Menu
quinta, 04 de março de 2021
Governo do Estado - Campanha de Março
Geral

Fosfoetanolamina falha em novos testes com tumores em roedores

01 junho 2016 - 05h02G1
Substância não inibiu tumores de crescimento rápido em roedores  e estudos não permitem descartar possível efeito em humanos, diz autor.   O Ministério da Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) publicou em seu site sobre a fosfoetanolamina dois novos estudos feitos pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará que concluíram que o composto que ficou conhecido como "pílula do câncer" não teve efeito inibidor sobre dois tipos de tumores em roedores. Nas pesquisas conduzidas pelo professor Manoel Odorico de Moraes Filho, dois grupos de animais, um de ratos e outro de camundongos, foram inoculados com tumores de rápida proliferação --carcinossarcoma 256 de Walker e sarcoma 180, respectivamente. Em seguida, parte dos animais recebeu doses de fosfoetanolamina durante 10 dias. Em ambos os casos, comparando-se a evolução das cobaias que receberam o suposto remédio e os que não o receberam, chegou-se à conclusão de que a substância não teve efeito inibidor dos tumores. Para o professor Odorico, os trabalhos criam uma perspectiva negativa para que a fosfoetanolamina tenha efeito para tumores de crescimento rápido, embora não sirvam para descartar a possibilidade de que funcione em seres humanos. "Não podemos inferir que dê os mesmo resultados em seres humanos. Só podemos dizer que não funciona em gente quando fizermos testes em seres humanos", explicou. Ele ressaltou que os dois estudos, antes de serem divulgados pelo ministério, foram revisados por especialistas de algumas das principais instituições de câncer no país, como o Instituto Nacional de Câncer, Hospital de Barretos, Icesp, USP e Unicamp. O Ministério adotou essa prática por causa da grande quantidade de leigos que passaram a questionar as metodologias das pesquisas feitas para avaliar a efetividade da fosfoetanolamina. "Todo mundo quer que dê resultados positivos, mas eles não são muito alentadores", observou Odorico. Testes anteriores divulgados pelo MCTI também não foram positivos. Os primeiros estudos em humanos com a fosfoetanolamina devem começar em agosto, estima o professor da UFC.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GERAL
Riedel aponta relevância do "Ilumina Pantanal"
BOLETIM COVID
Com mais 24 óbitos, MS contabiliza 3.374 mortes por Coronavírus
ABANDONO
Ladário sofre com descaso e abandono das autoridades municipais
CORONAVÍRUS
Saúde confirma primeiro caso da nova variante do coronavírus em MS
LUTO
Jornalista Jucyllene Castilho morre aos 35 anos em Campo Grande
SAÚDE
Idosos de 77 anos já podem se vacinar contra a Covid-19
SAÚDE
Anvisa diz que vacinas usadas no Brasil são seguras
POLÍTICA
André e Rose lideram 1ª pesquisa para o Governo em eleição 2022
COVID-19
Vereador propõe penalidades para quem não cumprir a ordem de vacinação dos grupos prioritários
CONCURSO PÚBLICO
Técnicos de Enfermagem são convocados em processos seletivos da Funsau

Mais Lidas

GERAL
PMA realiza trabalhos de orientação sobre minhocas em casas de iscas no MS
ABANDONO
Ladário sofre com descaso e abandono das autoridades municipais
INFRAÇÃO ADMINISTRATIVA
PMA autua morador de Corumbá por transporte ilegal de pescado
GERAL
Reinaldo Azambuja autoriza concurso público com 250 vagas para Polícia Civil