Menu
sábado, 16 de outubro de 2021
Andorinha - Setembro e Outubro
Andorinha - Outubro e Novembro - MOBILE
Geral

Focos de incêndio caem 83% em uma semana após ação integrada no Pantanal

15 agosto 2020 - 10h35Nyelder Rodrigues do Correio do Estado

Comandada pela Marinha e contando com auxílio do Governo do Estado, em especial do Corpo de Bombeiros, a Operação Pantanal II conseguiu reduzir nesta semana, entre os dias 7 e 13 de agosto, em 83% o número de focos de incêndio na região do Pantanal Sul-mato-grossense. O número caiu de 301 registros para 50 nesse período.

A divulgação dos dados foi feita em live do Governo nesta sexta-feira (14). As ações no Pantanal são feitas por equipes dos Bombeiros, brigadistas do Prevfogo, entidade ligada ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Defesa Civil, Polícia Militar Ambiental e militares da Marinha e Exército.  

A coordenação estadual da operação ficou sob tutela da Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar). "Sem todo esse esforço conjunto, a situação seria inimaginável", frisa o chefe da pasta, Jaime Verruck.

"Tivemos uma redução expressiva no número de focos de incêndio no Pantanal, mas temos ainda os impactos na biodiversidade pantaneira, os prejuízos à fauna, à flora e à atividade econômica da região. Os combates continuam enquanto houver focos de incêndio no Pantanal", diz Jaime.

Já segundo o tenente-coronel Moreira, do Corpo de Bombeiros, os focos atualmente se concentram em três áreas. Uma delas é o Sesc Pantanal, no Mato Grosso, e a outras duas em Mato Grosso do Sul, no município de Corumbá e na Terra Indígena Kadweus.  

"Nossa estimativa é de que, em Mato Grosso do Sul, cerca de 910 mil hectares do Pantanal foram queimados entre janeiro e agosto deste ano. Somados a cerca de 640 mil hectares no Mato Grosso, são 1,55 milhão de hectares de vegetação atingida pelo fogo no Bioma Pantanal em 2020", informa o tenente-coronel.  

Condições favoráveis

De acordo com a coordenadora do Centro Estadual de Monitoramento do Tempo (Cemtec), Franciane Rodrigues, informou que a partir do próximo domingo (17) haverá condições favoráveis para o registro de chuva na região pantaneira, sul, sudoeste e central de Mato Grosso do Sul. O mesmo deve ocorrer na segunda-feira (18) e terça-feira (19), praticamente nas mesmas áreas.  

"Vamos iniciar a semana alguns dias de boas condições de chuva na região atingida pelas queimadas. De 22 a 30 de agosto, no entanto, não há indicações de chuva na região, mas a partir do dia 22, a temperaura deve cair em todas as regiões, com a chegada de uma frente fria ao Estado", explica Franciane.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Atualizações
Dois dos corpos encontrados no rio Paraguai são identificados
Inédito
Tempestade de areia: Energisa recebeu 4 mil chamados em Campo Grande
Dia Mundial da Alimentação
Em MS, 69% da população está com excesso de peso e 36% com obesidade
Ensino Superior
UEMS investe mais de R$ 13 milhões em bolsas e auxílios para estudantes
Transporte
Expresso Queiroz tem autorização suspensa por incapacidade de atender passageiro
Defesa Civil
Tempestade de poeira e vendaval causaram estragos em pelo menos sete nos municípios
Cidade em alerta
Ventos de 64 km/h destelharam 20 casas em Corumbá
Previsão Meteorológica
Tempo continua fechado com chance de mais chuva para grande parte do Estado
Tragédia
Naufrágio no Rio Paraguai fez sete vítimas; cinco corpos foram encontrados até o momento
Dia do Professor
Façanha destaca papel do professor no período pós-pandemia

Mais Lidas

Monitoramento
Defesa Civil alerta para chance de novos temporais
Estudo em andamento
Plano de transporte intermunicipal de MS vai passar por mudanças em 2022
Corumbá
Dupla é presa com 20 quilos de maconha
Reforço
Saúde de Corumbá e Ladário recebem mais de 500 equipamentos doados pela Vale