Menu
sexta, 21 de junho de 2024
Câmara - Queimadas 2024
Andorinha - 76 anos - Junho 2024
Geral

Jipeiros multados em R$ 210 mil degradavam áreas protegidas do Pantanal

21 setembro 2022 - 10h25Assessoria

Policiais Militares Ambientais de Aquidauana concluíram nesta terça-feira (20), a identificação, endereço, notificação e autuação de 21 “jiperios” por degradação de áreas protegidas. Depois de receber denúncias de que grupos de pessoas com veículos traçados estariam adentrando em áreas protegidas como leitos de rios, vazantes, inclusive, em propriedades privadas, a Polícia Militar Ambiental de Aquidauana, desde o dia 16 de julho, iniciou trabalhos para averiguar a denúncia, tendo em vista a notícia de uma expedição do tipo, na data.

Nos levantamentos, a equipe visualizou na ponte que passa por uma fazenda, vários veículos no interior do Rio Negro e, notadamente às margens da área de preservação permanente (APP). Os veículos de trilha estavam também estacionados a menos de 30 metros do leito do rio e, além disso, embora no local haja uma ponte, na rodovia (MS 170), em perfeitas condições de passagem, ficou evidenciado a negligência dos ocupantes em decidir passar pelo interior do rio negro, bem como a realizar manobras (zerinhos) nas áreas protegidas dos cursos d’água.

A partir daí, a PMA de Aquidauana iniciou processo de identificação e notificação dos infratores, tendo em vista que a grande maioria é de pessoas de outros estados. Ao todo, 21 pessoas foram autuadas administrativamente e multadas em R$ 10 mil cada um, perfazendo um total de R$ 210 mil, por destruir, danificar, sobretudo, por utilizar área de preservação permanente com infringência das normas de proteção. Todos receberão os autos em suas residências.

Dos infratores, 17 possuem idades entre 32 a 70 anos e são residentes em São Paulo (SP), um tem 65 anos e é residente em Bragança Paulista (SP), um de 63 anos reside em Lavras (MG), um de 54 anos em Jaguaruna (SC) e um campo-grandense de 50 anos, também poderão responder por crime ambiental, com penas prevista de um a três anos de detenção.

A PMA alerta que esse tipo de atividade precisa ser licenciado pelo órgão Ambiental (Imasul).

Deixe seu Comentário

Leia Também

Começou em 3 abril
Servidores do IFMS aceitam propostas do Governo Federal para pôr fim à greve
O resultado da votação ainda não significa o fim da greve. A decisão será definida na plenária nacional do sindicato, nesta sexta-feira e sábado, 21 e 22 de junho
Urgente
Senador Nelsinho Trad mobiliza Senado Federal para ajudar o Pantanal contra incêndios
Em Dourados
Justiça do Trabalho de MS determina redução de jornada para trabalhador acompanhar filho com TEA
O caso é de Dourados e a redução da jornada de trabalho é de 50%, sem compensação de horas ou perda salarial para o trabalhador
Educação
IFMS prevê investimento de R$ 1 milhão em tecnologia da informação
Patrimônio Cultural
Prefeitura entrega certificação de agente cultural para 98 festeiros de São João
Cultura Pantaneira
Concurso de Andores e show de Thaeme e Thiago abre Banho de São João nesta sexta (21)
Destaque
Atleta, empresário e servidor público são homenageados pela Câmara de Corumbá
Evento
Corumbá recebe etapa Pantanal do Diálogo sobre Patrimônio Cultural e Ações Climáticas
Destaque
Corumbá debate o Paradesporto em Festival da Inclusão na Apae
No Pantanal
Vereador pede instalação de hidrante para combate a incêndios em Forte Coimbra

Mais Lidas

Queimadas
Fogo destrói ponte de madeira na Estrada Parque
Ladário
Incêndio atinge região próxima da Apa Baía Negra
Queimada
Fogo cresce na região do Bracinho e brigada da Apa Baía Negra fica sob alerta
Paredão de fogo
Equipes atuam em cinco frentes de combate ao fogo no Pantanal