Menu
quinta, 23 de maio de 2024
Andorinha - Novos ônibus - agosto 2023
Andorinha - Novos Ônibus - Agosto 2023
Geral

Mãe e filha de 5 anos são sequestradas na Colombo; bandidos já pedem resgate

09 maio 2016 - 11h16Gesiane Medeiros
Mulher e filha de cinco anos foram sequestradas após saírem de clínica médica particular, localizada na Rua Colombo, região central da cidade, na manhã desta segunda-feira (9). A notícia que foi repassada pelo repórter André Navarro da Rádio Cidade FM, foi coletada diretamente com viatura da Polícia Militar que recebeu a denúncia. O Capital do Pantanal entrou em contato com as Polícias Militar e Civil, porém nenhuma delas possuem registro do caso até o momento. Segundo informações do repórter, as vítimas foram colocadas em um carro Fiat Uno de cor prata, com placa HSY6425. Testemunhas afirmam que os sequestradores já estão em contato com a família para exigir resgate.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Fiscalização
Ação conjunta apreende 4 toneladas de mercadorias em Corumbá
Esporte
Com trinta equipes, 1ª Copinha do Futuro de Futsal tem primeiro jogo nesta quarta-feira
Oportunidade
IHP abre vagas para jovens aprendizes com idades entre 16 e 20 anos
Afroturismo
Corumbá participa pelo segundo ano consecutivo do projeto Caminhadas Negras
Meio Ambiente
Show com Seu Jorge e Daniel Jobim vai arrecadar recursos para o Pantanal
Economia
Começa amanhã consulta a maior lote de restituição do IR da história
Economia
Quase 50 mil pessoas buscam negociar dívidas em MS
Saúde
Projeto que institui vacinação nas escolas vai à sanção presidencial
Na Zona Rural
Vereador quer equipes da Assistência Social, atendendo assentamentos de Corumbá
Segurança
Táxis de Corumbá tem até 21 de junho para implantar QR Code de identificação

Mais Lidas

Agenda Cultural
Evento de som automotivo arrecada doações para RS e Instituto Novo Olhar
Na Câmara
Projeto de Lei Municipal torna laudos de TEA permanentes
Segurança
Denúncia de moradora recupera moto furtada no bairro Vila Mamona
Gaeco
Operação apura desvio de R$ 6 milhões e 1.200 saques para driblar fiscalização no Futebol