Menu
quinta, 15 de abril de 2021
Ambiental MS Pantanal - Aegea
Andorinha Fevereiro
Geral

Justiça de MS mantém prisão a condenado de estupro de ex e cárcere

20 março 2018 - 11h31G1

A Justiça de Mato Grosso do Sul manteve em 9 anos de prisão em regime fechado a condenação de um homem acusado de estuprar e manter em cárcere privado para fins de atos libidinosos a ex-mulher. O caso aconteceu entre os dias 17 e 18 de fevereiro de 2011, na residência onde o casal morava, em Costa Rica, a 338 quilômetros de Campo Grande.

De acordo com informações do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJ-MS), o acusado foi preso em flagrante, condenado a 9 anos, depois a defesa dele pediu a absolvição por falta de provas, o que foi negado, e ainda tentou a redução de pena.

Segundo o relator do processo, desembargador Ruy Celso Barbosa Florenceo, os relatos da mulher, de testemunhas que chegaram na casa, em conjunto com as provas periciais, que atestaram diversas lesões, inclusive na região genital da vítima, demonstram seguramente a ocorrência dos estupros.

Violência

O casal estava separado após ter ficado 30 anos junto e ainda morava na mesma residência. Consta no processo que o homem chegou embriagado no imóvel na noite do dia 17, acordou a vítima e tentou ter relação sexual com ela. Como não conseguiu, deu um murro no olho esquerdo da ex e a agrediu com facão, estuprando-a.

Ainda de acordo com informações divulgadas pelo TJ-MS, ao amanhecer, o acusado trancou portas e portão da casa para impedir que a ex saísse e pudesse abusar dela novamente. Ele retornou à noite e novamente a agrediu e abusou sexualmente dela.

À Justiça, o acusado afirmou que deu um golpe com a lateral do facão na vítima após ela ter tentado agredi-lo durante discussão sobre acesso à residência. Negou o cárcere privado e que teve relação sexual com consentimento. O réu disse ainda em juízo que o olho roxo da ex era por conta de uma queda durante momentos de embriaguez.

Flagrante

Familiares da mulher receberam uma ligação dizendo que a vítima estava em situação de perigo, foram até a casa e um deles pulou o muro porque o portão estava fechado. Ele a viu na cama, nua e com hematomas.

A polícia foi acionada, entrou no quarto e encontrou a vítima lesionada, sem forças, molhada com bebida alcoólica, com o acusado ao lado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

RODOVIA
Vereador reivindica melhorias na BR 262, entrada para o Morro do Urucum
ASSISTÊNCIA SOCIAL
Vale Universidade divulga lista de pré-habilitados e convoca para nova etapa
GERAL
Azambuja diz que MS cumpre papel no combate à Covid e não tem medo de CPI
Dia da Conservação do Solo
Sistemas agroflorestais biodiversos conservam e melhoram a qualidade do solo
Ação solidária contra a Covid-19:
Primeiro lote de medicamentos para intubação chega hoje ao Brasil
ATROPELAMENTO
Idoso é atropelado na Porto Carreiro e fica ferido
GERAL
Mulher fica ferida após cair da moto no Maria Leite
GERAL
Garagem Lanchonete inaugura filial em Ladário e traz variedades no cardápio
GERAL
PGE integrará o Observatório Estadual da Nova Lei de Licitações
ESPORTE
Prefeitura cria grupo de trabalho para preservar memória esportiva de Corumbá

Mais Lidas

CAPTURA DE ANIMAL
Jibóia é encontrada dentro da sala de residência em Corumbá
POLICIAL
PF prende três pessoas por tráfico de drogas e apreende 245kg de maconha em MS
ACIDENTE DE TRÂNSITO
Colisão de carro e moto deixa jovem ferido no Dom Bosco
SAÚDE
Corumbá inicia imunização contra a Covid-19 da população ribeirinha do baixo Pantanal