Menu
sexta, 26 de fevereiro de 2021
Andorinha Fevereiro
Andorinha Fevereiro
Geral

Jacaré-do-pantanal é tema de exposição interativa

20 abril 2016 - 11h10Assessoria
Com cara de poucos amigos e uma reputação de malvado, o jacaré-do-pantanal (Caiman yacare) parece ameaçador, mas a aparência engana e a espécie possui hábitos tranquilos e vida em agrupamentos. É isso que a exposição sobre a espécie, que acontece até 30 de abril na Estação Natureza Pantanal, irá apresentar a quem prestigiar a exibição. “Queremos desmistificar como as pessoas enxergam esse animal, que possui grande importância na região por controlar a população de diversas espécies das quais se alimenta, como as piranhas, por exemplo”, explica Ivonete Guaragni, administradora da Estação Natureza Pantanal, localizada em Corumbá, a cerca de 400 km de Campo Grande. Ivonete destaca que apesar da alta população da espécie na região – são cerca de 10 milhões de jacarés em todo o Pantanal -, as pessoas não a conhecem a fundo e têm muitas dúvidas. “Os visitantes encontrarão muita informação e curiosidades transmitidas de forma leve e lúdica para chamar a atenção principalmente das crianças”, comenta. Dentre as atrações destacam-se a exibição de sons e imagens apresentando o comportamento dos jacarés, com vídeos sobre seu habitat e forma de vida. O ponto alto da visita será a apresentação de diversos crânios de jacarés, que os visitantes poderão manusear, aprendendo na prática as diferenças e peculiaridades de cada animal. No espaço, que é mantido pela Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, também serão apresentadas curiosidades como o fato de os jacarés ficarem entocados por meses durante o período da seca, para se protegerem da falta de água. Além disso, serão abordadas também as principais ameaças à espécie como caça predatória, atropelamento e as alterações do clima. “Toda a biodiversidade pantaneira depende do ciclo equilibrado das cheias e secas, por isso é importante conscientizar as pessoas para os impactos negativos das mudanças climáticas, como falta de água que pode causar a redução no número de muitas espécies como o próprio jacaré”, conclui. A exposição é realizada em parceria com a pesquisadora de jacarés Zilca Campos, da Embrapa Pantanal e com a Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS). Escolas podem agendar horário Os grupos escolares que queiram visitar a exposição e ensinar as crianças sobre essa espécie, bem como sobre o ambiente natural onde vive, podem agendar visitas guiadas pelo telefone (67) 3231-9100.    

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Arrecadação de impostos em janeiro somou R$ 180,221 bilhões
SAÚDE
Processo seletivo que seleciona médicos plantonistas tem inscrições abertas
BOLETIM COVID
MS passa a registrar 3.270 óbitos por coronavírus
GERAL
Thronicke considera uma vitória aprovação de projeto que facilita compra de vacinas anti-Covid
GERAL
Na final do Brasileirão, GFI interdita Avenida General Rondon
ESPORTE
Flamengo visita São Paulo em busca de título do Brasileiro
GERAL
Homem é alvejado por disparos de arma de fogo na Codrasa
CAPACITAÇÃO
Cassems realiza curso para implantação de UTI em Corumbá
POLICIAL
Policia Federal cumpre mandados de busca e apreensão na Capital
GERAL
Vereador pede a criação de novas sedes do Conselho Tutelar de Corumbá

Mais Lidas

GERAL
Na final do Brasileirão, GFI interdita Avenida General Rondon
GERAL
Homem é alvejado por disparos de arma de fogo na Codrasa
CAPACITAÇÃO
Cassems realiza curso para implantação de UTI em Corumbá
POLICIAL
Passageira de ônibus é presa com mais de 80 mil reais em Corumbá