Menu
sábado, 24 de fevereiro de 2024
Andorinha - Novos ônibus - agosto 2023
Geral

Governo prepara recurso à decisão sobre retomada do Aquário

02 abril 2018 - 11h06Campo Grande News

O governo de Mato Grosso do Sul já foi notificado da decisão que rejeitou o acordo para retomar o Aquário do Pantanal sem licitação. Agora, o Estado prepara o recurso para apresentar, ainda esta semana, ao TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), de acordo com a assessoria da Seinfra (Secretaria de Infraestrutura).

Na semana passada, o juiz David de Oliveira Gomes Filho, da 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos, rejeitou homologar o acordo firmado entre o governo estadual, TCE e MPMS (Tribunal de Contas e Ministério Público de Mato Grosso do Sul), para contratar duas empresas por R$ 38 milhões.

O acordo foi submetido à Justiça, pois a contratação das duas empresas (Tecfasa Brasil e Maksoud Rahe) seria sem licitação. 

"Já fomos notificados e está em processo de elaboração o recurso, que esta semana será encaminhado para o Judiciário", afirma a assessoria da secretaria de Infraestrutura. Nos autos do processo, consta mandado de intimação da determinação judicial ao Executivo estadual.

O governador Reinaldo Azambuja  (PSDB) já havia dito, semana passada, que não tem como retomar o empreendimento sem autorização judicial e que recorreria da decisão de primeiro grau.

Resumo - O governador enviou à Justiça um pedido de homologação do acordo feito com o Tribunal de Contas e Ministério Público de Mato Grosso do Sul. O termo previa a contratação sem licitação.

A justificativa para o procedimento foi a de que iniciar uma nova concorrência pública demoraria ainda mais para retomar. Com o tempo, a obra ficaria mais deteriorada e os animais que já foram adquiridos poderiam morrer.

A necessidade de uma nova contratação surgiu depois que Egelte - primeira colocada na licitação de 2010 - decidiu rescindir o contrato. A segunda colocada, Travassos e Azevedo, foi chamada, mas também preferiu não assumir o empreendimento. Não havia terceira colocada.

O Aquário começou a ser erguido em 2012 com o custo inicial de R$ 84 milhões, mas os gastos já chegaram a R$ 200 milhões.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Até 9h de amanhã
Corumbá e mais 23 cidades de MS estão sob alerta de chuvas intensas
Na entrada
Perícia estima que morte de homem encontrado em mata na cidade tenha ocorrido há 4 dias
Dados IBGE
Em 12 anos, quase 60 mil pessoas trocaram casa por apartamentos em MS
Nota Oficial
APAE de Campo Grande divulga nota de esclarecimento sobre bolsas coletoras
Pesquisa
UFMS apresenta Plano de Desenvolvimento e Integração da Faixa de Fronteira à Sudeco
Cursos
Academia de Música Manoel Florêncio abre inscrições para 127 vagas
Um menor
Operação resgata 20 trabalhadores sob condições de escravidão em fazenda de limão
Vindo do RJ
Boliviano de 21 anos é detido com 35 celulares sem nota fiscal
Convênio
Pacientes bolivianos em tratamento oncológico em Corumbá terão 75% de desconto na Andorinha
Protesto
Religiosos pedem retratação à site da capital por desrespeito à Iemanjá

Mais Lidas

Protesto
Religiosos pedem retratação à site da capital por desrespeito à Iemanjá
Na entrada
Perícia estima que morte de homem encontrado em mata na cidade tenha ocorrido há 4 dias
Oportunidade
Concurso da Caixa tem 3 vagas para Corumbá com salário de R$ 3,7 mil
Vindo do RJ
Boliviano de 21 anos é detido com 35 celulares sem nota fiscal