Menu
sábado, 24 de fevereiro de 2024
Andorinha - Novos ônibus - agosto 2023
Geral

Envolvidos na morte de jovem após briga por cachorros se apresentam na delegacia

05 abril 2018 - 09h59G1

A Polícia mantém, em uma cela da 2ª Delegacia, na região norte de Campo Grande, um dos suspeitos de participar de briga por cachorros e morte de um jovem de 21 anos. O rapaz de 20 anos compareceu ao lado irmão de 17 anos, que também tem envolvimento no crime. O pai deles, que é apontado como o atirador, continua foragido, ainda de acordo com a investigação.

"A advogada entrou em contato conosco e eles se apresentaram na delegacia. Ainda estamos na captura do adulto responsável pelos disparos. O enteado dele permanece em uma cela aqui e o adolescente foi ouvido e encaminhado para a Deaij [Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude]", afirmou ao G1 o delegado Sérgio Luiz Duarte, responsável pelas investigações.

Conforme o delegado, a prisão do suspeito é temporária por 30 dias e pode ser prorrogada pelo mesmo período, sem qualquer prejuízo para a preventiva. Os envolvidos devem responder por homicídio qualificado por traição ou emboscada, omissão de cautela do animal, que é uma contravenção penal, além da lesão corporal dolosa. , "É um crime hediondo", ressaltou Duarte.

Além da morte, os envolvidos também tentaram sequestrar e torturar um adolescente de 17 anos, que estava com a vítima e já tinha sido ferido a coronhadas. "A investigação aponta que o adolescente foi ferido e os suspeitos ainda tentaram colocá-lo dentro do carro, com a intenção de fazer ainda mais maldades. Eles só não conseguiram porque passava muitos carros e o rapaz resistiu, enquanto o outro saiu correndo após o tiro e morreu metros adiante", comentou recentemente Duarte.

Entenda o caso

A confusão começou quando o jovem assassinado passou próximo à residência de um dos suspeitos, no Jardim Seminário, acompanhado dos dois cachorros e três amigos e o cão da raça pitbull escapou. Os animais começaram a brigar e, para separar, os amigos da vítima empurraram e chutaram o cachorro do desconhecido. O fato ocorreu no dia 22 de março e três pessoas foram identificadas.

O dono do pitbull não gostou  e eles começaram a discussão. Os amigos decidiram ir embora, sentido à avenida Tamandaré. Mas, em seguida, o homem começou a persegui-los, acompanhado com duas pessoas em um carro prata. Segundo a polícia, um deles estaria armado.

Os envolvidos começaram outra confusão e um dos suspeitos atirou contra a vítima, atingindo as costas dele. O jovem, que era domador de cavalos e trabalhava em um rancho da cidade, correu por alguns metros e caiu no cruzamento das ruas Seminário e Frutuoso Barbosa. O adolescente que estava com ele também foi ferido a coronhadas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Até 9h de amanhã
Corumbá e mais 23 cidades de MS estão sob alerta de chuvas intensas
Na entrada
Perícia estima que morte de homem encontrado em mata na cidade tenha ocorrido há 4 dias
Dados IBGE
Em 12 anos, quase 60 mil pessoas trocaram casa por apartamentos em MS
Nota Oficial
APAE de Campo Grande divulga nota de esclarecimento sobre bolsas coletoras
Pesquisa
UFMS apresenta Plano de Desenvolvimento e Integração da Faixa de Fronteira à Sudeco
Cursos
Academia de Música Manoel Florêncio abre inscrições para 127 vagas
Um menor
Operação resgata 20 trabalhadores sob condições de escravidão em fazenda de limão
Vindo do RJ
Boliviano de 21 anos é detido com 35 celulares sem nota fiscal
Convênio
Pacientes bolivianos em tratamento oncológico em Corumbá terão 75% de desconto na Andorinha
Protesto
Religiosos pedem retratação à site da capital por desrespeito à Iemanjá

Mais Lidas

Protesto
Religiosos pedem retratação à site da capital por desrespeito à Iemanjá
Na entrada
Perícia estima que morte de homem encontrado em mata na cidade tenha ocorrido há 4 dias
Oportunidade
Concurso da Caixa tem 3 vagas para Corumbá com salário de R$ 3,7 mil
Vindo do RJ
Boliviano de 21 anos é detido com 35 celulares sem nota fiscal