Menu
quarta, 16 de junho de 2021
Andorinha - Maio
Andorinha - Maio
Geral

Funtrab realiza visita técnica no RS e SC para acompanhar trabalho dos indígenas de MS

19 fevereiro 2021 - 07h39Portal do Governo de MS

Com intuito de verificar se os acordos pactuados com as empresas na contratação de mão de obra indígena foi cumprido. Nesta semana a Fundação do Trabalho de MS (Funtrab) encaminhou a servidora e coordenadora da Comissão Estadual para Erradicação do Trabalho Escravo (Coetrae/MS) Rosália Ferreira da Silva, em visita técnica às plantações de maçãs em Santa Catarina e Rio Grande do Sul.  

São nove empresas contratantes, e até no início desse mês foram encaminhados por meio da Funtrab 4 mil indígenas para colheita de maçãs, oriundos dos municípios de Dourados, Miranda, Ponta Porã, Aquidauna, Iguatemi e Amambai. 

A Funtrab, em conjunto com a Coetrae/MS, acompanha cada passo da ida dos indígenas para o Sul do país, com a sondagem dos trabalhadores, o cadastro nas aldeias, a intermediação, o embarque e contratação, e no retorno também fará o acompanhamento.

“Acompanhamos de perto todo o processo de intermediação de mão de obra indígena, para verificar que as empresas cumpram os acordos pactuados em conjunto com Ministério Público do Trabalho (MPT) ”, reforça Marcos Derzi, diretor-presidente da Funtrab.

Acordos 

No dia 25 de novembro de 2020 a Funtrab sediou a reunião com os empresários, Coetrae/MS e o MPT, da qual pactuaram os compromissos pontuados na ata da reunião. 

As empresas são responsáveis por realizarem o recrutamento diferenciado, triagem para saber se há algum trabalhador com suspeita de Covid-19, transporte adequado, alojamento, refeitório e área de convivência readaptado, uso de máscara, álcool em gel, aferição de temperatura, distanciamento de 1,10 cm, controle na entrada das fazendas, e em casos suspeitos, haverá testagem e acompanhamento, se positivo, terá tratamento e isolamento com monitoria. 

Além dos protocolos de biossegurança, toda contratação é realizada com segurança jurídica no regime da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho). As empresas pagam o salário-base, mas o rendimento bruto pode variar de acordo com outras vantagens oferecidas, como gratificação por produtividade, ou seja, poderá chegar à casa dos R$ 3 mil. Os indígenas contratados recebem ainda o transporte (ida e retorno), alimentação, alojamento e cesta básica. 

Embarque  

Em janeiro de 2021 a Funtrab acompanhou o embarque dos primeiros trabalhadores indígenas para colheita de maçãs, das etnias guarani-kaiowá e terena, das aldeias Amambai e Limão Verde, do município de Amambai, e das aldeias de Aquidauana e Miranda. 

Safra 2021 

A colheita da maçã safra/2021 ocorre de janeiro a maio deste ano, com as colheitas durando em média 120 dias, por isso as vagas são temporárias. Os indígenas irão colher, selecionar e encaixotar as maçãs.

A Funtrab realiza essa ação desde 2015, por meio de uma parceria entre Governo do Estado, Ministério Público do Trabalho (MPT), Comissão Permanente de Investigação e Fiscalização das Condições de Trabalho e Coletivo dos Trabalhadores Indígenas. Na safra de 2019/20 foram contratados 5.163 trabalhadores indígenas das etnias guarani-kaiowá e terena do Estado. 

Os indígenas de MS trabalham na colheita, seleção e encaixotamento das maçãs Foto: Divulgação

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Corumbá leva vacina contra a Covid-19 para a região do Taquari
POLICIAL
PMA apreende 1.289 kg de droga com adolescente paraguaio
TURISMO
Turismo de MS participa de webinar nesta quarta-feira e se aproxima do mercado irlandês
PROTESTO
Ciclistas fazem protesto após morte de empresária na Rio Branco
ECONOMIA
Trabalhadores nascidos em novembro podem sacar auxílio emergencial
SAÚDE
Anvisa autoriza importação excepcional da vacina Sputnik V
CIDADE
Na busca pelo equilíbrio e razoabilidade, Prefeitura autoriza funcionamento do comércio
CORONAVÍRUS
Com 25 mil casos em 15 dias, junho pode bater recorde de infectados por covid em MS
GERAL
Homem sofre queda de telhado e fica ferido
GERAL
Homem é esfaqueado pelo filho no Sassida

Mais Lidas

GERAL
Donos de pizzaria em Corumbá investem em dark kitchen do Divino Fogão
GERAL
BR 262: Sem acostamento caminhão tomba saindo da estrada
LUTO
Professor de tênis Orlando Papa morre vítima da Covid-19
EDUCAÇÃO
Segue aberto período de inscrições para cursos do Pronatec/MS