Menu
quarta, 22 de setembro de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Geral

Mais de 10 mil processos de feminicídio aguardavam decisão em 2017

20 junho 2018 - 10h46Agência Brasil

No ano passado, mais de 10,7 mil processos sobre assassinatos de mulheres no Brasil ficaram sem solução pela Justiça. Dados reunidos em 27 tribunais estaduais mostraram que o volume de sentenças expedidas por conta desse tipo crime mais do que dobrou, mas ainda têm grande defasagem quando comparado ao número de ocorrências feminicídio. Um levantamento realizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) mostrou que, no ano passado, foram emitidas 4.829 sentenças, o que representa a conclusão de 2.887 processos a mais que os solucionados em 2016.

De acordo com o Atlas da Violência divulgado este ano, os casos de feminicídio aumentaram 15,5% em uma década, passando de 4030 casos em 2006 para 4645, em 2016.

“Enquanto a responsabilização criminal dos assassinos produziu 1.287 novos processos em 2016, o número saltou para 2.643 casos novos no ano seguinte”, destacou a assessoria do CNJ, alertando para uma subestimação dos números. Um dos fatores apontados para a imprecisão dos dados está na dificuldade da categorização do crime como feminicídio nos sistemas, inclusive policiais.

O feminicídio passou a ser tipificado como hediondo recentemente. Apenas em 2015, a Lei 13.104 normatizou o feminicídio como o crime de assassinato de uma mulher cuja motivação envolve o fato de a vítima ser mulher.

Violência doméstica

Além dos homicídios, o estudo O Poder Judiciário na Aplicação da Lei Maria da Penha – 2018, elaborado pelo Departamento de Pesquisas Judiciárias (DPJ), do CNJ, ainda mostrou uma gama de outras violências que atingem as mulheres. “Em 2017, tramitaram na Justiça Estadual 1.448.716 processos referentes à violência doméstica e familiar, o equivalente a, em média, 13,8 processos a cada mil brasileiras”, destacou o CNJ.

Em relação aos crimes de violência conta a mulher, dados dos tribunais revelam a solução de 540 mil processos ao longo do ano passado, contra 908 mil que ainda ficaram pendentes de decisão judicial ao final de dezembro do mesmo ano.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Brasil quer atrair mais investimentos privados, diz presidente na ONU
21 de setembro
Incêndios continuam e Corumbá não tem motivo para celebrar o dia da árvore
Mudança no prazo
Saúde mantém vacinação para adolescentes em MS
Dados Estatísticos
Índices de criminalidade apresentam queda em Mato Grosso do Sul
Limpeza
Nos dias 22 e 23 tem ação de combate à dengue no bairro Cravo Vermelho
Evento Virtual
Semana Temática do Empreendedorismo acontece nos dias 28, 29 e 30 de setembro
Crime
Concen pede ação da Polícia Civil no combate ao furto de fios de energia em MS
Maratona
Prorrogadas inscrições para o Hackathon IFMS
Naviraí
Casal preso por tráfico de aves silvestres recebe multa de R$ 2,5 milhões da PMA
243 anos
Corumbá celebra aniversário com retomada de desenvolvimento

Mais Lidas

Denúncia
Bar é fechado e proprietário é multado em R$ 5 mil por poluição sonora
Fronteira
Mulher presa com "cinturão de cocaína" receberia R$ 1.500 pela travessia
Oportunidade
Senac Corumbá abre inscrições para cursos na área da saúde
Tempo
Primavera terá La Niña de fraca intensidade, chuvas abaixo da média e muito calor