Menu
domingo, 28 de fevereiro de 2021
Andorinha Fevereiro
Andorinha Fevereiro
Geral

Famílias cumprem determinação judicial e deixam área invadida em Ladário

20 maio 2016 - 08h39Gesiane Medeiros
A determinação judicial para que cerca de 30 pessoas que invadiram área de 130 mil m² de propriedade da Prefeitura de Ladário, deixassem o local, foi cumprida ontem (19), em uma ação pacífica acompanhada pela Polícia Militar e órgãos públicos do município. As famílias, que estavam no local há cerca de um mês, já haviam iniciado construções de madeira na localidade. Segundo o prefeito José Antonio Assad e Faria, o local será utilizado para projetos habitacionais, que já estão em estado de planejamento, e devem ser executados em parceria com os governos Estadual e Federal, cumprindo todas as necessidades básicas para uma moradia com cidadania. Entre as pessoas que ocupavam a área, 17 foram qualificadas como invasores, porém a ação realizada em conjunto com Polícia Militar, Guarda Municipal, Assistência Social, Infraestrutura e Serviços Públicos, Tributos e o Conselho Tutelar, ocorreu dentro da normalidade sem qualquer revolta por parte dos ocupantes. Eles retiraram seus pertences e desfizeram as construções com cuidado e sem protestos violentos.  

Entenda o Caso

A Prefeitura de Ladário está novamente combatendo uma invasão ilegal de terras, desta vez, no bairro Almirante Tamandaré, centenas de pessoas invadiram área de 168 mil metros quadrados, de propriedade do município, desde o último dia 20 de abril. Os invasores trabalham, demarcando “lotes” com estacas improvisadas, e cercaram a área com arame farpado; fizeram queimada no matagal, estão roçando e derrubando árvores. As evidências mostram se tratar de um movimento organizado, que apesar de não ser possível identificar as lideranças, observa-se movimento de grande número de carros novos pelo local, estacionados nas proximidades. A área invadida é extensa, e tem como limites as ruas Riachuelo, Frei Liberato, Saldanha da Gama, e Mestre Leandro Alves. Os invasores Pessoas como o aposentado Dionízio Mendonça, que mora em frente ao local da invasão, afirmou que todos estavam ali buscando moradia e que ele mesmo, que já tem sua casa própria, estava pegando mais três lotes para seus filhos e filhas. Perguntado sobre a origem das pessoas que ali estavam, outro invasor, Luiz Tiago dos Santos, disse ter vindo da ocupação em Corumbá que sofreu reintegração de posse, por ordem judicial,  a poucos dias. “Nós estávamos lá em umas 500 famílias. Com a ordem que nos desalojou, mais de 70% do pessoal correu pra cá e está ai no meio do mato”, garantiu. Pessoas que não quiseram se identificar, por medo de represálias, garantem que a maior parte dos invasores não é de Ladário, mas sim de outras cidades.    Informações cedidas pela Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Ladário

Deixe seu Comentário

Leia Também

PGE
Vídeo sobre planejamento financeiro está disponível no canal da PGE/MS
SAÚDE
Fiocruz espera ter 'protagonismo' na vacinação em abril com 30 milhões de doses
NOTA MS PREMIADA
Chance de ganhar no Nota MS Premiada é 28 vezes maior do que na Mega-Sena
TRÂNSITO
Capotamento na BR-163 mata adolescente e deixa motorista em estado grave
EDUCAÇÃO
IFMS oferece vagas para portadores de diploma e transferências no Campus Corumbá
SAÚDE
Brasil tem recorde de mortes por covid-19 pelo terceiro dia seguido
ECONOMIA
Acumulada, Mega-Sena sorteia hoje R$ 50 milhões
ECONOMIA
Banco do Brasil ajuda estados e municípios a cobrar impostos via Pix
TURISMO
Fornatur e ABEAR se reúnem para alinhar acordos com empresas aéreas durante pandemia
GERAL
Agesul conclui manutenção de muitas estradas após período de chuvas

Mais Lidas

EDUCAÇÃO
IFMS oferece vagas para portadores de diploma e transferências no Campus Corumbá
TRÂNSITO
Capotamento na BR-163 mata adolescente e deixa motorista em estado grave
GERAL
Complexo hospitalar de Corumbá está com 85% de sua estrutura pronta
PESCA
PMA lança e disponibiliza Cartilha do Pescador 2021 com todas regras de pesca