Menu
sábado, 16 de outubro de 2021
Andorinha - Setembro e Outubro
Andorinha - Outubro e Novembro - MOBILE
Geral

Prédio abandonado pega fogo e atinge loja comercial no centro

04 março 2016 - 13h07Gesiane Medeiros
Um ponto comercial desativado, na rua Dom Aquino, entre as ruas Firmo de Matos e Luiz Feitosa, pegou fogo nesta madrugada e mobilizou todo o efetivo do 3° Grupamento do Corpo de Bombeiros. Segundo a corporação foram necessários 18 mil litros de água e mais de cinco horas de trabalho para eliminar os focos que ainda danificaram a floricultura ao lado.Quatro viaturas do Corpo de Bombeiros forma deslocados até o local, entre elas: dois caminhões de incêndio, uma unidade de auto-salvamento e uma de resgate. O trabalho começou as quase uma hora da madrugada e só terminou por volta das 6h30 da manhã. Ainda não se sabe a causa do incêndio, que segundo os Bombeiros, só se pode afirmar após a realização de uma perícia. O local, que segundo vizinhança já não funciona há mais de dez anos, ficou totalmente destruído, e ainda causou estragos e prejuízos ao comércio vizinho, uma floricultura com mais de 40 anos de funcionamento. Dona Eunice Villa Mussa, de 70 anos, é proprietária da loja vizinha e mora sozinha nos fundos de seu comércio, a senhora precisou ser resgatada às pressas pela equipe do Corpo de Bombeiros, pois sua floricultura já estava tomada de fumaça e o telhado estava explodindo por conta das chamas. “Foi assustador, da minha casa, que fica nos fundos da loja, não consigo ouvir muita coisa aqui da rua, se quer senti o cheiro da fumaça. A minha sorte foi que algum vizinho ligou para minha nora, e ela ligou para o meu celular, acordei no momento em que os Bombeiros já tinham arrombado a porta da loja e estavam tentando chegar em minha residência”, explica dona Eunice, que ressalta ainda a agilidade dos militares que imediatamente pegaram seus dois cães e a levaram com segurança até o lado de fora. “A loja estava cheia de fumaça e passei respirando tudo aquilo, eu queria voltar para pegar bolsa e outras coisas, mas os Bombeiros não permitiram. A rua ficou lotada, e muitos vizinhos e amigos vieram para saber como eu estava”.A Floricultura de dona Eunice teve todo o telhada estourado, está apenas com o forro e sem energia elétrica, a proprietária acredita que os fios tenham sido queimados. Segundo a proprietária, a loja onde ocorreu o incêndio é herança de família e nenhum dos herdeiros cuida do local, que ainda segundo a vizinha é utilizado por usuários de droga frequentemente para consumo de entorpecentes. O Corpo de Bombeiros de Corumbá atendeu a 29 ocorrências nas últimas 24 horas deste plantão, sendo o incêndio a de maior gravidade, as demais foram de emergência clínica e vistoria em árvores.     [gallery columns="4" ids="512588,512587,512586,512585"]    

Deixe seu Comentário

Leia Também

Dia do Professor
Façanha destaca papel do professor no período pós-pandemia
Corumbá
Foragido é preso em ronda no bairro Generoso
Corumbá
Dupla é presa com 20 quilos de maconha
Evento
IFMS realizará Festival de Arte e Cultura 2021 de forma virtual
Reforço
Saúde de Corumbá e Ladário recebem mais de 500 equipamentos doados pela Vale
Porto Murtinho
Mulher é multada em mais de R$ 20 mil por exploração ilegal de madeira
Agenda
Povo das Águas atende ribeirinhos da região do Taquari a partir de 24 de outubro
Atualização Vacinal
13 unidades de saúde participam do Dia D de Multivacinação neste sábado em Corumbá
Corumbá
Vereador busca recursos para atender necessidades do Conselho Municipal Antidrogas
Monitoramento
Defesa Civil alerta para chance de novos temporais

Mais Lidas

Agenda Cultural
Marcynho Sensação se apresenta no estádio Arthur Marinho nesta sexta, dia 15
Destaque
Presídio feminino de Corumbá está na lista dos 30 melhor avaliados do país
Associação Criminosa
Segunda fase da operação Dark Card prende ex-funcionário público e empresário
Tempo
Chuvas retornam com chance de grandes acumulados para região sul do Estado