Menu
quarta, 14 de abril de 2021
Ambiental MS Pantanal - Aegea
MOBILE - Ambiental MS Pantanal - Aegea
Geral

Metade dos adolescentes de MS precisam vacinar-se contra o HPV

15 março 2018 - 09h25Campo Grande News

Mato Grosso do Sul, conforme o Ministério da saúde teve imunizados 51,1% das meninas e 46,7% dos meninos contra o HPV (Papiloma Vírus Humano). Tal cobertura levou o governo a convocar os adolescentes a atualizar as carteiras de vacinação também contra a meningite.

Devem ser vacinadas contra o HPV, as meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos. Tal vacina, que deve ser reaplicada até seis meses após a primeira dose, previne diversos tipos de cânceres como do colo do útero, vagina, pênis e ânus, além de verrugas genitais.

No caso da meningite C, o ministério ampliou a faixa etária em dois anos, possibilitando que meninos e meninas de 11 a 14 anos recebam a imunização de reforço daquelas já recebidas inicialmente aos três, cinco e doze meses de vida. A meta hoje consiste em vacinar 80% do público-alvo, ante os 32% alcançados no ano passado em todo o país.

O HPV é transmitido pelo contato direto com a pele ou mucosa infectada e não somente por relações sexuais, podendo inclusive ocorrer durante o parto. A meningite, por sua vez, tem sua propagação por meio de secreções respiratórias de pessoas infectadas, assintomáticas ou doentes. Seus principais sintomas envolvem febre alta que começa abruptamente, dor de cabeça intensa e contínua, vômito, náuseas, rigidez na nuca e manchas vermelhas na pele.

Campanha - Usando a linguagem de séries, campanha publicitária usa o slogan "Não perca a nova temporada de Vacinação contra a meningite C e o HPV" para incentivar a imunização entre os adolescentes. As escolas também foram mobilizadas por meio do Programa Saúde na Escola, fruto da parceria entre os ministérios da Saúde e Educação. 

"Vamos insistir para ampliar a cobertura vacinal e insistir na escola, onde podemos fazer uma potencialização da imunização e assim diminuir a prevalência do HPV, que hoje está muito alta, acima de 50% nos jovens brasileiros", disse o ministro da saúde, Ricardo Barros.

Foram enviadas as escolas materiais informativas sobre as doenças, para que os professores sejam estimulados a conversar com os alunos e seus familiares sobre o tema. O Brasil é o primeiro país da América do Sul e o sétimo do mundo a oferecer a vacina HPV também para meninos em programas nacionais de imunizações.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLICIAL
PM prende homens por tráfico de drogas e apreende 83 tabletes de cocaína
GERAL
Azambuja cobra em Brasília reforço de vacinas para 13 municípios de fronteira
GERAL
Vereador pede flexibilização de medidas que restringe atividades de buffets e salões de festas
GERAL
Visitas em presídios de MS continuam suspensas até 26 de abril
ECONOMIA
Câmara aprova Projeto de Lei que institui REFIS para amenizar crise causada pela pandemia
PANDEMIA
Aprovada abertura de crédito adicional para custeio de 10 leitos para tratamento da Covid
GERAL
Calouros da UEMS serão recepcionados por meio de evento virtual
SAÚDE
Corumbá segue com vacinação Antirrábica
INFRAESTRUTURA
Pavimentação da Frei Mariano e recuperação da Pedro de Medeiros é solicitada na Câmara
INTERNACIONAL
Covid-19: variante britânica não causa doença mais grave, diz estudo

Mais Lidas

POLICIAL
PM prende homens por tráfico de drogas e apreende 83 tabletes de cocaína
GERAL
Após briga, jovem é esfaqueado por padrasto no Centro América
MUDANÇA NO CTB
Nova Lei proíbe substituir prisão por pena mais branda em crimes de Trânsito
POLICIAL
Casal é preso após briga no Loteamento Pantanal