Menu
quinta, 25 de julho de 2024
Andorinha - 76 anos - Junho 2024
Andorinha - 76 anos - Junho 2024
Geral

Governo de MS investe R$ 600 mi em infraestrutura nas cidades, diz Migliori

17 março 2018 - 12h14Assessoria de imprensa

O Governo do Estado está fechando investimento da ordem de R$ 600 milhões em infraestrutura urbana nos 79 municípios de Mato Grosso do Sul, compreendendo obras de drenagem, pavimentação asfáltica, controle de erosão a acesso a conjuntos habitacionais. A informação foi transmitida pelo engenheiro Marcelo Miglioli, secretário de Infraestrutura, ao falar sobre essas ações na reunião do Conselho Estadual das Cidades, nesta semana, no plenarinho da Assembleia Legislativa.

Miglioli ressaltou a parceria estreita que o Governo mantém com as Prefeituras Municipais e com a bancada federal, “unindo forças para aumentar a capacidade de investimentos e multiplicar os benefícios para a população”. Em função das fortes chuvas desse início de ano, o secretário pontuou com mais ênfase os investimentos promover a drenagem e combater a erosão nas cidades.

O secretário apresentou os números de investimento em cada município e relatórios fotográficos do antes e depois de várias cidades. “Estamos presentes, atendendo as prioridades e realizando fortes investimentos nas áreas urbana em apoio às Prefeituras”, salientou, destacando a vila Paraíso, em Naviraí, ameaçada por uma enorme voçorosa contida ao custo de mais de R$ 39 milhões de recursos próprios do Estado.

Depois da explanação, o secretário Marcelo Miglioli debateu com os membros do Conselho diversos cenários, gerais e específicos de cada comunidade.

Presidente do Conselho desde 26 de fevereiro, Miglioli assinala que o CEC/MS “nos dá subsídio, sob o olhar de quem está da porta para fora, que é a sociedade civil organizada”. Nos debates, afirmou, percebemos claramente em todos os membros, uma preocupação muito grande em achar soluções, ao invés apenas de simplesmente apontar os problemas.

O Conselho Estadual das Cidades é um órgão deliberativo com a finalidade de assessorar, estudar e propor diretrizes políticas fundiárias e de habitação, saneamento ambiental, trânsito, transporte e mobilidade urbana. Ele foi criado pela Lei 2.940/ 2004. O Conselho é formado por membros do poder público estadual, federal e municipal, pelos movimentos sociais, entidade de trabalhadores, de empresários, entidades profissionais, acadêmicas ou de pesquisas e organizações não-governamentais.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Operação "Cifra Oculta"
Dois homens são presos acusados de envolvimento com tráfico de drogas e lavagem de dinheiro
Boliviano
Suspeito de tentar estuprar menino de nove anos é linchado no Cravo Vermelho
A PM precisou usar spray de pimenta para dispersar as pessoas revoltadas e em seguida levou o acusado para delegacia
Permeando a Capoira
Corumbá vai receber projeto de valorização da capoeira em MS
Olimpíadas 2024
Grandes nomes do esporte buscam o Olimpo nos Jogos de Paris
Economia Nacional
Prévia da inflação em julho fica abaixo da taxa de junho, aponta IBGE
Aposta
Mega-Sena sorteia nesta quinta-feira prêmio acumulado em R$ 65 milhões
Difícil acesso
Incêndio na Nhecolândia teve inicio em caminhão atolado
Boletim Diário
Altas temperaturas e rajadas de até 43 km/h aumentam os focos de incêndio em MS
Tempo
Previsão é de calor para esta quinta-feira em todo o Mato Grosso do Sul
Corumbá segue com máxima de 35°C
Ação Conjunta
Carro furtado em Ladário é recuperado horas depois na Bolívia

Mais Lidas

Data confirmada
Convenção do PSB em Corumbá será dia 31 de julho
Na Apa Baía Negra
Brigada voluntária interrompe churrasco em fogo de chão e alerta para risco de incêndio
Maconha e cocaína
Duas pessoas são presas em flagrante por tráfico de drogas em Corumbá
Casa Verde
Furto de fiação elétrica deixa Central de Regulação em Saúde de Corumbá sem energia