Menu
quarta, 22 de setembro de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Geral

Mercado atacadista vai gerar 100 empregos diretos em Corumbá

19 maio 2018 - 09h40Prefeitura Muniipal de Corumbá

O prefeito Marcelo Iunes recebeu nesta sexta-feira, 18 de maio, o diretor comercial do Atacadista Mega, Edmilson Verati. Atuando em Mato Grosso do Sul há 35 anos no ramo de supermercados, o grupo empresarial deve inaugurar sua primeira loja em Corumbá no próximo ano. A área onde o projeto será executado, no bairro Popular Velha, inclusive já foi adquirida.

“Foi dado inicio agora (no projeto). A gente quer abrir no ano vem, o quanto antes. Ainda temos os trâmites burocráticos para resolver e estamos aqui buscando o apoio da Prefeitura, dentro do que a Lei nos permite”, afirmou o empresário, que destacou o potencial econômico da região pantaneira e a receptividade do Executivo municipal.

“Corumbá é a quarta cidade do Estado em termos populacionais. É uma cidade que tem uma renda per capita interessante, com consumo bastante expressivo. Vemos que é possível nessa área atacadista ter mais uma empresa aqui em Corumbá”, completou o empresário. O grupo atualmente está instalado Campo Grande, com o Veratti Supermercados, e em Costa Rica e Chapadão do Sul.

O prefeito ressaltou a importância do empreendimento para o município, onde serão geradas mais de 100 vagas de emprego direto. “Quem ganha com isso tudo é a população, que graças à concorrência entre os comerciantes terá preços mais acessíveis e também mais opções de trabalho e emprego”, pontuou Marcelo Iunes.

“Queremos que cada vez mais empresas venham para cá e ocupem a mão de obra de nossa cidade. A geração de empregos é hoje uma das principais reivindicações da nossa população. Por isso estamos trabalhando para atrair mais investidores para cá”, reforçou o chefe do Executivo municipal, apontando as alterações na regulamentação do Programa Corumbá em Desenvolvimento.

Conforme o Decreto 1.973, que será publicado no DIOCORUMBÁ desta sexta-feira, 18, para pleitear a isenção no IPTU pelo prazo de até 10 anos, o empreendimento deve contar com mais de 100 empregados, e não mais 40 pessoas como limitava a regulamentação anterior. Para oito anos de isenção, devem ser gerados 80 empregos e assim consequentemente até os dois anos de isenção no PITU para empresa com mais de 20 empregados.

“Empresários de várias regiões estão vendo o potencial da nossa cidade, também por causa da participação importante dos nossos irmãos bolivianos. Agradecemos a confiança que o Atacadista Mega está demonstrando na Administração e esperamos que outars pessoas também sigam esse exemplo. Há mercado e oportunidade para muitos outros investidores”, concluiu Marcelo Iunes. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Serviço
Sesc inaugura nova unidade em Corumbá
Arma Apreendida
Polícia prende autor após perseguição e troca de tiros no Cristo Redentor
Em Campo Grande
MDB filia novos membros para juventude do partido
Luto
Armando Anache morre aos 91 anos no Rio de Janeiro
Campanha
Corumbaense pode descartar medicamentos em drive thru nesta quinta (23)
Em Corumbá
Abertas as inscrições para o Festival Internacional de Pesca Esportiva
"Dark Money"
Operação cumpre mandados contra esquema que desviou mais de 23 milhões dos cofres de Maracaju
Só piora
Cinco incêndios urbanos foram registrados nas últimas 24 horas
Fazendo xixi
Mulher cai em ribanceira de 10 metros na Avenida General Rondon
Vento Forte
Figueira cai sobre residência e danifica rede elétrica no Loteamento Pantanal

Mais Lidas

Naviraí
Casal preso por tráfico de aves silvestres recebe multa de R$ 2,5 milhões da PMA
243 anos
Corumbá celebra aniversário com retomada de desenvolvimento
21 de setembro
Incêndios continuam e Corumbá não tem motivo para celebrar o dia da árvore
Tempo
Inverno se despede com temperaturas acima dos 40°C e umidade do ar em níveis críticos