Menu
quinta, 23 de maio de 2024
Andorinha - Novos ônibus - agosto 2023
Andorinha - Novos Ônibus - Agosto 2023
Geral

Indústria registra saldo positivo na geração de empregos pelo 2º mês consecutivo

02 abril 2016 - 10h39Correio do Estado
O setor industrial registrou saldo positivo na geração de empregos pelo 2º mês consecutivo em Mato Grosso do Sul, de acordo com levantamento do Radar Industrial da Fiems, divulgado nessa quinta-feira (31). Conforme a pesquisa, o setor fechou o mês de fevereiro com saldo positivo de 265 vagas. Segundo a Fiems, o setor industrial é composto pelas indústrias de transformação, de extrativismo mineral, de construção civil e de serviços de utilidade pública. No acumulado do ano de 2016, o total de vagas abertas pelas atividades industriais no Estado é 491. No entanto, em relação aos últimos 12 meses o resultado é negativo, com 9.068 vagas fechadas pelo setor. O coordenador de economia, estudos e pesquisas da Fiems, Ezequiel Rezende, informou que o conjunto das atividades industriais no estado encerrou fevereiro com 125.989 trabalhadores formalmente empregados, o que representa aumento de 0,27% em comparação com janeiro. Ainda segundo Rezende, a indústria registra o quarto maior contingente de trabalhadores formais em Mato Grosso do Sul e a atividade é responsável por 19,6% de todo emprego formal existente no estado atualmente, atrás apenas de serviços (29,5%), administração pública (20,3%) e comércio (19,6%). Em relação aos municípios do estado, 41 registraram saldo positivo de contratação na indústria no período de janeiro e fevereiro, com destaque para Campo Grande, com 353 novas vagas, Três Lagoas, com 334 e Água Clara, com saldo de 141 vagas. Entre as cidades que tiveram resultado negativo, Maracaju apresentou o pior resultado, com fechamento de 155 empregos formais, seguido por Maracaju (-138) e Ponta Porã (-128). Já com relação as atividades, as que mais registraram aumento de contratações foram construção de edifícios, abate de reses, exceto suínos, construção de rodovias e ferrovias e obras de terraplenagem. Já as principais atividades industriais que apresentaram saldo negativo foram fabricação de açúcar em bruto, fabricação de álcool, fabricação de produtos de pastas celulósicas, papel, cartolina, papel-cartão e papelão ondulado e construção de redes de transportes por dutos, exceto para água e esgoto.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

Ônibus para Capital
Menor é apreendida transportando pacotes de Skunk presos ao corpo
Boletim Epidemiológico
MS registra 9.155 casos confirmados de dengue
Reconhecimento
Investigadora da Civil de Corumbá é homenageada pelo combate à crueldade contra animais
Vigilância Sanitária
Governo cria "MS Vacina Pet" e destina R$ 1,9 milhão contra a raiva
Em Dourados
PF mira em quadrilha de MS que transportava drogas em tanques de combustível
Sob Alerta
Inmet divulga alerta de perigo para o sul do país
Nova Data
Concurso Unificado será em 18 de agosto, confirma Ministério da Gestão
Variedades
Tipos de apostas no futebol
Saúde
Corumbá abre duas unidades de saúde para multivacinação no sábado, 25 de maio
Agenda
Corumbá promove Conferência Municipal da Cidade nos dias 26 e 27 de junho

Mais Lidas

Agenda Cultural
Evento de som automotivo arrecada doações para RS e Instituto Novo Olhar
Tráfico de Drogas
Mochila abandonada em ônibus é apreendida com 8,7 kg de Skunk
Oportunidade
IHP abre vagas para jovens aprendizes com idades entre 16 e 20 anos
Na madrugada
Homem é preso vendendo droga em beco do bairro Borrowski