Menu
quinta, 23 de maio de 2024
Andorinha - Novos ônibus - agosto 2023
Andorinha - Novos Ônibus - Agosto 2023
Geral

Exportação estadual de industrializados fecha ano de 2015 com queda de 21,9%

20 janeiro 2016 - 11h39Assessoria
A receita com as exportações de produtos industrializados de Mato Grosso do Sul fechou 2015 com queda de 21,9% em relação ao ano de 2014, diminuindo de US$ 3,68 bilhões para US$ 2,87 bilhões, conforme levantamento do Radar Industrial da Fiems. Em relação ao volume, no mesmo período, a redução foi de 20%, saindo de 11.615.600 toneladas para 9.288.241 toneladas, sendo que no ano passado os produtos industrializados representaram 61% de tudo que foi exportado pelo Estado, enquanto em 2014 esse percentual chegou a 70%. Segundo o coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems, Ezequiel Resende, em 2015, as maiores reduções ocorreram nos grupos “Extrativo Mineral”, “Complexo Frigorífico”, “Couros e Peles”, “Óleos Vegetais”, “Papel e Celulose” e “Açúcar e Etanol”, que proporcionaram, no comparativo com o ano anterior, uma redução superior a US$ 810 milhões. “Em dezembro, a venda externa de produtos industriais totalizou US$ 266,8 milhões, queda nominal de 6,4% em relação ao mesmo mês de 2014, quando o valor foi de US$ 285,0 milhões. Quanto ao volume, no mês, a queda foi de 9,4%”, detalhou.   Desempenho Em 2015, a receita de exportação do grupo “Papel e Celulose” totalizou US$ 1,07 bilhão, indicando queda de 1,8% em relação a 2014, quando as vendas foram de US$ 1,09 bilhão. O resultado verificado teve como principal influência a diminuição das aquisições em importantes mercados compradores da celulose sul-mato-grossense, com destaque para a Holanda, Vietnã, Estados Unidos, França, Emirados Árabes Unidos e Coreia do Sul, que, somados, compraram US$ 80 milhões a menos, quando comparado com o ano passado. No “Complexo Frigorífico”, a receita de exportação em 2015 alcançou o equivalente a US$ 876,5 milhões, apontando queda de 27,1% sobre o ano anterior, quando o total ficou em US$ 1,2 bilhão. A redução observada se deu, principalmente, por conta da forte diminuição das compras em importantes mercados para as carnes de Mato Grosso do Sul, com maior peso para a Rússia, que sozinha foi responsável por uma redução superior a US$ 251 milhões, enquanto na sequência, na mesma condição, aparecem Hong Kong, Japão e Arábia Saudita, totalizando US$ 100,5 milhões.   Outros grupos Em 2015, no grupo “Açúcar e Etanol”, a receita de exportação fechou o ano em US$ 348,9 milhões, queda nominal de 1,7% sobre o ano anterior, quando as vendas foram de US$ 355,1 milhões. O resultado foi influenciado, principalmente, pela diminuição das compras realizadas pela Malásia, Geórgia, Iêmen, Reino Unido, Uruguai, Emirados Árabes Unidos, Egito e Israel, que, somados, reduziram em quase 177 mil toneladas o volume do açúcar comprado de Mato Grosso do Sul, enquanto, em valores, a queda foi superior a US$ 79 milhões. Outro fator com bastante peso no desempenho apresentado foi a redução de 16,5% no preço médio da tonelada do produto. Já o grupo “Óleos Vegetais” fechou o ano de 2015 com receita equivalente a US$ 176,9 milhões, apontando queda de 23,7% sobre o ano de 2014, quando as vendas alcançaram US$ 231,6 milhões. O desempenho foi fortemente influenciado pela queda de 60% nas compras realizadas pela Holanda, Tailândia, França, Reino Unido e Coreia do Sul, sendo que os cinco países estavam entre os seis principais destinos das vendas de Mato Grosso do Sul em 2014, com participação equivalente a 77%, sendo que em valores a soma das aquisições desses países alcançava US$ 178 milhões.   Minério e couros Quanto ao grupo “Extrativo Mineral”, a receita de exportação em 2015 alcançou o equivalente a US$ 183,8 milhões, indicando recuo de 64,7% sobre o ano de 2014, quando as vendas foram de US$ 520,6 milhões. Resultado fortemente influenciado pela queda de 52% no preço médio da tonelada do minério de ferro, bem como pela redução de 38% no volume comercializado do produto. Em valores, o preço médio da tonelada caiu de US$ 69,00 em 2014 para US$ 33,00 em 2015. Já em relação ao volume, o total vendido em 2015, alcançou o equivalente a 4,18 milhões de toneladas, contra 6,79 milhões de toneladas no ano passado. Por fim, os minérios exportados por Mato Grosso do Sul tiveram a Argentina como principal destino com 97,3% do total ou US$ 178,8 milhões. No grupo “Couros e peles”, a receita de exportação em 2015 alcançou US$ 121,9 milhões, mostrando queda de 35,4% sobre o ano anterior, quando as vendas foram de US$ 188,7 milhões. O resultado foi influenciado, basicamente, pela redução das compras efetuadas pela China, Hong Kong, Tailândia, Itália e Vietnã que, somados, proporcionaram receita inferior em US$ 53,6 milhões. Quanto ao volume, foram vendidas 7,4 mil toneladas a menos para esses países, indicando uma redução de 18,1%. Somado a isso, no mesmo período, também houve a diminuição de 19% do preço médio da tonelada do couro exportado por Mato Grosso do Sul.        

Deixe seu Comentário

Leia Também

Tráfico de Drogas
Boliviana presa com pasta base diz ter recebido a droga do marido
Disque-Denúncia
Gaeco disponibiliza telefone para receber denúncias da operação "Cartão Vermelho"
Ônibus para Capital
Menor é apreendida transportando pacotes de Skunk presos ao corpo
Boletim Epidemiológico
MS registra 9.155 casos confirmados de dengue
Reconhecimento
Investigadora da Civil de Corumbá é homenageada pelo combate à crueldade contra animais
Vigilância Sanitária
Governo cria "MS Vacina Pet" e destina R$ 1,9 milhão contra a raiva
Em Dourados
PF mira em quadrilha de MS que transportava drogas em tanques de combustível
Sob Alerta
Inmet divulga alerta de perigo para o sul do país
Nova Data
Concurso Unificado será em 18 de agosto, confirma Ministério da Gestão
Variedades
Tipos de apostas no futebol

Mais Lidas

Tráfico de Drogas
Mochila abandonada em ônibus é apreendida com 8,7 kg de Skunk
Oportunidade
IHP abre vagas para jovens aprendizes com idades entre 16 e 20 anos
Na madrugada
Homem é preso vendendo droga em beco do bairro Borrowski
Fiscalização
Ação conjunta apreende 4 toneladas de mercadorias em Corumbá