Menu
segunda, 25 de outubro de 2021
Andorinha - Setembro e Outubro
Andorinha - Outubro e Novembro - MOBILE
Geral

Fronteira: Com protesto e revolta latrocidas de taxistas são devolvidos ao Brasil

21 março 2016 - 23h00Sylma Lima
Acaba de chegar em Corumbá o casal acusado de assassinar o taxista Claudiney Guerreiro, no dia 09 de março. A dupla foi presa por policiais da Direção de Investigação e Prevenção ao Roubo de Veículos (Diprove), da Bolívia, que também recuperou o taxi roubado , durante o assalto, que culminou com o assassinato do trabalhador de 64 anos de idade. O impasse na extradição da dupla ocorreu desde o início da manhã desta segunda-feira,21 de Março, porque os taxistas sabendo que o autor do crime, Edgar de Arruda e a mulher Ingrid Silva, passariam pela Fronteira, fizeram uma manifestação nas proximidades do Posto Esdras, fechando a rodovia. Temendo linchamento a dupla ficou retida da Diprove até o final desta tarde, e após muita negociação entre as polícias eles foram entregues, na ponte da Amizade, divisa entre os dois países, ao Coronel PM Evaldo  Mazuy que fez a escolta até a Delegacia de Polícia Civil de Corumbá. Uma multidão se formou na Fronteira porque o crime teve grande repercussão e a polícia estava trabalhando incansavelmente para elucidar o caso.Como se trata de réu primário, o delegado regional de Corumbá, Gustavo Bueno, pediu a prisão preventiva dos envolvidos, pelos requintes de crueldade em que se deu o crime. Claudiney foi assassinado a golpes de faca , durante uma falsa corrida e teve o corpo abandonado enquanto o casal fugia para a Bolívia. Familiares da vítima acompanharam todo o caso e a revolta dos bolivianos que também gritaram: “ assassinos” enquanto a dupla era devolvida. O carro já havia sido vendido por U$ 2 mil no país vizinho.O comandante Mazuy é  responsável pelo policiamento de 19 cidades na  fronteira Oeste. Policiais Militares do Brasil, juntamente com a Policia Civil, Policia Federal e Policia Rodoviária Estadual estiveram envolvidas na negociação dos tramites legais para devolução dos criminosos nesta tarde. O casal foi preso junto om o carro no sábado, 19. As placas do carro foram trocadas e substituídas por placas da cidade de Roboré, distante 280 km de Corumbá. Segundo informações apuradas pelo site Capital do Pantanal , a mulher Ingrid Silva,teria participação no assassinato de Guerreiro. O banco do carro ainda apresentava manchas de sangue do crime que chocou a cidade. Logo, pela manhã deste domingo, as fotos da prisão do casal e apreensão do carro foram divulgadas em rede social.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Flagrante
Dois turistas são multados em R$ 1,8 mil por pesca predatória no rio Miranda
Alerta
Últimos dias para inscrições em editais da Funarte
Imunização
Quem pode se vacinar contra Covid neste fim de semana
1 hora a menos
Agepan defende o retorno do horário de verão para economia de energia em MS
74 vagas
Concurso público da Sanesul recebe inscrições até 11 de novembro
Boletim Epidemiológico
MS volta a registrar mortes por Covid-19
Orientação
O que fazer para prevenir problemas durante e após temporais
CNH MS Social
Programa de habilitação gratuita já tramita na Assembleia Legislativa
Tempo
Chuva ganha força a partir deste sábado e pode trazer nova tempestade para MS
Precaução
Tradicional Procissão Fluvial é cancelada devido previsão de mal tempo

Mais Lidas

Causa não definida
Motorista de ônibus fretado com 42 passageiros perde o controle e colide na mureta da ponte
Dom Bosco
Homem baleado pede socorro em escola, mas não resiste e morre
Desdobramento
Embarcação que naufragou e fez sete vítimas no rio Paraguai não era de transporte turístico
Boletim Epidemiológico
MS volta a registrar mortes por Covid-19