Menu
quarta, 22 de setembro de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Geral

Entregador que tentou matar por R$ 20 é condenado ao semiaberto

22 junho 2018 - 11h02Campo Grande News

O entregador Fernando Teixeira, 32, acusado de tentar matar a facadas uma pessoa que lhe cobrou R$ 20 foi condenado nesta quinta-feira (21) a 6 anos e 8 meses reclusão em regime inicial semiaberto. O julgamento ocorreu na 1ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande.

O crime ocorreu na rua Gaudiley Brum, no Iracy Coelho, sul da Capital, em 6 de agosto de 2016. Na sessão, o Conselho de Sentença condenou pelo crime de tentativa de homicídio doloso privilegiado, qualificado pelo recurso que dificultou a defesa da vítima.

O acusado, que encontra-se foragido, está com mandado de prisão aguardando cumprimento.
O MPMS alegou que ele se valeu de recurso que impossibilitou a defesa da vítima, aproximando-se sem que ela percebesse. Já a defesa sustentou o pedido dea absolvição ou desclassificação do delito para outro não doloso.

O juiz Carlos Alberto Garcete, porém, acatou as alegações de tentativa de homicídio por motivo torpe e uso de recurso que dificultou a defesa.

Teixeira teve a prisão preventiva decretada na terça-feira (19), uma vez que a Promotoria alegou que ele estava em local incerto e não sabido, desobedecendo medidas cautelares que lhe permitiam responder pelo crime em liberdade –Garcete considerou que ele não foi localizado para ser intimado por autos do processo, concedendo o pedido.

Decisão - Submetido a julgamento, o Conselho de Sentença reconheceu a materialidade e a autoria do delito, porém reconheceu que o delito deveria ser considerado na sua forma privilegiada, de forma que a votação do quesito do motivo torpe restou prejudicada. Por maioria, também reconheceu a presença da qualificadora do recurso que impossibilitou a defesa da vítima.

O juiz da 1ª Vara do Tribunal do Júri, Carlos Alberto Garcete de Almeida, manteve a decisão de (re)decretação da prisão preventiva do sentenciado, proferida em data recente, tendo em vista que permanecem os fundamentos para sua custódia cautelar.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Brasil quer atrair mais investimentos privados, diz presidente na ONU
21 de setembro
Incêndios continuam e Corumbá não tem motivo para celebrar o dia da árvore
Mudança no prazo
Saúde mantém vacinação para adolescentes em MS
Dados Estatísticos
Índices de criminalidade apresentam queda em Mato Grosso do Sul
Limpeza
Nos dias 22 e 23 tem ação de combate à dengue no bairro Cravo Vermelho
Evento Virtual
Semana Temática do Empreendedorismo acontece nos dias 28, 29 e 30 de setembro
Crime
Concen pede ação da Polícia Civil no combate ao furto de fios de energia em MS
Maratona
Prorrogadas inscrições para o Hackathon IFMS
Naviraí
Casal preso por tráfico de aves silvestres recebe multa de R$ 2,5 milhões da PMA
243 anos
Corumbá celebra aniversário com retomada de desenvolvimento

Mais Lidas

Denúncia
Bar é fechado e proprietário é multado em R$ 5 mil por poluição sonora
Fronteira
Mulher presa com "cinturão de cocaína" receberia R$ 1.500 pela travessia
Oportunidade
Senac Corumbá abre inscrições para cursos na área da saúde
Tempo
Primavera terá La Niña de fraca intensidade, chuvas abaixo da média e muito calor