Menu
segunda, 18 de janeiro de 2021
Andorinha - campanha dezembro
Andorinha - Dezembro
Geral

Governo declara emergência em Corumbá devido à cheia no Pantanal

06 julho 2018 - 07h16Kamilla Marques

O Governo de Mato Grosso do Sul decretou nesta quinta-feira (5.7) situação de emergência em Corumbá. O documento publicado em Diário Oficial (DOE-MS) leva em consideração a cheia no rio Paraguai, no Pantanal. Cerca de 2,5 mil ribeirinhos foram afetados pelas inundações.

Pessoas que vivem em comunidades das regiões do Amolar, Chané, São Pedro, Bonfim, Coqueiro, São Francisco, Mato Grande, Bahia Vermelha, Paraguai Mirim, Ilha Verde, Castelo, Domingos, Ramos, Capim Gordura, Piuval e Tuiuiú já contabilizam danos materiais. A pecuária, principal força motriz da economia de Corumbá, também foi comprometida.

Com o decreto, a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil está autorizada a mobilizar todos os órgãos estaduais para atuar nas ações de resposta ao desastre, assim como reabilitação de cenário e reconstrução. Os agentes também podem entrar em casas para prestar socorro ou para determinar a pronta evacuação do imóvel.

Durante 180 dias  ficam dispensados de licitação os contratos de aquisição de bens necessários às atividades de resposta ao desastre, de prestação de serviços e de obras relacionadas com a reabilitação dos cenários dos desastres.

Conforme o coordenador da Defesa Civil de Corumbá, tenente Izaque, a situação de emergência em áreas urbanas e rurais do município foi reconhecida pelo Estado e pela União. “Já encaminhamos o plano detalhado de resposta e solicitamos materiais de higiene, limpeza e dormitório ao Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad)”.

Comportamento das águas

Desde fevereiro deste ano, quando as águas demonstraram que chegariam fortes à região de Corumbá, devido a grande quantidade de chuvas no Mato Grosso, equipes da Defesa Civil iniciaram os trabalhos de assistência às comunidades. “A cheia deste ano chegou com dois meses de antecedência”, explicou o tenente Izaque.

Famílias foram mapeadas e as operações de ajuda humanitária tiveram início. Já foram quatro realizadas este ano, a última terminou neste fim de semana – com apoio e materiais (água e kits de higiene e limpeza) doados pelo Governo do Estado. De acordo com Izaque, a próxima será realizada entre 14 e 20 de julho.

Hoje, o nível do rio Paraguai está estabilizado em 5,26 metros acima da altitude considerada normal – 2,02 metros. O ápice da cheia foi registrado em 13 de junho, quando as águas chegaram a 5,35 metros. Os dados são da Defesa Civil Municipal.

Atualmente, 28 municípios sul-mato-grossenses estão em situação de emergência – com decretos publicados pelo Governo do Estado. De acordo com a Defesa Civil Estadual, nesses municípios foram registrados 30 tipos de desastres com 136.636 pessoas afetadas. As informações são da Subsecretaria de Comunicação (Subcom) do Governo do Estado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GERAL
PF de MS recebe 23 viaturas e recebe 29 novos policiais federais
GERAL
Concursos da PM e CBM possuem novos cronogramas de atividades
COVID-19
MS registra quase 151 mil casos confirmados de coronavírus e 2,7 mil óbitos pela doença
VACINA COVID-19
Vacinas chegam em MS nesta segunda e campanha deve ter início às 16 horas
POLICIAL
Policiais detém dois homens após briga no bairro Aeroporto
EDUCAÇÃO
REME abre Pré-Matrícula Digital para alunos novos; veja calendário
ECONOMIA
Auxílio emergencial: Caixa libera saque para nascidos em agosto
GERAL
Bombeiros atendem solicitação de suposto desaparecimentos de pessoas em fazenda
GERAL
Bombeiros resgatam vaca que caiu em poço artesiano de 8 metros no Assentamento Taquaral
COLISÃO
Batida de carro e moto no Popular Nova deixa motociclista com ferimento graves

Mais Lidas

ENEM
Confira as medidas de segurança durante a prova do Enem