Menu
terça, 05 de março de 2024
Fipec 2024
Fipec 2024
Geral

Iunes corta na carne e diz: ‘milagres em administração não existem’

07 junho 2018 - 13h34José Carlos Cataldi e Sylma Lima

Partindo da lógica que não existem milagres na administração pública, o prefeito de Corumbá convocou a imprensa, e, diante de secretários e auxiliares diretos, abriu o jogo sobre a estratégia para enfrentar a crise. ‘Há um déficit orçamentário da ordem de R$ 70 milhões, além do retardo da remessa de alguns repasses’. 

Marcelo Iunes disse que o corte de parte de gratificações e demissão de comissionados é inevitável para não atrasar toda a folha de pagamentos. É como cortar na própria carne, segundo ele. Mas, diante da situação premente, será criada comissão para avaliar caso a caso, em cada secretaria, fundações e autarquias para evitar piores consequências.

“Não pode faltar merenda nem remédio”. Educação, Saúde e Segurança Pública permanecem na linha de prioridades de Iunes, mesmo com a aceleração do declínio da receita. Não é possível remanejar verbas vinculadas que vêm do Estado e ou da União, como explicou.

Marcelo Iunes ressaltou que a crise varre todos os estados e municípios da federação, obrigados a tomar medidas drásticas. Mas, Corumbá, segundo o prefeito, tem um olhar de alento porque já entre julho e agosto serão abertas, pelo menos, 8 frentes de trabalho, com obras que farão o dinheiro circular no comércio, abrindo novas oportunidades de empregos.

Já em meados do próximo mês, segundo destaca Marcelo Iunes, chegarão recursos do ‘Fonplata’ para uma verdadeira revolução urbanística no Bairro Padre Ernesto Sassida, com asfaltamento e drenagem de todas as ruas. Os recursos já estão destinados, faltando apenas formalidades de liberação. Ao todo serão R$ 80 milhões, sendo R$ 20 mi por parte do Estado e R$ 60 milhões do ‘Fonplata’.

Protótipo da cobertura do terminal rodoviário na Antônio Maria. Fotos: Victor Viegas

O Bairro Dom Bosco terá a conclusão do asfalto, assim como o prolongamento da Rua 15 de Novembro, tudo feito com drenagem para que não haja enchentes nem empoeiramento. A obra estava parada desde 2011, mas Iunes diz que voltou de Brasília com o empenho acertado.

O prefeito também anunciou melhorias para o Conjunto Tiradentes e a liberação de R$ 12 milhões pelo governador Reinaldo Azambuja, em apoio à reforma do hospital, pronto-socorro e centro obstétrico.

Outra frente que vai atender a pedido antigo da população é a cobertura do Terminal Rodoviário da Antonio Maria e a construção da Capela Mortuária do Velório municipal que será erguida na pracinha atrás do cemitério, na Rua Cuiabá.

Voltando a lamentar a necessidade de medidas impopulares que, reafirmou inevitáveis, Marcelo Iunes diz que pretende assim driblar a crise no curto prazo, e, para quem critica de forma simplista a aplicação de recursos na tradicional Festa de São João, em momento tão difícil, Iunes explica que os recursos para o festejo que o povo quer e deseja, vem do governo do Estado.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Oportunidades
Qualifica Ladário divulga lista com os inscritos para as turmas 2024
Mês da mulher
UBS João Fernandes inicia mês de Março com atendimento semanal até às 22h em Ladário
Eventos
Roda de Conversa no CCI abre programação do mês da mulher em Corumbá
Variedades
Melhor Soundbar Samsung
Saúde
Primeira Conferência Livre para discutir Atenção Primária acontece quarta-feira, dia 06
Evento
FIPEC 2024 acontece de 15 a 17 de março no Porto Geral; inscrições seguem abertas
3ª edição
Campo Grande vence a Copa dos Campeões da Assomasul
Finasa
Câmara autoriza Prefeitura contratar linha de crédito para infraestrutura
Tráfico de Drogas
PM prende dois por venda e porte de droga no Centro América
Em Corumbá
Homem é preso acusado de abusar da sobrinha de 12 anos

Mais Lidas

Em Corumbá
Homem é preso acusado de abusar da sobrinha de 12 anos
Na BR 262
Boliviano é preso com 2kg de maconha em fundo falso de mala
Até dia 11
Processo Seletivo da UEMS tem 51 cursos de graduação com inscrições abertas
Ecoturismo
Baixa temporada em pleno verão em Bonito e Serra da Bodoquena tem tarifário reduzido