Menu
sábado, 24 de julho de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Expresso Mato Grosso - Promoção de Junho
Geral

Justiça Federal condena empreiteira a devolver R$ 385 mil à UFMS por obra da Reitoria

25 julho 2019 - 10h43MidiaMax

A Bergamo Construtora Ltda terá que pagar R$ 385.197,33, atualizados monetariamente e acrescidos de juros à UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso o Sul) por ter paralisado a construção do prédio da reitoria da Universidade, em 2002, além de multa. A decisão é da 2ª juíza Janete Lima Miguel, da 2ª Vara Federal de Campo Grande, publicada nesta quinta-feira (25) no Diário do TRF3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região).

A Universidade alegou na ação movida desde 2004 que a construtora teria que realizar a obra da Reitoria, com área de 1.082,50 m² e execução da estrutura dos prédios das Pós-Reitorias, com área de 2.604,00 m², em Campo Grande, após vencer licitação de R$ 1.437.804,48.

A empreiteira teria prazo de 330 dias para a execução da obra, mas o contrato teria sido prorrogado por várias vezes e o valor global sofrido vários acréscimos. Antes do 6º termo aditivo, a empresa ainda alegou à Universidade que o contrato não teve reajustamento de preços e que, por problemas financeiros, os valores pactuados sofreram depreciação, solicitando revisão contratual. Posteriormente, a construtora suspendeu a obra.

A UFMS alegou que a empreiteira realizou rescisão contratual, descumprindo parcialmente o contrato. O valor é referente ao ressarcimento pelos materiais entregues para a conclusão da obra e não utilizados e também à multa prevista por rescisão contratual.

A juíza julgou procedente o pedido da Universidade baseada em um acórdão do TCU (Tribunal de Contas da União), que já havia analisado o contrato e verificado o superfaturamento de 40% do valor inicial da obra pela empreiteira.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Acidente
Motociclista fratura clavícula após perder controle em lombada
Bombeiros
Incêndio urbano atinge vegetação em morraria com difícil acesso
Município
Decreto prorroga por mais 14 dias medidas para diminuir contaminação pela Covid-19
Decisão Popular
Servidores optaram por receber o 13° salário de forma integral em dezembro
Previsão
Sancionada LDO que prevê receita de R$ 18,47 bilhões para MS em 2022
Esperança
Taxa de contágio da Covid se mantém abaixo de 0,90 há uma semana em MS
Investigação
Caso Maria Stella Coimbra: jovem teria fotografado documento do suposto estuprador
Sem contrato
Santa Casa de Corumbá perde serviço de Urologia
Tempo
Final de semana continua com alerta para tempo seco em Mato Grosso do Sul
Facilidade
Saúde credencia laboratório e exames podem ser agendados na própria unidade de saúde

Mais Lidas

Sem contrato
Santa Casa de Corumbá perde serviço de Urologia
Investigação
Caso Maria Stella Coimbra: jovem teria fotografado documento do suposto estuprador
Acidente
Motociclista fratura clavícula após perder controle em lombada
Município
Decreto prorroga por mais 14 dias medidas para diminuir contaminação pela Covid-19