Menu
segunda, 18 de janeiro de 2021
Andorinha - campanha dezembro
Andorinha - Dezembro
Geral

Fiems e MSGás alinham parceria para projeto de fornecimento de energia às indústrias

03 agosto 2018 - 09h31Kamilla Marques

O presidente da Fiems, Sérgio Longen, e o presidente da MSGás (Companhia de Gás Natural de Mato Grosso do Sul), Rudel Espíndola Trindade Júnior, alinharam, durante reunião realizada no Edifício Casa da Indústria, em Campo Grande (MS), a possibilidade de parceria para projeto de fornecimento de energia para as indústrias do Estado. O encontro contou ainda com a participação do presidente do CDTI (Conselho Temático Permanente de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação) da Fiems, Luiz Cláudio Sabedotti Fornari, do diretor-regional do Senai, Rodolpho Caesar Mangialardo, e do diretor-corporativo da Fiems, Cláudio Alves.

Segundo Sérgio Longen, é necessário avaliar o mercado para garantir mais competitividade às empresas que têm a necessidade de avançar com relação a novas formas de obtenção de energia. “Gás natural é algo que temos em Mato Grosso do Sul e precisamos dar a competitividade necessária a esse produto. Entendemos que utilizar o gás natural como fonte geradora de energia é uma demanda importante e a nossa intenção é criar um sistema híbrido utilizando energia eólica, fotovoltaica e geradores movidos a gás natural”, afirmou.

Rudel Trindade destacou que o encontro tratou de projetos importantes desenvolvidos pela Fiems com relação a novos modelos de comercialização de energia, como a fotovoltaica e a eólica, e o gás natural ocupa parte importante nesse segmento. “O gás entra como um ponto de estabilidade para essa geração. Ampliamos nossa discussão para outros pontos, como a troca de geradores movidos a óleo diesel por geradores a gás natural, gerando uma economia e energia a ser comercializada. Além disso, ficamos de trabalhar uma tarifa de gás mais competitiva”, considerou.

Na avaliação de Luiz Cláudio Sabedotti Fornari, atualmente há uma necessidade de se investir em novas fontes de energia. “Hoje existe uma preocupação muito grande com a possibilidade de falta de energia no País e essa reunião discutiu a criação de um projeto consistente e viável de produção e comercialização de energia. Vemos que a alternativa mais viável quando se produz energia é um sistema híbrido, quando uma fonte completa outra. A energia fotovoltaica só é produzida quando existe sol e a eólica só quando há vento, então é preciso completar esse espaço em que não é produzida energia e, sem dúvida, a opção mais limpa, mais rápida e mais eficiente do ponto de vista técnico é o gás natural”, ressaltou.

Já Rodolpho Caesar Mangialardo explicou que a Fiems tem um projeto de fornecimento de energia com menores custos para as indústrias do Estado. “Uma dessas energias pode ser oriunda do gás natural e, por isso, essa reunião com a MSGás, que se comprometeu a buscar alternativas para redução do preço. Também discutimos a oportunidade de utilizar geradores movidos a gás natural, que tem menor custo e maior eficiência”, disse.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GERAL
PF de MS recebe 23 viaturas e recebe 29 novos policiais federais
GERAL
Concursos da PM e CBM possuem novos cronogramas de atividades
COVID-19
MS registra quase 151 mil casos confirmados de coronavírus e 2,7 mil óbitos pela doença
VACINA COVID-19
Vacinas chegam em MS nesta segunda e campanha deve ter início às 16 horas
POLICIAL
Policiais detém dois homens após briga no bairro Aeroporto
EDUCAÇÃO
REME abre Pré-Matrícula Digital para alunos novos; veja calendário
ECONOMIA
Auxílio emergencial: Caixa libera saque para nascidos em agosto
GERAL
Bombeiros atendem solicitação de suposto desaparecimentos de pessoas em fazenda
GERAL
Bombeiros resgatam vaca que caiu em poço artesiano de 8 metros no Assentamento Taquaral
COLISÃO
Batida de carro e moto no Popular Nova deixa motociclista com ferimento graves

Mais Lidas

ENEM
Confira as medidas de segurança durante a prova do Enem