Menu
terça, 26 de janeiro de 2021
Andorinha Janeiro/Fevereiro
Andorinha Janeiro/Fevereiro Mobile
Geral

Estado e Capital vão qualificar índios para construir 80 casas em aldeia

04 julho 2018 - 09h05Campo Grande News

A comunidade indígena da aldeia urbana Água Bonita, localizada na região norte da Capital, será a responsável pela construção de 80 moradias populares, que custará cerca de R$ 1,3 milhão com recursos da Prefeitura de Campo Grande e governo estadual.

No fim da tarde de ontem, terça-feira (3), o prefeito Marquinhos Trad (PSD) e o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) assinaram convênio que vai garantir a construção das unidades habitacionais, serviço que deverá durar 12 meses.

“Para nós hoje o momento é de tranquilidade, a comunidade está satisfeita. Para nós é uma conquista grande, principalmente na geração de renda”, disse o professor Sander Barbosa, uma das lideranças da aldeia. Segundo ele, hoje cerca de 140 famílias de índios vivem no local em barracos de lona e em condições precárias.

O governo estadual garantiu aporte de R$ 670 mil, com recursos da Agehab (Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul), já a Prefeitura deverá investir outros R$ 650 mil, com a qualificação, na construção civil, a 50 indígenas moradores da aldeia, com salário e auxílio alimentação, ao longo de um ano.

“Campo Grande é uma das capitais com a maior população indígena do país. Juntamos esforços para que pudéssemos construir com várias mãos algo que pudesse ser exemplo nacional. A contrapartida do governo municipal é com a qualificação onde, como já acontece no Bom Retiro, 50 moradores serão qualificados recebendo salário, equipamentos de proteção e auxílio alimentação durante 12 meses, oportunizando a eles uma profissão”, afirmou Marquinhos.

Os cursos de cursos de qualificação oferecidos aos indígneas serão os de pedreiro, auxiliar de pedreiro, auxiliar de azulejista, auxiliar de carpinteiro, auxiliar de eletricista, pintor e encanador, com instrutores e orientadores do arco ocupacional da construção civil.

De acordo com a diretora da Agehab, Maria do Carmos Avesani, a intenção da parceria é garantir a construção de 135 unidades habitacionais na aldeia.

Deixe seu Comentário

Leia Também

COVID-19
Janeiro registra mais de 460 óbitos por coronavírus e já é o 3º pior mês da pandemia
MORTE POR COVID-19
Cinco dias após morte do marido, ex-primeira-dama de Dourados não resiste à Covid-19
EDUCAÇÃO
IFMS reabre prazo de matrículas da 1ª chamada para cursos técnicos integrados
Aprovados têm até esta quarta-feira, 27, para fazer a matrícula em cursos técnicos integrados ao ensino médio. Retificação altera datas previstas para novas chamadas
EDUCAÇÃO
Gabaritos do Enem serão divulgados nesta quarta-feira
CHUVA FORTE
Temporal em Corumbá causa queda de árvores e alagamentos
ECONOMIA
Governo federal aprova auxílio emergencial para 196 mil pessoas
GERAL
Edital que selecionará 3 mil propriedades rurais está com inscrições abertas
Período de submissão de propostas vai até 01 de março. Há benefícios para organizações e para propriedades rurais selecionadas
ESTÁGIO
IEL oferece estágio nas áreas de Administração, Arquitetura, Engenharia, Edificações e RH
GERAL
Prazo para empresas do MS comprovarem ao Imasul o cumprimento da logística reversa acaba este mês
Até o dia 27, quarta-feira, a certificadora eureciclo auxilia as empresas a se adequarem à Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) e atenderem ao Edital do Diário Oficial do Ministério Público de Mato Grosso do Sul, que convocou mais de 9 mil empresa
EDUCAÇÃO
Seleção para o mestrado do IFMS é retomada

Mais Lidas

CAPOTAMENTO
Carro capota no bairro Aeroporto e deixa casal ferido
CHUVA
Corumbá já tem maior acumulado de chuva da história
POLICIAL
Em Corumbá homem é preso por violência doméstica contra sua mãe
POLICIAL
PM de Corumbá recupera motocicleta furtada antes de proprietário perceber o crime no bairro Popular