Menu
sábado, 16 de janeiro de 2021
Andorinha - campanha dezembro
Andorinha - Dezembro
Geral

Governo de MS investe R$ 600 mi em infraestrutura nas cidades, diz Migliori

17 março 2018 - 12h14Assessoria de imprensa

O Governo do Estado está fechando investimento da ordem de R$ 600 milhões em infraestrutura urbana nos 79 municípios de Mato Grosso do Sul, compreendendo obras de drenagem, pavimentação asfáltica, controle de erosão a acesso a conjuntos habitacionais. A informação foi transmitida pelo engenheiro Marcelo Miglioli, secretário de Infraestrutura, ao falar sobre essas ações na reunião do Conselho Estadual das Cidades, nesta semana, no plenarinho da Assembleia Legislativa.

Miglioli ressaltou a parceria estreita que o Governo mantém com as Prefeituras Municipais e com a bancada federal, “unindo forças para aumentar a capacidade de investimentos e multiplicar os benefícios para a população”. Em função das fortes chuvas desse início de ano, o secretário pontuou com mais ênfase os investimentos promover a drenagem e combater a erosão nas cidades.

O secretário apresentou os números de investimento em cada município e relatórios fotográficos do antes e depois de várias cidades. “Estamos presentes, atendendo as prioridades e realizando fortes investimentos nas áreas urbana em apoio às Prefeituras”, salientou, destacando a vila Paraíso, em Naviraí, ameaçada por uma enorme voçorosa contida ao custo de mais de R$ 39 milhões de recursos próprios do Estado.

Depois da explanação, o secretário Marcelo Miglioli debateu com os membros do Conselho diversos cenários, gerais e específicos de cada comunidade.

Presidente do Conselho desde 26 de fevereiro, Miglioli assinala que o CEC/MS “nos dá subsídio, sob o olhar de quem está da porta para fora, que é a sociedade civil organizada”. Nos debates, afirmou, percebemos claramente em todos os membros, uma preocupação muito grande em achar soluções, ao invés apenas de simplesmente apontar os problemas.

O Conselho Estadual das Cidades é um órgão deliberativo com a finalidade de assessorar, estudar e propor diretrizes políticas fundiárias e de habitação, saneamento ambiental, trânsito, transporte e mobilidade urbana. Ele foi criado pela Lei 2.940/ 2004. O Conselho é formado por membros do poder público estadual, federal e municipal, pelos movimentos sociais, entidade de trabalhadores, de empresários, entidades profissionais, acadêmicas ou de pesquisas e organizações não-governamentais.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EMPREGO
Eldorado Brasil oferece mais de 800 vagas para início imediato
Em Mato Grosso do Sul, são ofertadas novas posições para atuar nas unidades de Água Clara, Inocência e Selvíria
Coronavírus
Em 24 horas MS registra 1.316 exames positivos de Covid-19 e 13 mortes
CONCURSO DA PF
Polícia Federal publica edital de concurso com 1,5 mil vagas
POLICIAL
Com facada no coração, rapaz é deixado em frente padaria em cidade MS
SERVIÇOS
Em período chuvoso, saiba como receber alertas da Defesa Civil por SMS
PROCESSO SELETIVO
Sebrae abre processos seletivos com vagas na Capital e interior
São dois editais, sendo um para Pessoas com Deficiência. Salários chegam a R$ 4.802,92
ASSISTÊNCIA SOCIAL
Povo das Águas atende ribeirinhos da parte alta do rio Paraguai a partir do dia 19
TURISMO
Turismo de MS espera vacinação e já planeja duas campanhas para fomentar o setor
SAÚDE
Decreto reabre crédito de R$ 1,6 bi para aquisição de vacinas
CONCURSO PÚBLICO
Edição extra do Diário Oficial traz editais do processo seletivo para contratação de médico

Mais Lidas

POLICIAL
Homem é preso por violência doméstica no Bairro Cristo Redentor
POLICIAL
Jovem com mandado de prisão em aberto é preso no Loteamento Pantanal
CAMPANHA SAÚDE MENTAL
Janeiro Branco: Profissionais falam da importância de cuidar da saúde mental
GERAL
Energisa inicia Projeto de Eficiência Energética na Base Fluvial em Ladário