Menu
sexta, 21 de junho de 2024
Pantanal Tec - UEMS
Andorinha - 76 anos - Junho 2024
Geral

Mais de 6 mil empresas se cadastraram no sistema de logística reversa do Estado

12 julho 2022 - 08h33Rosana Siqueira e João Prestes / Gov MS

O Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul) convocou 12.377 empresas fabricantes ou importadoras de embalagens para se cadastrarem no SisRev-MS (Sistema de Logística Reversa de Mato Grosso do Sul). Até a semana passada 21 entidades gestoras cadastraram sistemas representando um total de 6.141 empresas.  

O sistema foi criado por meio de pacto institucional firmado entre a Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), o Imasul, em parceria com o TCE-MS (Tribunal de Contas do Estado) e o Ministério Público Estadual. 

Por meio do Sisrev, cerca de 24 mil toneladas de embalagens em geral retornaram ao seu ciclo produtivo, evitando assim que fossem indevidamente jogadas em aterros sanitários, isso só no ano de 2019. As empresas cadastradas se comprometem a recolher as embalagens dos produtos que colocaram no mercado anualmente. 

Logística Reversa 

A logística reversa prevê o retorno do material reciclável ao ciclo produtivo, reduzindo dessa forma os resíduos destinados aos aterros sanitários. Trata-se de um dos instrumentos da Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei nº 12.305/2010), que no Mato Grosso do Sul começou a ser delineada pelo Plano Estadual de Resíduos Sólidos, em execução desde 2017 e por meio do Decreto Estadual n. 15.340, de 23 de dezembro de 2019 e da Resolução Semagro n. 698, de 11 de maio de 2020. 

O gerenciamento da logística reversa de embalagens em geral, foi realizado por meio do Sisrev/MS, que tem uma plataforma virtual customizada e ampliada para atender as necessidades de Mato Grosso do Sul. 

Plano 

Desde 2016 o Governo do Estado mantém o Plano Estadual de Resíduos Sólidos, com metas para a gestão do lixo urbano. O Imasul gerencia o Plano, que estabelece nove programas compostos por 139 metas e ações. Entre as principais estão: compartilhamento das responsabilidades entre o poder público e a iniciativa privada (neste caso para a logística reversa), planejamento das ações para melhoria do sistema de resíduos sólidos, implantação de infraestrutura adequada (coleta seletiva e disposição final), educação ambiental e cobrança pela prestação dos serviços públicos. 

Ações como a coleta de lixo seletiva estão previstas no Plano Estadual. Foto: Divulgação

O Plano é fundamental para agilizar o cumprimento do marco legal a regulação da prestação e utilização dos serviços públicos de limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos. No Estado foram extintos lixões e adotados aterros sanitários consorciados entre os municípios, além do funcionamento efetivo do Sistema. Além disso, foram elaboradas ações educativas que preveem a mudança cultural de cada cidadão e empresa sobre a separação e o descarte correto do lixo. 

Em Mato Grosso do Sul, cerca de 84% das cidades (66 municípios) faz a destinação final do lixo de forma adequada. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Começou em 3 abril
Servidores do IFMS aceitam propostas do Governo Federal para pôr fim à greve
O resultado da votação ainda não significa o fim da greve. A decisão será definida na plenária nacional do sindicato, nesta sexta-feira e sábado, 21 e 22 de junho
Urgente
Senador Nelsinho Trad mobiliza Senado Federal para ajudar o Pantanal contra incêndios
Em Dourados
Justiça do Trabalho de MS determina redução de jornada para trabalhador acompanhar filho com TEA
O caso é de Dourados e a redução da jornada de trabalho é de 50%, sem compensação de horas ou perda salarial para o trabalhador
Educação
IFMS prevê investimento de R$ 1 milhão em tecnologia da informação
Patrimônio Cultural
Prefeitura entrega certificação de agente cultural para 98 festeiros de São João
Cultura Pantaneira
Concurso de Andores e show de Thaeme e Thiago abre Banho de São João nesta sexta (21)
Destaque
Atleta, empresário e servidor público são homenageados pela Câmara de Corumbá
Evento
Corumbá recebe etapa Pantanal do Diálogo sobre Patrimônio Cultural e Ações Climáticas
Destaque
Corumbá debate o Paradesporto em Festival da Inclusão na Apae
No Pantanal
Vereador pede instalação de hidrante para combate a incêndios em Forte Coimbra

Mais Lidas

Queimadas
Fogo destrói ponte de madeira na Estrada Parque
Ladário
Incêndio atinge região próxima da Apa Baía Negra
Queimada
Fogo cresce na região do Bracinho e brigada da Apa Baía Negra fica sob alerta
Paredão de fogo
Equipes atuam em cinco frentes de combate ao fogo no Pantanal