Menu
quarta, 27 de outubro de 2021
Cassems - Melhores e Maiores - Edição 2021
Andorinha - Outubro e Novembro - MOBILE
Geral

Estado ganha liminar de reintegração de posse no bairro Maria Leite

01 abril 2016 - 13h04Sylma Lima

A juíza Luiza Vieira Sá de Figueiredo concedeu liminar favorável a reintegração de posse proposta pelo Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, contra cerca de 500 pessoas que invadiram um terreno de aproximadamente 60 hc , no bairro Maria Leite, às margens da BR 262, há dois meses. A ação foi protocolada pelo procurador do Estado Jose Luiz Amorim, na última sexta-feira, 25 de Março, e deferida na tarde desta quarta-feira, 30.

Segundo Amorim, “já estão mobilizando as forças policiais para fazer a evacuação da área” . Ele acredita que os “sem tetos” não vão protelar, mas caso haja resistência, " a justiça vai ter que ser cumprida rigorosamente” . A juíza concedeu ao réu Geraldo Pereira de Oliveira o prazo de 15 dias para defesa.

Há dois meses um homem conhecido por Seo Geraldo,  e uma mulher invadiram a área e começaram a lotear por R$ 20,00 os terrenos. A situação ganhou cunho policial uma vez que a dupla começou a brigar pelo dinheiro arrecadado, cerca de R$ 20 mil. Caso os oficiais de justiça não atendam ao pedido de reintegração de posse ainda hoje, segundo o procurador, “não passa de amanhã” . A área pertence somente ao governo do Estado e não ao grupo Chamma como haviam anunciado.

Entenda o caso

Uma ambulante, que se diz liderança de sem  terra, invadiu uma área do Governo do Estado e  vendeu 500 lotes de 10×20 a famílias carentes. A invasão começou há dois meses  e até então quem estava a afrente do “ negocio” era um homem conhecido como Seo Geraldo. Ocorre que eles faturaram juntos R$ 10 mil e agora brigam pelo valor arrecadado. Quanto a legitimidade da ação soa como eleitoreira, porque, a equipe de reportagem do Capital do Pantanal esteve na área, que fica na frente do Conjunto Padre Ernesto Sassida, na entrada de Corumbá, BR 262, e ouviu a ambulante conhecida como Maria Cristina Barbosa de Jesus, que responsabilizou o Estado (dono das terras) e cobrou apoio da prefeitura para a ação, “ o prefeito tem que nos ajudar, porque na hora de pedir votos ele sabe” , disse a mulher deixando evidente que se trata de uma invasão criminosa e orquestrada com o objetivo te atingir o chefe do executivo municipal, uma vez que as terras não pertencem ao município. Maria Cristina invadiu as terras e estava vendendo o lote a R$ 20,00 para pessoas que se dizem carentes, “ estou aqui desde as seis da manhã, abrindo o mato com foice para assentar estas famílias. Aqui tem mulheres gravidas e famílias que não tem onde morar, mas, toda hora para um carrão na estrada querendo comprar terras. Eles afirmam que é para os empregados, mas quem disse que rico se preocupa com pobre” , disse a mulher afirmando que não vai deixar a área e estão prontos para a briga. A mulher disse que foi até a prefeitura procurar saber a quem pertencia a área,” é terra abandonada. Nossa briga vai ser com o governador Reinaldo Azambuja e o prefeito, porque queremos apoio na nossa luta” . Quanto ao dinheiro arrecadado ela diz que é para, “ se alimentar e comprar material para abria a mata fechada” , mas já virou boletim de ocorrências, porque, agora a briga é entre ela e Seo Geraldo que quer parte do dinheiro.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Formalização
Corumbá lança campanha de incentivo ao cadastro de profissionais do setor de turismo
Apelo Popular
MPT-MS vai investigar assédio moral de gerente que humilha funcionário em Carrefour da Capital
Justiça
Após 18 horas, 7 membros do PCC são condenados a 105 anos por decapitar jovem em Campo Grande
Operação Hot Point
Idoso é preso e multado em R$ 2 mil por pesca proibida no Rio Formoso
Qualificação
Senac Corumbá abre inscrições para cursos nas áreas da informática, saúde e beleza
Acidente
Motociclista sofre ferimentos em colisão com carro no bairro Aeroporto
Fronteira
Câmara busca apoio Federal para agilizar o Transporte Internacional de mercadorias
Deanópolis
Operação "Inescrupulosos" da PF combate esquema de fraude no Auxílio Emergencial em MS
Violência Doméstica
Marido ameaça mulher com dispositivo de choque no Popular Nova
Consulta Pública
Audiência pública revisa tarifa de abastecimento de água e esgoto sanitário em MS

Mais Lidas

Presente Inesperado
Policiais Militares de Corumbá fazem surpresa em aniversário de criança que sonha em ser PM
Péssimas Condições
Morte de motorista na BR 262 é mais um alerta para o perigo do tráfego na rodovia
Nova Corumbá
Foragido é preso com diversos itens suspeitos na mochila
Reivindicação
Vereadores pedem retorno das aulas presenciais na Rede Municipal