteira a policiais e integrantes do Corpo de Bombeiros é solicitado na Câmara
Eleições 2024
TSE determina revalidação de biometria feita há mais de 10 anos
Campanha
Corumbá abre três postos para multivacinação neste sábado, 02 de março

Mais Lidas

Designada
Presídio feminino de Corumbá tem nova diretora
24 horas
Três vítimas são transportadas para o Pronto Socorro no último plantão
No acostamento
Traficantes abandonam caminhão com 360 kg de drogas na fronteira de Corumbá
Grátis até 2032
Mais de 14 mil novas identidades já foram emitidas em MS