Menu
segunda, 17 de junho de 2024
Andorinha - 76 anos - Junho 2024
Andorinha - 76 anos - Junho 2024
Geral

Mato Grosso do Sul registra primeira morte suspeita de varíola dos macacos

Vítima é um homem de 38 anos, residente do município de Camapuã

08 agosto 2022 - 09h43Correio do Estado

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) registrou a primeira morte suspeita de Monkeypox (varíola dos macacos) em Mato Grosso do Sul.  

A vítima é um homem, de 38 anos, não identificado, que estava na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional de Mato Grosso do Sul (HRMS), em Campo Grande.  

De acordo com o secretário de Estado de Saúde, Flávio Britto, o rapaz apresentou algumas feridas e manchas vermelhas no corpo e veio a óbito após sofrer um Acidente Vascular Cerebral (AVC). O homem faleceu no sábado (8). 

A causa da morte ainda não foi confirmada como varíola dos macacos. O caso será investigado em um laboratório do Rio de Janeiro.  

“A gente não pode afirmar que é do monkeypox. Foi constatado que ele tinha algumas feridas e isso pode ser de várias situações, não necessariamente monkeypox. Os exames foram para o Rio de Janeiro, estamos aguardando o retorno disso para saber se foi vítima do monkeypox ou não”, afirmou.  

O secretário de Saúde afirmou que a morte suspeita não é motivo de alarde. “A letalidade do monkeypox é muito baixa, até em países que estão em endemia. Não há necessidade de alarde”. 

Mato Grosso do Sul tem oito casos confirmados de varíola dos macacos, sendo sete em Campo Grande e um em Itaquiraí. 

Varíola dos macacos 

A Monkeypox - varíola dos macacos - é uma doença causada pelo Monkeypox virus, encontrada na África Central e Ocidental com maior frequência.  

Sintomas 

Os sintomas principais são cutâneos (da pele). Confira:  

  • Lesões na pele 
  • Erupções no rosto, órgãos genitais e outras partes do corpo 
  • Febre 
  • Dor de cabeça 
  • Calafrio 
  • Exaustão 

* Período de incubação é tipicamente de 6 a 16 dias, mas pode chegar a 21 dias  

Transmissão 

A transmissão é semelhante a da Covid-19. Veja: 

  • Contato com pessoas ou animais infectados 
  • Secreções respiratórias 
  • Apertos de mão 
  • Contato com objetos contaminados 
  • Fluídos corporais 
  • Secreções de lesões de pele 

* Quando as lesões desaparecem, a pessoa deixa de infectar outras pessoas 

Tratamento 

  • Analgésicos 
  • Isolamento social 
  • Repouso 
  • Hidratação oral 

* A doença tem cura pois o próprio sistema imunológico elimina o vírus 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Sítio Pioval
Bombeiros resgatam família ribeirinha cercada pelo fogo
Provisório
Sanesul passa a atender na rua 15 de novembro a partir de segunda (17)
Geral
MEC aceita revogar portaria se professores de federais acabarem greve
Esporte
Atletas indígenas são destaque em Jogos Escolares da Juventude de Mato Grosso do Sul
Geral
Projeto de protocolo cardiológico de Mato Grosso do Sul é destaque no Conass
Geral
Diálogo avança e 122 servidores do Detran de MS são promovidos por antiguidade
Destaque
Boletim Epidemiológico: MS registra 11.550 casos confirmados de dengue
Geral
Com apoio do Governo, Expotrês apresenta novas tecnologias do agro e leva entretenimento ao público
Geral
No ar boletim Detran Mais Perto, Mais Eficiente da semana de 10 a 14 de junho
Clima
Corumbá amanhece com 25 graus
A máxima neste sábado pode chegar a 36 graus

Mais Lidas

Provisório
Sanesul passa a atender na rua 15 de novembro a partir de segunda (17)
Sítio Pioval
Bombeiros resgatam família ribeirinha cercada pelo fogo
Geral
Diálogo avança e 122 servidores do Detran de MS são promovidos por antiguidade
Esporte
Atletas indígenas são destaque em Jogos Escolares da Juventude de Mato Grosso do Sul