Menu
sábado, 17 de abril de 2021
Ambiental MS Pantanal - Aegea
Andorinha Fevereiro
Geral

Governo de Azambuja interliga por estradas o Pantanal secularmente isolado

23 outubro 2018 - 12h09Silvio Andrade

Dono do segundo maior rebanho bovino do país, com 1,9 milhão de animais concentrados no Pantanal, secularmente o produtor de Corumbá teve dificuldades de acesso para transportar bezerros para engorda no planalto. No governo de Reinaldo Azambuja, no entanto, os investimentos em infraestrutura na região, interliga-a com estradas e pontes, mudou essa realidade, e hoje o pantaneiro tem a opção de retirar o gado em caminhões na cheia.

A meta do governador de Mato Grosso do Sul é criar uma rota rodoviária estadual de 1.000 km e integrar os municípios do Pantanal, desde as regiões Norte (Sonora, Coxim, Rio Verde e Rio Negro)), Oeste (Aquidauana, Miranda e Corumbá) e Sul (Porto Murtinho), com conexão a Bodoquena, Bonito e Jardim, principais destinos de ecoturismo. Esse corredor de produção pecuária e ecologia será concretizada no segundo mandado de Reinaldo Azambuja.

“O nosso governo cumpre seu papel de garantir o desenvolvimento do agronegócio e do turismo ao implantar novas alternativas logísticas, propiciando melhor acesso para facilitar o transporte de riquezas e de pessoas, principalmente em regiões isoladas, como o Pantanal”, afirmou o governador. “Estamos viabilizando um corredor rodoviário em potencial e, com isso, também gerando emprego e renda com o desenvolvimento local”, pontuou.

Integrando os pantanais

Com recursos do Fundersul (Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário), o Estado executou várias frentes de obras entre Bonito, Bodoquena, Porto Murtinho e Miranda e hoje executa o trecho de maior desafio dentro da planície pantaneira, a ligação de Corumbá com Rio Negro, Rio Verde e Coxim, região conhecida por Nhecolândia. Não são longas distâncias, contudo não havia estrada implantada e o caminho é arenoso, instransponível na cheia.

Além do cascalhamento de 40 km da MS-228, a partir da Curva do Leque (entroncamento com a MS-184, trecho da Estrada-Parque, em Corumbá), a Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos), executa outros 19 km da mesma rodovia entre a Vazante do Castelo e a Fazenda Conceição, entre Aquidauana e Rio Verde. Também foram implantados com aterro 34 km da MS-423, descendo a Serra da Alegria (Rio Verde) até a Fazenda Morrinho (Corumbá).

Os investimentos ultrapassam R$ 40 milhões e está projetada também a implantação da MS-214, interligando os pantanais do Paiaguás e Nhecolândia, a partir de Coxim, na confluência da ponte de concreto sobre o Rio Taquari. Numa segunda etapa, será implantada a estrada que liga a ponte a Serra da Alegria, completando uma logística por terra que o pantaneiro jamais imaginou em mais de 200 anos de ocupação do bioma pelo homem e o gado.

Sonho de pantaneiro

“Vamos passar por um ciclo transformador, o acesso por estradas é tudo para o pantaneiro”, comemorou o pecuarista Ulisses Serra Neto, o Noninho, que tem propriedade no centro do Pantanal. Para o presidente do Sindicato Rural de Corumbá, Luciano Leite, as estradas vão valorizar o gado e facilitar a saída desses animais na cheia, reduzindo custos de transporte. “A Nhecolândia é a maior produtora de boi gordo, abastecendo 40% do nosso mercado”, disse.

O dirigente ruralista destacou a determinação do governador Reinaldo Azambuja em integrar o Pantanal, observando que os benefícios com o fácil acesso serão econômicos e sociais. “Nenhum outro governo, desde o (Pedro) Pedrossian, investiu no Pantanal como o Reinaldo Azambuja”, citou. “Vai fortalecer a pecuária, com a valorização do boi, e também dará um salto no turismo, com o surgimento de pousadas onde era impossível chegar de carro.”

Com estrutura de leilão ao lado da MS-228, onde o governo já concluiu a implantação do aterro nos 40 km entre a Curva do Leque e a Fazenda Alegria, o pecuarista Carlos Guaritá afirmou que o pantaneiro deve gratidão ao governador Reinaldo Azambuja. “Isso que está acontecendo é um sonho, hoje você anda de camionete onde só passava trator”, proclamou. “Tenho certeza que no segundo mandato o Reinaldo concluirá essa ligação de ponta a ponta.”

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
SES lança serviço de consulta a resultados de exames da Covid-19 no próprio site
GERAL
Deputada visita Hemonúcleo de Corumbá e constata caos
GERAL
Salão de Beleza em Ladário pega fogo
COVID-19
Corumbá destaca-se em número de altas a pacientes com Covid
GERAL
Cassems realiza Assembleia Geral Ordinária para prestação de contas no dia 22
GERAL
UFGD e Prefeitura de Ladário querem ampliar projetos na Base Baía Nega
ACESSIBILIDADE
Projeto de Lei obriga símbolo do TEA em placas de atendimento prioritário
GERAL
Prazo para preenchimento do PGDI começa nesta quinta-feira
DIREITOS HUMANOS
Agressões contra crianças aumentaram na pandemia, diz especialista
GERAL
Projeto de Lei prevê publicação de lista de espera de procedimentos médicos na internet

Mais Lidas

COVID-19
Corumbá destaca-se em número de altas a pacientes com Covid
GERAL
Salão de Beleza em Ladário pega fogo
OPERAÇÃO
Polícia Federal investiga fraude em Concurso Público
GERAL
Deputada visita Hemonúcleo de Corumbá e constata caos